“Precisamos fortalecer as Agritecs!”, declara Ana Emília, uma das 1.914 pessoas capacitadas na Agritec Itapecuru

“Participei do seminário de reforma agrária, cooperativismo, acesso ao crédito e agora concluí a participação na palestra de acesso à água. São temas que estão ligados diretamente com a realidade do agricultor e agricultora familiar do nosso estado. O Governo está de parabéns por ter esse olhar sensível para as necessidades de quem vive da agricultura familiar. Precisamos fortalecer as AGRITECS”, declara dona Ana Emília Moreira, do quilombo Matões dos Moreiras, do município de Codó, e integrante da Associação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Maranhão (Aconeruq).
Dona Emília conta que sua comunidade vive com grandes problemas no acesso à água. “Escolhi participar da palestra sobre Programa Água Doce e captação de água de chuva porque moro numa região de semiárido, minha comunidade sofre com água salobra. Água é essencial para nossa sobrevivência e para nossa produção”, concluiu.
As capacitações foram o destaque na 13º Agritec do território Vale do Itapecuru, realizada entre os dias 26 e 28 de outubro, no município de Itapecuru Mirim. A feira deixou 1.914 capacitados.
“Estamos cumprindo nossa missão. Estamos concluindo nossa 13º edição da Agritec. Uma política que veio para ficar que leva conhecimento ao agricultor e desenvolvimento do setor rural, facilitando o acesso às tecnologias de baixo custo, gerando renda para o agricultor familiar do Estado”, pontuou Adelmo Soares, secretário de Estado da Agricultura Familiar.
O secretário informou, ainda, que o sucesso da Agritec só é possível com as parcerias firmadas com instituições como o Sebrae, Embrapa, movimentos sociais e instituições financeiras.
“É bonito de ver um governo que prioriza a agricultura familiar, que proporciona espaços para cursos, oficinas e discussões sobre políticas públicas e um tema muito importante que é a reforma agrária. Isso era para acontecer em todo o Brasil. Só tenho a agradecer a oportunidade de contribuir nesse debate que nos ajuda a conhecer a realidade, experiências e também buscar energias para superar esse momento de muita dificuldade política no Brasil”, completou o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares- Contag,  Aristides Veras, durante palestra sobre Reforma Agrária na abertura da Agritec.
Serviços
Nos três dias de evento as secretarias de Estado se reuniram para prestar diversos serviços à população do território Vale do Itapecuru. Estavam presentes a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES), Secretaria da Mulher (SEMU), Secretaria da Fazenda (SEFAZ), Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) e Secretaria do Trabalho e Economia Solidária (SETRES).
A SEFAZ prestou serviços de formalização de microempreendedor individual; inscrição do produtor rural; parcelamento de IPVA e ICMS com multas e juros reduzidos; ativação de empresas; emissão de notas fiscais avulsas; orientação tributária, certidões e diversos serviços à população.
A SEMU levou vários esclarecimentos dos direitos das mulheres. A AGED realizou uma programação específica para crianças e participou da programação técnica; a SEMA e a SETRES também participaram com estandes e da programação técnica.
O Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (ITERMA) realizou Cadastro Ambiental Rural para os agricultores do território, além de esclarecer sobre os trâmites processuais para regularização fundiária.
Números
Milhares de pessoas passaram pela a Agritec de Itapecuru Mirim. A Feira movimentou mais de R$ 30 mil em comercialização e 233 contratos com instituições financeiras no valor de R$ 1.825.927.
Realizada desde 2015, a Agritec já passou nos municípios de São Bento, Caxias, Açailândia, Bacabal, Chapadinha, Codó, Grajaú, Viana, Zé Doca, Paraibano, Barra do Corda e Santa Luzia. Em treze edições, já são 23.046 agricultores familiares, comercializados R$ 813.560 de produtos da agricultura familiar e firmados contratos com instituições financeiras na ordem de R$ 20,8 milhões, além de atrair milhares de pessoas.
“A Agritec foi uma festa maravilhosa, um público excelente. É o Governo investindo fortemente na agricultura familiar para ajudar a transformar e fazer um Maranhão de todos nós”, afirmou o presidente da AGERP, Júlio César Mendonça.

Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!