População reclama da entrega do leite feita pela prefeitura de Codó

Batizado no Maranhão de “Leite é Vida”, o Programa, que distribui milhares de litros de leite para crianças, gestantes e idosos em dezenas de municípios, é um dos grandes aliados do governo estadual na promoção de políticas direcionadas à segurança alimentar. A ação é considerada de grande relevância para o combate à desnutrição no interior do estado.
 Autoridades inauguraram a nova sede da Secretaria de Desenvolvimento Social em Codó no início de fevereiro
Apesar de sua importância para a comunidade, os beneficiários do programa que residem na cidade de Codó estão tendo dificuldades para ter acesso ao leite. Dona Maria que mora no bairro Santo Antônio, por exemplo, reclama que o novo local escolhido pela prefeitura para a distribuição do alimento é muito distante de sua casa, a dona de casa sugere que a entrega do leite seja feita em um local mais próximo de sua residência.
“Antes a gente pegava o leite no mercado central, agora para poder pegar o leite somos obrigados a ter que ir até a nova secretaria de assistência social, que fica perto do aeroporto. A prefeitura tem que ver que não é todo mundo que tem uma moto para ir buscar em um lugar tão longe. O mais correto seria fazer essa entrega no CRAS aqui do bairro”, pediu dona Maria.
Mas não é somente a distância que incomoda quem precisa pegar o leite. O senhor Francisco Gomes, morador do bairro São Francisco, denuncia que o alimento está sendo entregue somente uma vez por semana e não três vezes como vinha acontecendo na administração anterior.
“Na época do Zito a gente pegava o leite dia de segunda, quarta e sexta, agora a prefeitura só entrega dia de quarta-feira. Eu sinceramente não tô querendo ir mais buscar, pois além de longe é pouco”, lamentou.