URGENTE! Walney Filho acaba de ser demitido pelo prefeito Zé Francisco

Após seis meses e treze dias, Walney Filho foi demitido da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Codó (MA). A decisão foi tomada pelo prefeito Zé Francisco após as denúncias de assédio sexual contra o assessor.

Em nota, a Prefeitura de Codó informou que já encaminhou pedido de instauração de Processo Administrativo para apurar os fatos ocorridos envolvendo Walney Filho. O documento também destaca que a prática de assédio sexual e moral são inaceitáveis e não estão alinhadas com os princípios da gestão do prefeito Zé Francisco.

Confira a íntegra da nota confirmando o desligamento de Walney Filho:

7 Comentários

  1. É Walney… o tempo se encarrega de tudo! Sempre considerei que suas ações um dia acabaria de atingir o governo que o povo de Codó (e particularmente, eu) ajudei a construir. Sem mágoas ou ódio, pedi a Deus para iluminar a mente do Dr Zé Francisco, que ao seu tempo, iria entender que sua presença no governo não seria adequada. Penso que agora ele saberá, com a inteligência que possui, escolher melhor quem deverá ser seu assessor de comunicação.

  2. Há um “equívoco”, pois afastar não é o mesmo que demitir. Pela nota, a Prefeitura solicitou a averiguação dos fatos e, dependendo da resposta, optará pela demissão ou não.

    Parabenizo a Prefeitura pela atitude, e que “OS CULPADOS” sejam punidos.

  3. MAS A NOTA DA PREFEITURA DIZ QUE O WALNEY FOI ‘AFASTADO’ E NÃO DEMITIDO.

  4. Tem gente também que se aproveita que é dono de loja, assedia as colaboradoras, inclusive só coloca mulher/menina em suas lojas. As mesma só ficam, se fizer algo em troca para poder ficar no serviço(ato sexual). Umas até aceitam, outras pedem logo demissão. As lojas ficam na RUA AFONSO PENA, as mesma vendem confecções. Uma é verde, e a outra fica aberta de domingo a domingo. Meninas/mulheres não submetam-se a isso.

    • Hoje em dia, não se pode mais assoviar ou piscar para uma mulher que já é assédio, por isso que os homens estão virando tudo viado… eita geração frágil essa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!