Programa Mais Renda irá proporcionar oportunidades de negócios aos pequenos empreendedores em Codó

Uma das promessas do prefeito Francisco Nagib foi fomentar o empreendedorismo entre os trabalhadores informais de Codó. Na manhã desta quarta-feira (29) o Prefeito, acompanhado da Primeira Dama e Secretária de Desenvolvimento Social, Agnes Oliveira, a Coordenadora do Mais Renda, Ana Cristina e da Diretora do Departamento de Proteção Básica, Rosa Vasconcelos, beneficiou 100 famílias com instrumentos de trabalho no ramo da beleza e de alimentos. A ação foi por meio do Programa Mais Renda, parceria entre Estado e Município que incentivará a livre iniciativa e o microempreendedorismo no município de Codó
A apresentação e a seleção do Programa, aconteceu no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUS). De acordo com a Coordenadora do Programa Mais Renda, Ana Cristina, programa irá transformar as vidas de trabalhadores do mercado informal e dar mais ânimo para que pequenos comerciantes possam conquistar seu espaço comercial e sua renda por meio do trabalho, mesmo que seja simples. “É uma grande oportunidade. Para os comerciantes menos favorecidos possam ter motivação para seguir com seu micro negócio”.
O programa, que será executando em 03 etapas, tem como público alvo beneficiários do Bolsa família, que já trabalhe ou pretenda montar e expandi seu próprio negócio. Para o setor de alimentos, o governo vai entregar carrinhos de lanches, e 50 kits para manicure e cabeleireira: neste ramo são estufas, alicates, esmaltes, lavatórios, escova, máquina para corte de cabelo e outros.
O programa vai oportunizar a inclusão socioprodutiva de 100 famílias em situação de vulnerabilidade social em Codó, por meio da inserção, organização e estruturação de pequenos empreendimentos, visando a ampliação da renda e a melhoria da qualidade de vida de pequenos empreendedores e de suas famílias”, explicou a Secretária de Desenvolvimento Social, Agnes Oliveira
Em Codó, os beneficiados foram selecionados por meio do Cadastro Único – aqueles que possuíam renda mensal per capta de até meio salário mínimo e de posterior aplicação de um questionário de identificação de perfil para enquadramento no programa. O setor de alimentos foi definido de forma estratégica, observando a demanda das famílias.
Motivado a desenvolver ações que propicie a independência financeira das famílias, o prefeito Francisco Nagib está certo que este programa vai fomentar o crescimento microempreendedoríssimo em Codó. “Era uma das ações que mais esperava realizar agora em nosso início de governo. Pois acredito na livre iniciativa, no empreendedorismo, na força de vontade de crescer, no trabalho e na garra de nosso povo. Um povo humilde, trabalhador, mais que quer crescer. Estamos entregando todos os mecanismos para que eles se desenvolvam empresarialmente e prosperem, levando mais renda e conforto a suas famílias”.
Ascom PMC.