Wellington volta a criticar a inversão de prioridade do Governo Dino

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) voltou a criticar a inversão de prioridades do Governo Flávio Dino. Na semana passada o parlamentar chegou a criticar, num vídeo divulgado nas redes sociais, a priorização equivocada da gestão comunista.
Agora, assim que soube do corte de mais de R$ 9 milhões na área da Educação feito pelo Governo Flávio Dino, Wellington, que é membro da comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Maranhão, repudiou a atitude do governador.
Ao abordar a questão, Wellington disse não entender a razão de se retirar da Educação e suplementar o equivalente na Comunicação, demonstrando uma total inversão de prioridade.
“O governador do Maranhão suplementou a Secretaria de Comunicação em R$ 9 milhões. Uma secretaria que, em menos de 03 anos, já teve um aumento de mais de R$ 15 milhões. Agora, retiraram da Educação. Por que não mexeram no orçamento da Comunicação? Por que justo da Educação? Outro dia, o governador se orgulhou de ter economizado quase R$ 500 milhões na Saúde. Agora, ele tira R$ 9 milhões da Educação e gasta quase R$ 70 milhões na Secretaria de Comunicação para fazer falsa propaganda. Francamente, senhor governador, Educação, Saúde e Segurança não se deve economizar e devem ser prioridades em qualquer governo sério. Economize na propaganda das mentiras ao invés de cortar na Educação”, afirmou Wellington.
Wellington encaminhou um requerimento ao governador solicitando uma justificativa para esse corte significativo da Secretaria de Educação e não da de Comunicação, por exemplo.
Segundo Wellington do Curso, o corte feito na Educação pelo Governo Flávio Dino deve atingir 11 municípios maranhenses, sendo eles: Afonso Cunha, Água Doce do Maranhão; Aldeias Altas; Bélagua; Itaipava do Grajaú; Jenipapo dos Vieiras; Milagres do Maranhão; Santana do Maranhão; São João do Carú; São Raimundo do Doca Bezerra e São Roberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!