URGENTE – Criança está sofrendo com o atendimento inadequado da UPA de Codó

A situação crítica da Unidade de Pronto Atendimento de Codó (UPA-24h) chegou ao setor pediátrico. Uma codoense usou as redes sociais na tarde deste sábado (05) para relatar o drama que há cerca de quatro dias vem passando com sua filha. A mulher, identificada como Suanny Vitória Salazar, reclama do atendimento e da demora na entrega dos exames. Ela revela que oito crianças estão em um local que suporta apenas três. E para completar o descaso, tiraram sua filha de uma cama e colocaram em uma poltrona.

Leia o relato na íntegra:

Eu já to cansada da falta de um bom atendimento na saúde de Codó…

4 dias com a Maria Vitória internada na Upa , com infecção no intestino, e nunca foi resolvido nada . Só deram um remédio q nunca fez efeito . Pra fazer exame de sangue demora quase um dia todo se faz demora entregar, se entregam não levam pro médico ver , se ele ver passa o mesmo remédio q não resolve .

Maria Vitória pelo menos tava numa cama , já não Ta mas , está deitada numa poltrona sem a mínima condições de higiene, Eles sabem q ela é cardíaca .Eu q tive q passar um álcool gel.

Ela tá correndo o risco de pegar bactérias. Num lugar q a capacidade é de 3 crianças estão com 8.

Eu sinceramente to entregando só nas mãos de Deus.

Só ele pra proteger minha filha de todos os males e da falta de uma necessidade básica q é ter uma saúde digna. Q está cada vez mas precária.

Maria Vitória guerreira do Senhor

Vai vencer mas essa .

Fé em Deus sempre!!!

 

VEJA MAIS:

EXCLUSIVO – 39 pessoas morreram na UPA de Codó somente em 2018

Diretor da UPA de Codó já acumula seis denúncias na Ouvidoria da EMSERH

Paciente morre após passar 18 dias internado na UPA de Codó

URGENTE – Laboratório suspende exames na UPA de Codó por falta de pagamento

DENÚNCIA: UPA de Codó se recusa a atender criança de 7 anos

8 Comentários

  1. Não suporto injustiça

    Desculpem desaponta-Los, porém não posso me calar, é triste, desumano essas denúncias, se está mãe está há exatos 4 dias, deve saber do que passamos para manter a vida é saude de seus filhos, inclusive, deixando os nossos, para cuidar dos seus, “um remédio ” apenas isso, tem certeza, mãezinha, de fato, a capacidade seria para menos, se sua filha se encontra em uma unidade acima da capacidade, é porque seu filho é importante, importante demais para ser transferido a qualquer lugar, existe preocupação, será que existiria o antibiótico adequado em outra unidade? Será q ir existem vagas, ou será que o médico a mantém porque tem medo de dar uma alta e receita e a mãe não realizar a medicação como deveria? Tudo isso me revolta…como parte deste corpo de enfermagem, eu sofro tanto quanto u.a mãe, nós corremos para salvar a vida de uma criança, nós doam os, choramos também, embora vocês não vejam, por favor, não acreditem nosso…não acreditem que não ligamos ou que estamos com descaso com seu filho, dói em nós também, não somos apenas esses funcionários frios que acreditam, temos coração, fazemos o possível é impossível por seus filhos, e não somente pelo dinheiro, mas pq temos coração, temos filhos, não fale de algo que desconhece, Deus está vendo, ele sabe que sofremos por vocês, ele sabe o que passamos, ele sabe que não é justo tantos julgamentos, sabe de nossas aflicoes5 e o quanto torcemos pela saúde de seus filhos, não é justo culpar uma administração por algo que está sob nossa responsabilidade. Infelizmente não podemos impedir alguém de adoecer, podemos apenas cuidar. Que meu lamento não seja apenas meu. Está noite vi uma criança partir e milagrosamente voltar para este mundo, e por isso digo, temos Deus acima de nós para decidir o que é e o que Será, apenas cuidamos,sentimos e pedimos a Deus que possamos agir e que seja feita a sua vontade.

  2. Isso é uma loucura descaso total, cadê o povo de Codó que não se manifesta a upa é do povo, duvido se o filho do prefeito ou do vice vão pra lá, até quando vamos aceitar isso.

  3. Menos avanços e menos conquistas!
    Esse prefeito Facebook está afundando de vez nossa Codó!

  4. Para esses descasos q no Brasil deveria haver pena de morte para politicos e secretarios de saude que roubasse verbas publicas da saude isso deveria ser denunciado na O.N.U isso tem nome assassinato em massa só durante a segunda grande guerra mundial se ouviu falar nisso agora e praticado em todo o Brasil

  5. Quando chegar na eleição o povo esquece em troca de qualquer 50 ou 100 reais. Enquanto existir cargos por indicação sem qualquer exigência mínima essas cenas deploráveis serão comuns. Esse prefeito tá de sacanagem só pode.

  6. Triste ..meu filho tbm tava com infeção intestinal e foi tratada como uma virose . .foi feito exames e a idiota da médica disse que ele não tinha nada ..foi pra casa e o dias foi passando e ele o estado mais se agravando até que veio a alergia o corpo reagindo a infeção levei ele novamente e chegando lá o médico pediu um exame e mostrei o mesmo exame que a médica disse que ele não tinha nada e na hora que o médico olhou viu que ele tava com infeção e havia pus …resultado foi encaminhado para o hgm e lá a pediatra de Graça olhos os exames e disse a mesma coisa que o médico falou infeção com pus ..ficou internado dias e desde de então ele ficou tolerante a lactose….. tudo isso por um erro médico

  7. Difícil. A nível federal estadual e municipal o descaso e muito grande, porém não devemos nos conformar porque em todo lugar tá difícil. Codo comparado com o Estado é muito menor em atendimento então que os responsáveis pela saúde no município se empenhem pra dá a população o melhor atendimento. E o mínimo que podem fazer por ser responsabilidade de vocês e a população merece, pois idiota mente acreditamos que poderiam fazer o melhor.

  8. Isso o Aberto Barros não fala na rádio deles,,,tenho uma tia que foi encaminhada pra São Luís pra fazer um exame vascular e o médico falou que demoraria um mês,colocaram ela em um corredor e vendo essa situação foi pedido alta, é uma cegonha nesse estado ,onde está o dinheiro da saúde…???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *