Rômulo afirma que ex-pregoeiro da Câmara se matou após receber pressão de Expedito Carneiro

O vereador Rômulo Vasconcelos fez uma declaração surpreendente durante a sessão que culminou na cassação do vereador Expedito Carneiro. O parlamentar revelou que Fredson Cunha, ex-pregoeiro da Câmara Municipal de Codó, teria se matado após receber uma visita e pressão de Expedito.

“Expedito foi daqui pra Ribamar. Deu uma pressão psicológica tão grande no cara, entendeu, pra resolver o cambalacho que ele fez aqui na Câmara, que o cara se matou. Ele saiu da casa do cara e o cara se matou no mesmo dia. Pra vocês verem a pressão psicológica que ele deu nesse cara. Tá lá esse crime sendo investigado lá em Ribamar”, disse Vasconcelos.

Fredson Cunha foi encontrado morto no apartamento em que morava em um condomínio na estrada de Ribamar, município de Paço do Lumiar, no dia 03 de novembro de 2017.

Fredson Cunha se matou no dia 03 de novembro de 2017 (foto: divulgação)

3 Comentários

  1. Acho perigoso Dr. Vereador o senhor afirmar isso. Ta se comprometendo gratuitamente e toda ação tem uma reação. Gosto muito do delegado, mas o senhor fala desnecessariamente, e detalhe, o senhor não está acima do bem e do mal e nem acima da Lei.

  2. O vereador está falando o que o F C mandou, cuidado as acusações a corda só quebra para o lado mais fraco.

  3. Será se o Vereador Rômulo não tem alguma coisa escondida? Quem muito arrota justiça para os termina expondo as suas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!