Suspensa licitação para contratação da empresa que construiria ponte do Santarém, em Timbiras

A ponte do Santarém já é uma velha conhecida da população timbirense, pois já foi objeto de várias promessas políticas, desde o prefeito até o governador do estado. Acontece que somente após a visita do senador Roberto Rocha à Timbiras, no mês de agosto, ocasião em que o parlamentar garantiu que faria a ponte que liga o centro da cidade aos bairros Santarém e Horta, foi que o prefeito Antônio Borba começou a também se movimentar para realizar a obra e não perder espaço político.

O gabinete do senador Roberto Rocha encaminhou ao prefeito Antônio Borba um documento onde ele autorizava a construção da ponte, mas o prefeito até o momento se recusa a assinar a autorização que garante a construção da ponte, esperando pelo cumprimento da promessa do governador Flávio Dino.

Nesse jogo político o mais prejudicado é o povo, que continua a se arriscar trafegando por cima de uma ponte de madeira e que não oferece qualquer tipo de segurança. Pra piorar ainda mais, a licitação de onde sairia a empresa vencedora para dar início a obra de construção foi suspensa, sem data para sua retomada, ou seja, a população de Timbiras continuará sem data para construção de uma nova ponte de concreto no local, por causa de uma escolha política do próprio prefeito Antônio Borba.

Há informações de que os moradores estão organizando uma manifestação para cobrar do prefeito uma solução pro caso que já se arrasta pelo quarto ano da gestão Borba e Flávio Dino. Ao que tudo indica, o problema está sendo adiado mais uma vez por negligencia política do atual gestor timbirense.

2 Comentários

  1. PARABÉS PARA BORBA,DAR PRA VER CLARAMENTE O RESPEITO QUE TEM PELO POVO DE TIMBIRAS.

  2. Só não ver quem não quer enxergar. O pior e que ainda tem pessoas que defende esse prefeito “trabalhador” para a família dele. Alguém já buscou saber qual o valor dos vários depósitos feito aos seus famíliares?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *