Vereador Pastor Max visita Memorial Márcia dos Santos e dá inicio a XII Campanha Municipal de Combate a Violência Infantil

Esta semana a população codoense se reuniu mais uma vez para se manifestar contra a violência infantil. Todos os anos, o encontro acontece no Memorial Márcia dos Santos, local de homenagens a menor brutalmente assassinada no dia em 04 de abril de 2006. No dia 4, pela manhã, familiares, amigos e representantes de entidades que defendem a infância e a juventude em Codó estiveram, mais uma vez, no Memorial Márcia dos Santos Silva, próximo ao riacho São José.

Em homenagem à menina Márcia, o 04 de abril virou, por meio de Lei, o Dia Municipal de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. “Mais um ano estamos todos reunidos em prol da defesa das crianças e adolescente. O caso Márcia nunca será esquecido pela população e Márcia sempre será lembrada em nossos corações. Nós temos que garantir o direito das nossas crianças e a Lei que estabelece o dia municipal do combate a violência infantil vai fortalecer as ações e os debates em todos os âmbitos da sociedade em geral, pra que este tipo de ações desumanas não voltem jamais a acontecer em nosso município”, disse o vereador  pastor Max Tony, autor do projeto na Câmara.

Para seu Adão, pai de Márcia, o dia de visita ao memorial é de muitas lembranças ruins, mas também um dia de fé e esperança, ao ver a mobilização que continua sendo feita, todos os anos, em alusão do que houve com a filha. “Esta tragédia e a parca da minha filha é muito triste, mas fico mais confortado de saber que ela se tornou um símbolo pela vida de outras crianças em nosso município. Por isso é muito importante essa campanha na qual a população abraça com força e fé”, declarou.

Dia Municipal de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de crianças e Adolescentes

A data 04 de abril foi escolhida para ser o Dia Municipal de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de crianças e Adolescentes no município. O projeto, de autoria do próprio vereador Pastor Max, teve a aprovação unânime dos seus pares, e se tornou um marco inicial da luta contra violência infantil. A Lei tem o objetivo de mobilizar a sociedade e convocá-la para seu engajamento no combate, na prevenção, na responsabilização e denúncia de crimes contra a infância e juventude.

Visita anual

O vereador Pastor Max falou sobre visita ao memorial da menina Márcia, na qual a sociedade faz incursão anualmente. O Memorial foi construído onde o crime aconteceu, e traz o sentimento de revolta e a indignação necessária para que a população encare a luta em prol das crianças e adolescentes. “Infelizmente ainda é comum o abuso ocorrer no meio familiar, facilitado pela relação de poder e subordinação existente entre agressor e vítima, como pai e filho, padrasto e enteada.”

Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!