Rodrigo Figueiredo cobra agilidade do governo municipal em solucionar os problemas de Codó

Recentemente promotora de Justiça, Linda Luz Matos Carvalho, esteve visitando a região do Polo Boi Não Berra. A representante do Ministério Público constatou que pelo menos seis escolas apresentam deficiência ou inexistência de condições para utilização como estabelecimentos de ensino. Após as visitas um Termo de Ajustamento de Conduta foi assinado, onde o prefeito Francisco Nagib se comprometeu a interditar as escolas num prazo de 45 dias, realocar os alunos atingidos para escolas de alvenaria com banheiro e   bebedouros adequados.
O vereador Rodrigo Figueiredo, na última segunda-feira (19), em seu pronunciamento na tribuna da Câmara, falou sobre o assunto e lamentou a situação em que se encontra atualmente a educação de Codó , o parlamentar cobrou que o governo municipal agilize o cumprimento do que determinou o Ministério Público.
“Infelizmente a educação pública de Codó está um verdadeiro caos, cobramos constantemente aqui na Câmara que o governo faça seu papel em oferecer uma educação de qualidade para nossos estudantes, infelizmente isso não tem acontecido. Esperamos que agora, depois da ação do Ministério Público, o prefeito possa cumprir a sua obrigação”, cobrou o edil.
Falta de apoio a cultura de Codó
Historicamente os grupos culturais e folclóricos de Codó recebem apoio do poder público municipal para que possam aprimorar suas apresentações. Este ano o prefeito Francisco Nagib reduziu o valor do incentivo e se recusou a disponibilizar o transporte para as quadrilhas juninas que tinham apresentações marcadas para fora da cidade. A atitude do gestor revoltou o vereador Rodrigo Figueiredo que pediu maior comprometimento com a cultura codoense.
“Nós estamos vendo o prefeito Francisco Nagib abandonando a cultura do município de Codó (…). Aqui temos jovens e adultos que passam boa parte do ano ensaiando e lutando para conseguir recursos para se apresentar em outras cidades e a prefeitura fica se recusando a ajudar os grupos culturais da cidade. A população de Codó está desiludida e decepcionada com esse prefeito que não tem capacidade para arrumar um transporte para as quadrilhas juninas se apresentarem fora do município. Quando se fala de cultura a cidade de Codó está em primeiro lugar, mas precisa do apoio para que seja mantida e fortalecida”, pediu o parlamentar.
Licitação dos caixões
No dia 23 do mês passado a Prefeitura Municipal de Codó fechou contrato com empresa UNI-PAX SERVIÇOS POSTUMOS LTDA – ME, da cidade de Coelho Neto, que ficará responsável por prestar serviços funerários junto a Secretaria Municipal de Assistência Social de Codó, o valor superior aos praticados pelo ex-prefeito Zito Rolim e foi duramente criticado pelo vereador Rodrigo Figueiredo.
“No governo do ex-prefeito Zito Rolim foi feita uma licitação de R$ 582 mil para compra de urnas funerárias, na época o atual prefeito de Codó foi para a mídia criticar o ex-gestor por conta dessa licitação, na época ele disse que era mal uso do dinheiro público e que era um absurdo (…). E agora o prefeito Francisco Nagib parece que mudou de ideia, porque ele fez uma licitação ainda maior para a compra de caixão, o atual prefeito vai gastar quase R$ 800 mil na compra de urnas funerárias, um verdadeiro absurdo”, lamentou Rodrigo.
Ascom – Rodrigo Figueiredo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *