VÍDEO: “Fura Porca” nega participação no assassinato do comerciante Bebé

Antônio da Silva foi preso nesta quinta-feira (17)

Considerado pela polícia como um criminoso perigoso e autor de pelo menos três homicídios na cidade de Codó, o jovem Antônio da Silva Rocha Filho, popularmente conhecido como “Fura Porca”, 29 anos, conversou com a jornalista Emanuela Carvalho, da TV Cidade, e negou qualquer participação no assassinato do comerciante Raimundo Nonato Gomes de Almeida, popularmente conhecido como Bebé, 62 anos.

Preso no início da tarde desta quinta-feira (17) em sua residência no bairro São Sebastião, “Fura Porca” disse que não estava escondido e não havia se apresentado a polícia por causa dos outros crimes que responde.

Assista:

Presos

Além de “Fura Porca”, a polícia também já havia efetuado a prisão dos outros três envolvidos no crime. Maciel Augusto Cardoso Mendes, o Marquinhos, foi preso na madrugada desta quarta-feira (16).

Marquinhos, Rafael (de amarelo) e Minguel (de Cinza). (foto: Blog do Acélio)

Já Rafael de Matos Mendes e Miguel Rui Silva Alves foram presos um dia após o assassinato, na madrugada da segunda-feira (14).

O crime

Assassinado dentro do seu bar na madrugada deste domingo (13) em Codó, Raimundo Nonato Gomes de Almeida, popularmente conhecido como Bebé, 62 anos, teria reagido a um assalto, foi atingido por três disparos e morreu após ser levado para o Hospital Geral Municipal (HGM).

O crime ocorreu na rua Rio Grande do Norte, por volta das 1h30. Conforme o Boletim da Polícia Militar, testemunhas informaram que quatro homens armados chegaram ao local e anunciaram o assalto.

A vítima foi encaminhada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e teve sua morte confirmada às 4h50. Bebé foi assassinado no dia que completava 62 anos de idade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *