Peitos viram tema de festa de menina de 3 anos

Personagens de desenhos animados, unicórniofadascircozoológico… Nada disso conseguiu chegar ao nível do que realmente chamava a atenção de Laura na hora de escolher o tema de sua festa de 3 anos: o “mamá”. A mãe, Marcelle Castro, atendeu ao pedido dela e postou a foto do resultado no Facebook na última quarta-feira (7). A publicação viralizou e recebeu mais de 40 mil curtidas. Dá para notar a felicidade estampada no rosto da menina, que mora no Rio de Janeiro (RJ).

“Há seis meses atrás, quando perguntamos qual seria a festa que ela queria, ela disse que seria do que ela mais gostava: uma festa de ‘mamá’! Disse que queria um bolo de peitos e cupcakes, de bico de fora e sem soutien. Até tentei mudar, mas não deu. Todos os personagens perderam para os peitos!”, escreveu a mãe na rede social. “Não conseguimos decorar, nem fazer nada como ela realmente merece porque tivemos muitos contratempos. Mas, a felicidade dela com o bolo e a ‘festa de peitos’, não tem preço! Ela só ficou um pouco decepcionada porque não conseguiu mamar, mas falou que tudo bem!”, contou.

No começo, nem os pais levaram a sério. “A Laura adora nos ver dando risada. Como da primeira vez que ela disse que queria uma festa sobre esse tema, a gente riu, achei que ela estava continuando a brincadeira porque achou a reação engraçada”. No entanto, a menina estava decidida e a família resolveu atender ao pedido.

Os convidados

Em entrevista a CRESCER, Marcelle contou que a festa foi só para a família. “Ninguém levava fé que ia ser assim porque convidamos para ‘comer um bolinho’. Não confirmamos que o tema seria ‘peito’, apesar de todo mundo saber que era o que ela queria. Sempre que alguém perguntava, ela respondia: ‘peitos da mamãe, meus peitos de mamar’”, disse.

Dificuldade na decoração

Um dos maiores desafios foi conseguir colocar a ideia em prática. “A gente não achava nada que não fosse sensual. Tudo o que achávamos relacionado a peitos era para chá de lingerie. Então, não ficaria inocente para ela. Nos preocupamos com isso”, lembra. Alguns dos itens precisaram ser personalizados, mas, segundo Marcelle, era raro as pessoas levarem a sério. “Como a exigência dela era só o bolo e os cupcakes, fizemos só isso e decoramos com bolas”, explicou.

Com informações da Revista Crescer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!