Arlindo Salazar aponta 13 medidas que podem mudar a situação da educação de Codó

         ARLINDO SALAZAR

O Gerente Regional da Receita Federal, Arlindo Salazar, usou as redes sociais para parabenizar a nova secretária de educação de Codó, Doutora Deuzimar Serra, e aproveitou para apontar treze medidas que ele acredita que se colocadas em pratica irão mudar radicalmente a triste realidade da educação de Codó. Confira:

 

A Doutora Deuzimar Serra tem um currículo excepcional, mas o seu difencial está na sua paixão e comprometimento pela educação. Tive o prazer de trabalhar com ela na UEMA e pude vivenciar a sua determinação em fazer sempre o melhor pela educação. Se lhes forem dadas as condições mínimas necessárias, não tenho dúvidas que deixará marcas extremamente positivas na educação de Codó. Os desafios são homéricos, mas acredito nela e na sua equipe. Ela precisará de todo apoio do Prefeito, dando lhe autoridade e autonomia para agir.
Não quero opinar sobre as questões pedagógicas, mas administrativamente, posso apontar algumas necessidades imediatas:
1) fim da interferência de Vereadores e outros amigos de políticos importantes nas decisões da Secretaria;
2) implantação de um sistema de avaliação do corpo docente e demais profissionais da educacao;
3) implantação de uma Mesa Permanente de Negociação, para as questões ligadas aos planos de cargos, salários, etc.
4) Aplicação de processo seletivo para todos os cargos da educação, inclusive de programas como o Mais Educação, valorizando o mérito e acabando com as indicações politiqueiros.
5) Investir em educação continuada de nossos educadores, facilitando seu acesso às pós graduações;
6) Informatizar o Sistema de Ensino;
7) Criar a site da transparência da educação de Codó.
8) Aplicar a CF e não permitir a acumulação indevida de cargos ou emprego público;
9) Acompanhar a folha de pagamento da Educação;
10) Rever a logística de compra e distribuição da alimentação escolar. A passada se apresentou pouco eficiente.
11) Rever a logística do transporte escolar, o modelo passado foi extremamente ineficiente.
12) Desaparcer com as vergonhosas escolas de taipas, construindo escolas dignas.
13) Pensar um novo modelo de escolas rurais, talvez levando em conta a sazonalidade da atividade rural, formando parcerias com as Escolas Família Agrícola e com o IFMA.
Enfim, são muitos os desafios, mas acredito que podemos avançar e melhorar sensivelmente o nosso Ideb.

Contribua com o BLOG DO MARCO SILVA, enviando sua Matéria, Sugestão ou Denúncia para o e-mail: blogdomarcosilva@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!