Caminhão carregado de madeira suspeita fica estacionado ao lado do posto do secretário de Meio Ambiente

Um fato inusitado chamou a atenção de um leitor do Blog do Bezerra, quando ao transitar pela  Avenida Cristovão Colombo na Trizidela, se deparou com um caminhão velho, sem placas de identificação e com dois jovens, aparentemente menores de idade, sob um carregamento suspeito de madeira extraída sabe- se lá de onde.
Seria muita coincidência  ou oportunismo realizar o transporte deste carregamento apenas depois das 22h, o fato aconteceu no final de semana e certamente não passaria despercebido se tal encontro fosse em outro horário. Após ter visto o caminhão suspeito, “tratei de acompanhá-lo até certo ponto da cidade, até que tivesse noção do destino”, disse o leitor.
O caminhão, percorreu um trajeto ao longo de toda a Avenida da Trizidela, passando sobre a linha férrea na Avenida Primeiro de Maio, parando e estacionando bem no Posto Cobel, de propriedade do Secretário de Meio Ambiente de Codó, “o que foi percebido é que o motorista do caminhão, não tinha a finalidade de abastecer o veículo e sim passar ou receber alguma informação, pois o mesmo desceu do carro que dirigia e entrou num compartimento do Posto e conversou com um funcionário, em seguida retornou ao veículo e tomou rumo ignorado”, salientou o blogonauta.
Qual seria o motivo da paradinha no ponto comercial de propriedade da família do secretário de meio ambiente, justamente o motorista de um caminhão com um carregamento de madeira suspeita?
Isso me cheira a clandestinidade!

Fonte: Blog do Bezerra

Nenhum Comentário

  1. Esse caminhão vem da região da Trizidela, Retiro, Boca da Mata, Bom Jesus e Cancela, são vários caminhões que vem daquela região todos os dias carregado de madeira (Bacurí, Piquí e outras) a placa dele é (HOW 1634) VW branco e tem outros caminhões que também passam na porta da minha casa todos os dias na rua marcos rocha na trizidela, e ninguém diz nada passa na luz do dia,
    Secretaria do Meio Ambiente não faz Nada…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!