Dr. Digeórgio Martins responde matéria publicada no blog do de Sá

Na última terça-feira (10), o blog do de Sá publicou uma matéria relatando alguns fatos que teriam motivado o afastamento do médico Digeorgio Martins da direção clínica do SAMU de Codó. O médico sentiu-se ofendido e nós enviou uma nota rebatendo o que foi postado pelo colega blogueiro. Confira:

 

Em resposta às inverdades divulgadas por esse Blog, o que causou indignação e revolta, não somente em minha pessoa, mas principalmente na população codoense, que se sentiu traída em decorrência da minha abrupta e injusta demissão da instituição (SAMU), que diuturnamente travei batalhas ferrenhas objetivando seu bom funcionamento, posto que jurei solenemente, quando da minha formação acadêmica em salvar vidas, e que durante todo período que exerci meu mister naquela instituição(SAMU) , diligentemente fiz cumprir meu dever de médico, salvando vidas e propiciando o melhor atendimento às pessoas enfermas, como é do conhecimento de todos nesta cidade.

Ao tomar conhecimento das inverdades estampadas no referido Blog, percebi a dimensão da perfídia que destilam alguns seres que se intitulam humanos, pois , na contramão da verdade atribuíram falsamente a minha pessoa práticas indevidas.

Os absurdos publicados no aludido Blog são tão gritantes que chegam a ser cômicos, pois, por mais estranho e bizarro que pareça, atribuíram a minha pessoa suposta orquestração de manifestação em meu próprio favor, pelo fato de ter pedido demissão do SAMU na gestão do prefeito anterior.

Como se não bastasse tão desmedido absurdo, no referido Blog, sugerem que outra suposta manifestação estaria sendo fomentada por minha pessoa, o que jamais cogitei, considerando que somente tomei conhecimento desta, por volta de 09:00 horas, através de propaganda volante em carro de som, quando este circulou nas proximidades do SAMU, onde me encontrava exercendo minhas funções, inclusive populares sugeriram que eu comparecesse ao ato para que o movimento ganhasse força, o que prontamente recusei, posto que, além de estar de plantão em meu posto de serviço, não seria eticamente correto, até porque não sou e nem detenho qualquer cargo político. Por outro lado, não tenho poder de refrear a vontade popular, ressalvando que, informei desde sexta-feira(06.01.2017) às pessoas que me procuraram, que continuaria como plantonista do SAMU,  para que assim acalmassem os ânimo, ressaltando que, em nota anterior deixei transparecer que acataria plenamente a decisão imposta e não mediria esforços para auxiliar a nova direção clinica do SAMU, pois ninguém é INSUBSTITUÍVEL.

Ao se referir, no Blog, sob suposta desorganização do SAMU em minha gestão, tenho a informar que sempre primei pelo funcionamento pleno de todos os equipamentos, viaturas e demais instrumentos necessários ao pronto atendimento da população, inclusive, houve no mês de agosto do ano de 2016, uma auditoria proveniente do Ministério da Saúde e Secretaria da Saúde do Estado do Maranhão, objetivando certificarem-se do real funcionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, bem como, a efetiva aplicação dos recursos destinados. Na referida auditoria foi constatado existência de pendências relativas ao espaço físico da entidade, considerando a necessidade imediata da adequação do prédio onde funciona o SAMU, ressaltando que, a responsabilidade para tais medidas de adequação recaem sobre a Secretaria de Saúde do Município e não sobre a diretoria do órgão, me compelindo, na qualidade de diretor administrativo do SAMU, à época, a requer à Secretaria de Saúde do Município, através de ofícios, o cumprimento da obrigação de adequação, para que não fossem suspensos os repasses de verbas federais e estaduais, necessárias ao funcionamento do SAMU.

Vale, Ressaltar, que apesar da não conformidade dos critérios adotados pelo Ministério da Saúde, que fica a cargo da Secretaria Municipal de Saúde, a auditoria comprovou através da produção diária de atendimento do SAMU-Codó-MA., na minha gestão, o funcionamento pleno de suas funções, inclusive avançando no que se refere a atendimento além da sua competência, sempre primando pelo bem maior que é a vida humana.

Em se tratando da frota do SAMU, na minha gestão, foi pleiteado, tanto na esfera estadual, quanto federal, a renovação da mesma, considerando que as viaturas que servem a Central de Regulação Médica do SAMU-Codó, ultrapassam os critérios da Portaria GM/MS nº1010 de 21 de maio de 2012 , do Ministério da Saúde, que estabelece 300.000 km rodados ou de 3 em 3 anos para substituir as viaturas, a contar da data de publicação da portaria no diário oficial. Infelizmente, não obtivemos êxito com relação a renovação de frota, o que nos compeliu a manter as mesmas unidades móveis de atendimento,  resultando em constantes enguiços, considerando a deterioração natural dos veículos.

Quando se refere a ambulâncias funcionando na nova gestão que sucedeu a minha, vale lembrar que, o médico da Unidade Avançada que fora solicitada para atender paciente grave com suspeita de infarto, se tratava da minha pessoa, porém a referida unidade de suporte avançado e as demais não se encontravam na base, por estarem com problemas mecânicos e infelizmente veio óbito o paciente nas dependências do SAMU, após atendimento médico, e que somente dias depois desse fato surgiram as ambulâncias que se faz referência do Blog.

Venho esclarecer que jamais obriguei ou obrigarei qualquer pessoa, a mais humilde ou abastada, a contrair empréstimos em meu benefício, a atribuição dessa prática à minha pessoa é totalmente desmerecedora de crédito, uma vez que busco minimizar o sofrimento das pessoas e não maximizar seu padecer.

Quanto a alegação de supostas dívidas contraídas por minha pessoa com agiotas, não passa do mais hilário e irresponsável disparate, vez que, sempre pautei minha vida no trabalho, na moral e dignidade, não abrindo mão jamais da minha liberdade, visto que nas minhas horas vagas faço atendimento a população carente nas associações de bairros, não temendo a nenhuma represália e despido de qualquer interesse, seja ele de qualquer ordem, acrescento, ainda, que jamais deixarei qualquer ato ou fato contaminar meu mister, essa é a VERDADE.

DIGEORGIO JOSÉ MARTINS ALVES

MÉDICO CRM-6861/MA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!