Após ajuda, Francisco Nagib visita criança com grave problema de saúde

O pequeno codoense Yan, desde os primeiros dias de vida, vem sofrendo com um problema de saúde que se agravou nos últimos meses. A pele dele apresenta ressecamento e rachaduras provocadas por Sarna, ou escabiose, que é uma doença de pele contagiosa causada por um parasita, o ácaro Sarcoptes  scabiei.
Yan tem 7 meses de vida e sua família já havia o levado em vários médicos da cidade, porém nenhum deles conseguiu encontrar uma cura para a doença. O garoto precisava ser levado para a cidade de Teresina-Piauí, onde seria atendido por um especialista.
O caso do Yan foi levado ao conhecimento da população de Codó através de matérias publicadas em blogs da cidade. O prefeito Francisco Nagib foi informado do que estava acontecendo e se comprometeu em ajudar. O gestor determinou que uma equipe do HGM fosse até a residência da criança para que fosse iniciado os primeiros cuidados e em seguida o encaminharam para um médico especialista.
Nesta terça-feira (28) o prefeito esteve visitando o pequeno Yan e já pode constatar uma melhora no quadro de saúde da criança.
“Olá amigos, vocês lembram da história do príncipe Yan? Uma criança de 07 meses que viralizou nas redes sociais? Após toda aquela mobilização, tomei conhecimento sobre o quadro de saúde do Yan, quando ainda estava em Brasília. Mobilizei uma equipe de profissionais do HGM para os primeiros cuidados e logo em seguida a minha mãe Teresinha Buzar se deslocou até a casa da família e prontamente conseguimos um especialista e logo levamos para uma consulta mais específica do caso. Hoje pela manhã fui pessoalmente visitar o iluminado Yan e fiquei muito feliz pela evolução do quadro clínico do Yan, que por sinal é muito simpático e sorridente. Não irei jamais esquecer desta criança, continuarei acompanhando o caso do garoto Yan até que ele fique totalmente recuperado”, disse Francisco Nagib nas redes sociais.
O tratamento vai continuar até que a criança esteja totalmente curada.
A sarna humana é a mesma que a animal?
Apesar do mesmo nome, a sarna que se desenvolve em animais, conhecida como sarna sarcóptica, é diferente da desenvolvida nos seres humanos pois os ácaros de ambas são ligeiramente diferentes. Portanto, um animal não pode transmitir sarna para um ser humano, e vice e versa.
A doença nada tem a ver com limpeza, pois ela se prolifera principalmente nas zonas sem acesso a água, em climas tropicais e em áreas de grande multidão.
Desde 2010, a escabiose vem afetando aproximadamente 100 milhões de pessoas (1,5% da população mundial).

Nenhum Comentário

  1. Estamos torcendo pela cura do garotinho Yan. Ao prefeito, parabéns pela atitude, e um alerta. A saúde pública de Codó necessita urgentemente de um médico dermatologista. Em Codó, existem inúmeras pessoas com doenças de pele recorrendo a profissionais em outras cidades por falta de especialistas aqui no Município. #ficaoalerta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!