Criminoso que comandou assalto a banco em Bacabal é um dos mais perigosos do país

José Francisco Lumes, conhecido como “Zé de Lessa”, é um dos criminosos mais perigosos e violentos do país. Especialista em assaltos a bancos e carros fortes, ele é apontado pela polícia maranhense como o líder da quadrilha que assaltou o Banco do Brasil e levou pânico à cidade de Bacabal, no fim da noite de domingo (25).

Zé de Lessa é fundador da facção criminosa Bonde do Maluco (BDM), um dos cinco grupos criminosos mais atuantes na Bahia e considerado o mais violento do Estado.

Entre inúmeras tentativas para prendê-lo, Zé de Lessa foi o principal alvo da Operação Sapucaia, realizada em abril de 2016 pela Polícia Federal na Bahia e no Mato Grosso do Sul, com o objetivo de cumprir 13 mandados de prisão.

O bandido foi caçado em Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai. Dos 13 mandados de prisão, a Polícia Federal conseguiu cumprir oito. Alguns deles, dentro do próprio sistema penitenciário baiano. O alvo da operação é apontado pela polícia como o maior distribuidor de drogas da capital e do interior, com especialidade em assalto a bancos e a carros fortes.

Zé de Lessa começou na vida do crime fazendo assalto a instituições financeiras. Foi preso algumas vezes e a última vez que saiu da prisão foi para terminar de cumprir a pena no regime domiciliar. Desde então, foi morar na cidade de Coronel Sapucaia, no Mato Grosso do Sul, divisa com o Paraguai, de onde começou a enviar carregamentos de drogas para abastecer sua quadrilha na Bahia.

Ele criou o BDM dentro da cadeia e logo sua facção passou a ganhar destaque. Tornou-se o principal rival da facção Katiara, comandada por Roceirinho, e passou a disputar pontos de droga com o rival.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *