Vereadores de Codó declaram guerra contra o ex-prefeito Ricardo Archer

Na semana passada a imprensa codoense divulgou a decisão favorável da justiça local em favor da Manufatureira Agrícola e Imobiliária Ltda. de propriedade do ex-prefeito Ricardo Archer. A sentença assinada pelo juiz da Vara da Fazenda Pública de Codó, Dr. Rogério Pelegrini Tognon Rondon, decidiu que a área do Aeroporto Magalhães de Almeida pertence a empresa do ex-gestor e não ao município.
Guerra contra Ricardo Archer
A decisão em favor de Ricardo Archer não agradou grande parte dos políticos da cidade. Os primeiros a demonstrarem publicamente a insatisfação foram os parlamentares codoenses, que iniciaram na noite de ontem (22) um bombardeio contra o ex-prefeito.

Os edis uniram forças e prepararam duas indicações direcionadas a empresa de Ricardo Archer. A primeira de número 265/17 solicita ao Poder Público Municipal que realize um levantamento das obrigações tributárias da Manufatureira Agrícola e Imobiliária Ltda, com seus respectivos imóveis e informe aos membros do Legislativo codoense. Os vereadores pedem ainda que após a conclusão da solicitação, a prefeitura viabilize a melhor forma possível de regularização de quaisquer pendências existentes, mesmo que para isso seja necessário a implantação de um refiz municipal.
Segundo ataque
A segunda ofensiva para cima de Ricardo Archer veio através da indicação de número 267/17 que pede a intervenção do prefeito Francisco Nagib para que ele não ceda a área do Aeroporto Magalhães de Almeida para uma empresa particular, viabilizando uma forma legal de não perder o local para a empresa Manufatureira Agrícola e Imobiliária Ltda. Os edis pedem também que o atual gestor apresente um projeto para o lugar.
Leia abaixo trechos dos argumentos dos vereadores Leonel Filho, Valdek Frota, Rômulo Vasconcelos, e Junior Oliveira.
“Toda rua tem um dono no município de Codó, pode ir no cartório. A maior parte dessas ruas é da manufatureira, se a manufatureira for dizer que é a dona da rua tal, da rua tal, ele vai ficar com Codó quase todo”, argumentou Leonel Filho.
“Ali naquele aeroporto já seria uma opção para a construção do futuro sambódromo de Codó, quem é que não gosta de carnaval?”, disse Valdek Frota.
“(…) Aonde o senhor Ricardo se diz político, e até o momento tudo o que ele faz é para prejudicar a sociedade”, disparou o Junior Oliveira.
“Eu acho que o município tem que desapropriar a área, entrar com um processo de desapropriação e entregar aquilo para a comunidade através de projetos sociais e voltar a beneficiar a sociedade. Mas aqui em Codó a gente já viu muita coisa, esse rapaz já até vendeu rua, imagine uma situação dessa né”, afirmou Rômulo Vasconcelos.

Nenhum Comentário

  1. ja falei verias vezes que seja contratado um perito para analizar nos cartórios a documentação desta quantidade absurda de terras que o silva diz ser dele. e uma pena que não tenhamos um descendente de joão ribeiro, palmerio cantanhede, lisboa etc…. para ajudar nesta tarefa. não estou confirmando mas poderá ter muita mutreta por trás. ja observaram que no sobrado na parte bem de cima tem um brasão de joão ribeiro JR. sugiro a câmara que procure uma maneira de tombar alguns prédios históricos como por exemplo o sobrado que o rapaz só por maldade está destruindo e a casa do nazeu quadros e o velho cinema. vamos agir antes que o dono de codo derrube tudo.

  2. ja derrubou a casa onde morou rene bayma e a casa onde hoje fica o gas do fc e a casa onde morou o senhor amaral sao as que me lembro no momento.

  3. Segundo informações foi derrubado um lindo dobradinha onde residiu o senhor Raul Serra Martins que trabalhou muitos anos na fábrica de tecidos. Fica onde hoje é a mansão do dito cujo. Os teares da fábrica (máquinas importadas que faziam os tecidos ) deveria ter ficado pelo menos uma para compor o museu de Codó. Que fim levou ? Devem ter sido vendidas como sucata pelos ambiciosos. Parece-me que a roda gigante que movia toda a fábrica ainda está lá. Gostaria de saber.se tiver com certeza não conseguiram carregar ou não deixaram. A fábrica de nitroglicerina que nunca funcionou onde está ?A fábrica de descarocar algodão onde está?

  4. De parabéns os vereadores de Codó. Alguma coisa tem que ser feita para parar este insaciável. Aconselho-os a contratar um perito grafotecnico para analisar os documentos destas infinitas propriedades. Poderá, não sei, haver conluio como aconteceu com a praça que hoje está fincado o Paraíba. Ignoro o que aconteceu baseio-me em informações de alguns codoenses, não sei a verdade. Deixaram também ocupar aquele espaço onde era Telma. Enfim, uma série de desmandos que só a Câmara e o poder executivo pode dar .fim. Agora vocês começaram e tem que ir até o fim. Vou acompanhar.

  5. Onde tem dobradinha é dobradinho.a casa grande onde morou ladeira (gerente do basa) Fernando carneiro e outros foi vendida para os padres mas antes andou vendendo pedaços para amigo. A casa encontra-se desfigurada do original segundo i formações. A casa onde morou por muitos e muitos anos o Sr. Demolindo, segundo notícias rádio peão encontra-se penhorada
    , não sei e verdade. Dizem que o mesmo o fez para que o ocupante desocupadas a mesma.tambem não sei se é verdade. Na realidade nao duvido de nada que venha cometer este cidadão ambicioso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *