GREVE – Combustível para viaturas da PM de Codó só dura mais 3 dias

Motocicletas do 17° BPM de Codó (Foto: divulgação)

A continuação da greve dos caminhoneiros pode afetar o trabalho dos policiais militares de Codó. O comandante do 17° BPM, Tenente-coronel Jurandir de Sousa Braga, confirmou ao blog do Marco Silva que há combustível apenas por mais três dias para abastecer as viaturas da PM.

“Estamos contingenciando o combustível desde ontem, com a determinação para as viaturas ficarem mais tempo paradas em pontos estratégicos, aguardando as chamadas da Central de Operações (190), para atender as ocorrências e estocamos 280 litros. As motocicletas do Esquadrão Águia estão circulando mais na periferia por serem mais econômicas. Esperamos que a situação volte logo ao normal”, revelou Jurandir Braga.

Apesar do possível colapso de desabastecimento de combustível em Codó por causa do protesto dos caminhoneiros, o comandante da PM demonstrou tranquilidade e disse que a cidade está tranquila devido a diminuição da circulação dos veículos nas ruas e avenidas.

A greve

Caminhoneiros fizeram neste sábado (26) o sexto dia da greve da categoria, ao menos 596 pontos ativos de bloqueios em estradas pelo país, segundo informou a PRF (Polícia Rodoviária Federal). A mobilização continua afetando a prestação de serviços em vários municípios. Os estados de Pernambuco e Sergipe e cidades como São Paulo e Olinda decretaram situação de emergência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!