VÍDEO – Criança interage com artista nu e causa polêmica em Museu de São Paulo

Uma performance realizada na abertura do 35° Panorama de Arte Brasileira, realizado pelo Museu de Arte Morderna (MAM), em São Paulo, causou grande polêmica após parte do público acusar a exibição de promover a pedofilia. Isso porque, durante o evento, uma menina de cerca de quatro anos interagiu com um artista nu, deitado de barriga para cima, no meio do salão.

Na performance “La Betê”, o artista Wagner Schwartz se coloca nu sobre um tablado, podendo ser manipulado pelos espectadores. A ideia era simular outra obra artística, “Bichos”, de Lygia Clark, em que esculturas de alumínio com dobradiças podiam ser tocadas e movidas pelo público.

Durante a apresentação, a garota engatinha até o artista nu e lhe toca as canelas, pés e cabeça, indo embora em seguida. Um vídeo do momento foi filmado por alguns espectadores e jogado nas redes sociais, onde se iniciou uma grande polêmica, onde o MAM chegou a ser acusado de incentivar a pedofilia.

Por nota, o Museu afirmou que a sala onde a performance foi realizada apresentava sinalização sobre o conteúdo, incluindo a nudez do artísta, e que “o trabalho não tem conteúdo erótico ou erotizante”. O MAM ainda publicou que “o material apresentado nas plataformas digitais omite a informação de que a criança que aparece no vídeo estava acompanhada da mãe, que participou brevemente da performance” e que “as insinuações de pedofilia são resultado de deturpação do contexto e significado da obra”.

Assista:

Fonte: Diário Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *