Roseana terá de testemunhar no caso dos 64 hospitais superfaturados e sem licitação

O Ministério Público do Estado do Maranhão requereu a oitiva de Roseana como testemunha no processo sobre os 64 hospitais supostamente superfaturados e sem licitação construídos em cidades do interior maranhense um ano antes das eleições de 2010. Em troca da contratação das empreiteiras que tocaram as obras, Roseana é acusada de ter recebido em torno de R$ 2 milhões de doação eleitoral para a sua campanha.
Já que se tornou questão pendente de decisão do Tribunal de Justiça do Estado (TJMA) sobre se Roseana era efetivamente responsável pelas obras, bem como a continuidade somente do processo contra seus subordinados – entre eles, o então secretário da Saúde Ricardo Jorge Murad –, o MP, por meio do promotor Lindonjonson Gonçalves (autor da denúncia contra Roseana e outras 16 pessoas), requereu nesta terça (4) o depoimento da ex-governadora como testemunha.
O objetivo é saber quem realmente tinha autoridade sobre a destinação de tudo o que foi gasto nos 64 hospitais, com 20 leitos cada.
Além disso, o deputado federal Rubens Pereira Júnior (PC do B) também será ouvido como testemunha, em audiência na sexta (7), às 9h, na
7ª Vara Criminal, em razão de ser o primeiro a apresentar representação escrita, citando irregularidades nos hospitais.

Fonte: oinformante