Garota de 16 anos se torna a primeira prefeita adolescente da história de Codó

A Câmara Municipal se reuniu hoje pela manhã e parte dos vereadores compareceu ao ato de posse de Késia da Silva e Silva a primeira adolescente alçada ao cargo de prefeita do município de Codó. Depois, cumprindo o protocolo, a menina de 16 anos fez um discurso. Estava aberto, oficialmente, O dia em que iria participar da rotina de trabalho de quem tem por dever institucional liderar, decidir.

 “Esse momento aqui na Câmara, esse momento que ela irá participar na Prefeitura onde ela irá, nesse pouco espaço de tempo, mas irá colher com bastante êxito, as dificuldades que o município enfrenta, as decisões que o prefeito tem que tomar, que o legislativo tem que tomar então será um momento importante na vida dela, acredito que ela irá levar esse ensinamento para toda a vida dela”, disse o presidente Expedito Carneiro.

Késia da Silva e Silva ao lado dos vereadores Rodrigo Figueiredo e Expedito Carneiro

Da Câmara a menina prefeita  foi para o gabinete do prefeito da cidade, Francisco Nagib,  onde recebeu a faixa  e aproveitou seu primeiro momento a frente do município para fazer cobranças ao gestor de Codó, todas direcionadas aos direitos da mulher.

 “Direito das mulheres, em defesa das crianças, adolescentes e eu recebo todos esses pedidos como uma boa ação, como um projeto , realmente, bem fundamentado e nós temos que buscar cada vez mais evoluir não só na cidade, mas também nos valores que temos dentro de casa, no valor das mulheres também”, afirmou Nagib que foi logo avisando que hoje a prefeita, por força das obrigações do dia, não iria conseguir almoçar, só lanchar um pão com queijo.

Mas ela também ouviu e viu muita coisa depois de sentar na cadeira do chefe do Executivo, conheceu orçamento, verbas de emenda parlamentar prometidas, contas a pagar e outras questões de interesse até do bairro onde mora, o Codó Novo.

Tanta responsabilidade mexeu com o emocional por alguns instantes, mas Késia não perdeu o foco.

TÔ representando todas as meninas que todos os dias tão enfrentando um tipo de problema diferente na sociedade, então eu topei isso porque eu acho de extrema importância dá voz às meninas, eu sou uma menina, eu posso falar no problema que eu enfrento na sociedade, eu sou uma menina, eu sei falar o que eu passo numa escola, simplesmente por ser uma menina (…) então eu tô aqui para reivindicar todos os direitos que uma menina quer ter”, afirmou a prefeita

A experiência foi proporcionada pela ONG PLAN BRASIL em alusão ao 11 de outubro, Dia Internacional da Menina. O gerente da Unidade Local explicou que no mundo todo  a organização pôs em prática esta semana um movimento chamado ‘MENINAS OCUPAM’ dando a participante a oportunidade  de estar por um dia em cargos de grande relevância social.

Meninas estão ocupando esses espaços e pautando com líderes de governo, com secretários municipais, nacionais, as pautas que interessa à vida das meninas, seja na área da saúde, da educação, da promoção da igualdade de gênero, então tudo isso que representa esse movimento”,  concluiu Anselmo Costa.

Com informações do blog do Acélio Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!