Entrevista de Bolsonaro na Record é crime eleitoral

247 – O candidato da extrema-direita a presidente, Jair Bolsonaro (PSL), pode ser acusado de praticar crime eleitoral, ao se recusar de participar do debate da Globo nesta noite, e dar entrevista à Rede Record, do bispo Edir Macedo. 

“Ao mesmo tempo, o Jornal da Record prepara uma série de reportagens para atacar ao PT. Antigos supostos escândalos serão revirados e novos personagens, que teriam relação com a campanha de Haddad, serão incluídos. Uma concessão publica não pode fazer isso. Ela tem que obrigatoriamente abrir espaço semelhante para todos os candidatos”, diz o jornalisa Renato Rovai.

“Em não fazendo isso, descumpre a legislação eleitoral e abre espaço para que seja pedida a suspensão da sua transmissão. É urgente que advogados do campo democrático se mobilizem para uma avalanche de ações contra a Record”, diz ele. Leia o texto na íntegra.

A candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad, Manuela D’Ávila (PCdoB), também denunciou o crime eleitoral de Bolsonaro. 

Assista: 

5 Comentários

  1. Que moral tem essa Manoela D’Avila?

  2. Adilson Dutra de Aguiar Júnior Dutra de Aguiar

    Agora bem ai…corja de ladrão querendo denunciar pq?
    Eles queriam que o Adélio desse entrevista!
    Todos ja deram entrevistas em período eleitoral, já vi vários e nunca foi crime. Agora É?
    Está mais que na cara que estão todos contra um!
    Todos contra o país.

  3. Cara que reportagem sem nexo, a entrevista foi gravada na casa dele. Ele nao tem culpa se a Record decidiu exibi-la no horário do debate.

  4. Cara que reportagem sem nexo, a entrevista foi gravada na casa dele. Ele nao tem culpa se a Record decidiu exibi-la no horário do debate.

  5. Chora Manú… Ninguém vai te ajudar palhaça…. Vc e seu partido não tem como argumentar!!!
    Vc não será nossa vice presidente. Nem agora, nem nunca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!