Vereadores se manifestam sobre o caso da dona Ednalda e seus filhos gêmeos que faleceram dentro do HGM

Ainda continua repercutindo muito o falecimento na semana passada da senhora grávida e seus dois bebês gêmeos que estavam na barriga da mãe (reveja). As mortes das três vítimas aconteceram dentro do HGM e até o presente momento não foram esclarecidas pelo poder público municipal.

Nesta segunda-feira (27) alguns vereadores que participaram da sétima sessão ordinária da Câmara Municipal de Codó usaram seus pronunciamentos na tribuna da casa para falarem sobre o lamentável episódio que tirou a vida de três codoenses.

Veja e ouça o que eles disseram:

VEREADOR RODRIGO FIGUEIREDO:

“Essa senhora faleceu no HGM por falta de estrutura do hospital para atender e realizar o parto dessa senhora, as famílias dizem uma coisa e a prefeitura diz outra e eu fico com o que diz a família, o marido da senhora relata que ela chegou viva no hospital, que ela faleceu no hospital e o que é mais triste ele relata, o pai das crianças, que depois que a senhora morreu as crianças ficaram ainda por um tempo mexendo dentro da sua barriga. Aonde que nós estamos população de Codó? Com um governo fraco, um governo incompetente, um governo insensível desse!, lamentou Rodrigo Figueiredo.

VEREADOR LEONEL FILHO:

É um ou dois querem fazer sensacionalismo em torno disso, as vezes um quer fazer uma algazarra em uma situação tão delicada que a família até esse momento que pega um parente que não sabe nem o que responder, fica mudo, ai é claro que vai ter o desabafo, vai ter o desabafo nessa hora e vai emocionar a gente porque ninguém… (inaudível), a gente só lamentar muito e as providencias vão ser tomadas”, tentou defender Leonel.

VEREADOR JUNIOR OLIVEIRA

“É delicado esse caso, é ruim para a gente está abordando isso, mas eu não acredito que o Dr. Osnir tenha sido negligente com um caso desse. Com o conhecimento que ele tem, com a competência que ele tem e com o comprometimento que ele tem, é por isso que eu pedi para a gente analisar o caso com carinho, pra gente não sair as vezes falando o que não aconteceu. Nós não podemos chegar, chegar quem não é médico, chegar e sair dizendo que aconteceu isso e aquilo, pois é o médico é que sabe os procedimentos que tem que ser feito, palavras de Junior Oliveira.

VEREADOR PASTOR MAX

“Porque pelos relatos obtidos através da mídia social uma série de fatores levaram a esta terrível situação, mais uma eu destaco, a falta de humanização de vários profissionais do serviço de saúde que atenderam o caso e que foi decisivo para que este mal acontecesse, lamentou Pastor Max.

VEREADOR EXPEDITO CARNEIRO:

É lamentável, a gente se sensibiliza bastante com os familiares, eu acho que só quem passa é que sabe dizer a dor, nós também temos que se colocar no lugar da família (…), assim como também como o vereador Domingos Reis falou que nosso prefeito tenho certeza que irá tomar todas as providencias cabíveis para dar uma resposta a sociedade, a sociedade precisa de uma reposta, os familiares das pessoas precisam de uma reposta”, disse Expedito Carneiro.