Veja o momento em que o Comandante Fernandes prende suspeito de tentativa de homicídio no último dia de carnaval

A noite do último dia de carnaval foi repleta de muitas brigas e confusões, por volta das 20:30hs, da terça-feira (02), vários baderneiros se envolveram em uma briga generalizada próximo ao Buteco Bar, na Avenida Augusto Teixeira, e resultou em uma tentativa de homicídio, onde foram realizados disparos de arma de fogo em via pública contra a vítima Rogério Rodrigues Muniz, 25 anos, que também foi esfaqueado várias vezes.

O Blog do Marco Silva entrevistou o Médico Digeorgio Martins, que explicou que tipo de atendimento foi feito para assegurar a vida da vítima.

“Esse paciente foi vítima de ferimento por arma de fogo, ele foi alvejado por vários tiros, em que teve um tiro que teve um orifício de entrada na região do tórax, abaixo da mama. Ele também teve um tiro atrás do pescoço. A vítima também teve várias lesões por arma branca, que foram na região da cabeça e em várias regiões do seu tronco e braço. Quando a minha equipe foi fazer o atendimento ele já estava sendo atendido pela equipe médica da barraca da saúde, eu apenas complementei o atendimento do colega, em que foram feitos os curativos. Como a vítima apresentava ar dentro do tórax dele, foi feita apenas um descompreensivo, por causa do tiro. Logo em seguida ele foi conduzido ao HGM, onde foi pedido de avaliação mais precisa de um cirurgião, para saber qual seria a conduta a ser adotada”, explicou.

Minutos após o ocorrido, o Chefe da Guarda Municipal de Codó, Comandante Fernandes, efetuou a prisão de um dos suspeitos de ter tentado contra a vida de Rogério Rodrigues. Laécio da Silva de 26 anos, foi preso por ter participado da confusão e suspeita-se que ele seja o autor das facadas que lesionaram a vítima.

De acordo com a Policia Militar, José Lucas Guilhon de 19 anos foi o autor dos disparos. O suspeito foi preso pela PM, juntamente com seu irmão, minutos após cometer o crime.