Márcio Jerry rejeita fala do presidente e pede “Fique contra Jair Bolsonaro. Fique em casa!”

Contrariando todas as medidas adotadas mundialmente para conter o avanço da pandemia do coronavírus, Jair Bolsonaro (sem partido) pediu o fim da quarentena e o retorno das atividades escolares e do comércio em um novo pronunciamento em rede nacional na noite desta terça-feira (24). A reação não poderia ser mais imediata. Políticos e congressistas de diferentes partidos foram unânimes em refutar a declaração do presidente.

Um deles foi o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA). “Quem tem consciência e responsabilidade está chocado com o pronunciamento de Bolsonaro. Já foram tantos absurdos, todos tão graves. E aí ele aparece em rede nacional para se exceder em estupidez. Que psicopatia o faz ter esse desejo de ver o povo exposto ao coronavírus ? Nenhum respeito pelos 46 mortos até aqui. Nenhuma preocupação com outros tantos que morrerão”, declarou o parlamentar, referindo-se à última atualização de mortos feita pelo Ministério da Saúde.

No dia em que o Brasil registrou a sexta noite de panelaços ao som de #ForaBolsonaro, Jerry ainda criticou a postura do presidente diante das tentativas do chefe da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que vem buscando conter a expansão da doença no país ao seguir o protocolo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Ministro Mandetta vai cumprindo seu papel, apesar de Bolsonaro. Por isso Jair Bolsonaro resolveu ‘demiti-lo’ em cadeia nacional. Estupidez sem fim. Que pena! A maioria dos eleitores do Brasil elegeu um louco, um depravado”, disse.

As críticas não pararam por aí. Para Márcio Jerry, hoje Bolsonaro deixou claro que não está interessado na saúde da população.

“Presidente fez troça do povo, desdenhou, ironizou morbidamente. Totalmente irresponsável e gravemente adoentado. Sim, grave patologia mental. E um amolecado. Indigno”, afirmou, pedindo: “Fique contra Jair Bolsoanro. Fique em casa! Cuide de sua saúde, de seus familiares e amigos. Cuidemos todos uns dos outros, o presidente não cuida de ninguém”, defendeu.

Ascom

6 Comentários

  1. Seria bom o deputado explicar como vai ser daqui a poucos meses com o país parado sem produzir, como serão mantidas as empresas, a máquina estatal e a prestação dos serviços básicos, como serão pagos os salarios de servidores e demais colaboradores, como as pessoas vao sobreviver sem nenhuma produção de nada. Até quem tem dinheiro não vai ter o que comprar.
    Então até nesse momento se percebe o interesse político acima do bem maior que é o bem está da população.

  2. Gomes, você disse tudo! Eu vou perder meu emprego e ainda vou pegar o covid-19. Vou ficar sem emprego e doente. Esse deputado junto com o Governador tão fazendo politicagem com as nossas vidas.

    • Sou empresario em codo e teresina e dos 35 funcionarios que tenho ja demiti 34.
      Eh isso que vai acontecer no Brasil inteiro.
      Todos doentes e com fome!!

  3. Márcio Jerry devia e ter vergonha na cara, no Maranhão Flávio Dino que aliado os dois são comunista desenpregaram dezenas e dezenas de funcionários que atuavam na saúde em todo estado, e agora tanto Márcio Jerry quanto Flávio Dino querem da uma de moralistas pra cima do presidente da República, eu quero ver se não fizerem o que o presidente diz como vai ficar daqui a poucos dias.

  4. O comunismo e como um câncer, e nos temos quer varer pra fora da política este partido PCdoB e Pt e demais partidos que apoiam o comunismo e nazismo!

  5. Eng. Civil Emanuel Rodrigo

    Nazismo e comunismo são duas vertentes sociais opostas.
    Quanto ao isolamento social faz-se de bom tom afirmar que trata-se da medida mais eficaz se considerado a urgência da problemática. Para o controle da disseminação viral é necessário que se restrinja o fluxo de pessoas nas ruas, de modo que a VIDA DEVE TER MAIOR VALOR QUE A ECONOMIA.
    Isolamento social não é achismo e muito menos política, isolamento social é ciência, é pesquisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *