DINHEIRO NA CONTA – Confira se você tem dinheiro disponível para receber

Todos os anos milhares de brasileiros ficam ansiosos com o pagamento do PIS, mas para quem nunca recebeu o benefício sempre fica aquela dúvida: Como saber se eu tenho direito ao PIS?  E não adianta ficar apenas imaginando isso, temos que buscar informações ser temos ou não direito ao benefício, porque afinal é um dinheiro a mais no orçamento, veja como é fácil saber ser você possui ou não direito ao PIS.

O PIS hoje é o maior programa de iniciativa do Governo para beneficiar os trabalhadores de empresas privadas, o abono salarial é conhecido como o decimo quarto salario para muitos os trabalhadores registrados em CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). É importante ressaltar que ao assinar sua carteira pela a primeira vez o empregador deve lhe cadastrar no programa, e assim estando dentro dos requisitos estabelecidos por lei, recebe o abono anualmente.

Como saber se eu tenho direito ao PIS?

Primeiro para ser ter direito ao PIS o trabalhador deve ter no mínimo 5 anos registrados no programa, possui direito ao benefício também todo o trabalhador que trabalhou no ano anterior ao vigente pelo menos 30 dias registrados para receber o abono salarial integral. Para ser ter direito ao recebimento também o trabalhador deve ter no mínimo renda per capita de 2 salários mínimos.

Outra observação importante e verificar ser a empresa está encaminhado as informações para o RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), o documento deve ser enviado no prazo estipulado.

Consulta do PIS na Caixa

O PIS é vinculado exclusivamente a Caixa Econômica Federal é ela que é responsável em passar as verbas governamentais aos seus beneficiados. Por isso caso tenha dúvida em como saber se tem direito ao benefício, pode esta comparecendo a qualquer agencia da Caixa portando seu documento de identificação com foto e carteira de trabalho ou cartão cidadão, no caixa de autoatendimento a atendente irá verificar a sua solicitação.

Consulta do PIS sem sair de casa

Agora caso não queira sair de casa é possível realizar a consulta pela a internet, basta acessar o site da Caixa Econômica e através do site, você consegue consultar informações do PIS, caso tenha cadastro basta entrar com o seu número do PIS e a senha cadastrada, caso não tenha cadastro e seja o seu primeiro acesso, na própria pagina irá aparecer cadastrar senha, após o cadastro o portal te dará acesso a consultas do PIS, FGTS, Seguro Desemprego, é possível também ver todas as empresas que recolheram o seu fundo de garantia.

Consulta do PIS por telefone

Pelo o telefone basta entrar em contato com a central de atendimento Caixa Econômica através do 0800 726 0207 e solicitar a atendente que verifique a informação é importante que ser tenha em mãos o número do NIS/PASEP/PIS, para que o atendimento seja mais rápido.

A última opção de consulta é tendo o cartão cidadão, pode comparecer a qualquer caixa de atendimento eletrônico, basta esta portando o cartão cidadão, senha eletrônica e documento original com foto. E efetuar todo o processo normal no caixa, lá será possível consultar extrato do PIS e de outros benefícios, tendo a disponibilidade da verba é possível também que efetue o saque.

Calendário Caixa PIS 2017

O calendário de pagamentos do benefício será dividido em duas etapas para 2016. No primeiro semestre, serão pagos os benefícios remanescentes do ano de 2015 que foram atrasados pelo Governo Federal. Esses benefícios serão pagos, conforme a tabela abaixo, entre janeiro e março de 2015, para os trabalhadores que se enquadrarem nas regras do Programa.

Tabela Caixa PIS 2017

Já foi a tabela de pagamentos do Caixa PIS para o segundo semestre. A tabela de pagamentos foi liberada em Junho de 2016, e orienta as datas de saque do abono salarial para todos os trabalhadores, como a seguir:

Tabela do PIS 2016/2017

Qual o valor do PIS da Caixa?

O valor do benefício é sempre equivalente a 1 salário mínimo durante o período que foi liberado, ou seja, se o seu abono for liberado em 2016, terá o valor de R$ 880,00, mas caso seja liberado em 2017, terá o valor reajustado conforme o valor do mínimo do próximo ano, que ainda não foi divulgado.

O pagamento também fica disponível sempre até o próximo dia 30 de Junho de cada ano. Se você não sacar o seu benefício até essa data, não terá mais direito ao valor, que retornará ao FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador, que é o órgão responsável pela distribuição desse benefício.

Contribua com o BLOG DO MARCO SILVA, enviando sua Matéria, Sugestão ou Denúncia para o e-mail: blogdomarcosilva@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!