DENÚNCIA DO LEITOR – Prédio do antigo SAMEC estaria servindo de criadouro do mosquito Aedes Aegypti

Moradores da rua Tomé de Sousa, bairro São Sebastião, Codó, estão suspeitando que o prédio abandonado do antigo Serviço de Assistência Médica Hospitalar – SEMEC, estaria servindo de criadouro do Aedes Aegypti, mosquito transmissor de várias enfermidades.

O denunciante, que não quis se identificar, relata que várias pessoas do local foram diagnosticadas com a doença chikungunya.

Há vários anos abandonado o prédio também estaria servindo para a proliferação de cobras e outros animais peçonhentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *