Com fraturas no fêmur e joelho, Carlos Almir precisa ser transferido do HGM de Codó

Alguns pacientes que chegam ao Hospital Geral Municipal (HGM), localizado em Codó (MA), precisam ser transferidos para outros municípios porque o local não dispõe de estrutura suficiente para determinados procedimentos ortopédicos. Os casos mais graves estão sendo levados para Timbiras, Coroatá, Caxias, Presidente Dutra e até São Luís.

É o que está acontecendo com o senhor Carlos Almir Gomes Silva, que fraturou o fêmur e joelho após sofrer um acidente de trânsito na noite da última quinta-feira (03). Já são mais de quatro dias internado no HGM esperando que a direção do hospital providencie a transferência.

“Venho aqui pedir uma ajuda, pois meu padrasto, Carlos Almir Gomes Silva, se encontra no HGM desde quinta-feira à noite esperando uma transferência para fazer uma cirurgia do fêmur e do joelho, onde um moleque levantando pneu bateu nele e na minha mãe que vinha próximo. Minha mãe está fora de perigo, apenas algumas raladuras, porém ele precisa urgente ser transferido para fazer a cirurgia pois na cidade não tem suporte para a cirurgia dele, ele anda sentindo muita dor e a perna não para de inchar”, relatou a enteada.

A família teme que o estado de saúde do senhor Carlos Almir se complique ainda mais e pede urgência em sua transferência para um hospital especializado.

Quem puder ajudar deve entrar em contato através dos números: (99) 99189-8141 / 981363356 / 98255-3926.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!