Reunião com Deputados em defesa da afirmação e fortalecimento da UEMA nos seus diversos Campi!

Os deputados Adelmo Soares (PCdoB) e Zé Gentil (PRB) atenderam a solicitação das gestoras dos Centros de Estudos Superiores de Codó, Caxias, Coelho Neto, Coroatá e Timon para uma reunião que ocorreu na última quinta-feira (dia 02). A reunião foi realizada na Sala das Comissões com a presença dos deputados Adelmo Soares, Zé Gentil, Marco Aurélio,das diretoras da UEMA, Deuzimar Serra, Raimunda Nonata Reis, Jordânia Pessoa e do representante do DCE de Caxias, Adão Silva. A finalidade da reunião foi discutirem sobre aposição dos referidos Centros acerca do documento entregue ao Sr. Governador Flávio Dino de Castro e Costa e o teor da Moção de afirmação institucional aprovada no Conselho Universitário no ano 2018 em favor do fortalecimento da UEMA em todos os Campi.

Inicialmente, o deputado Adelmo Soares, que coordenou a reunião, esclareceu que se tratava de um encontro com o objetivo de iniciar uma discussão eminentemente técnica sobre a possibilidade de criação da UEMALESTE, deixando claro que a intenção única era de escuta eque não havia nenhuma proposta por parte do Governo do Estado com essa finalidade,enfatizando que o debate não tinha conotação partidária.

As gestoras presentes e representantes dos Centros de Estudos Superiores de Codó (CESCD), Coelho Neto (CESCON) e Caxias (CESC), Professoras Deuzimar Serra, Raimunda Lobão (Didi) e Jordânia, respectivamente, reiteraram todos os argumentos e deliberações em defesa da afirmação institucional e fortalecimento da UEMA, tendo como base o Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI com foco na qualidade do ensino, investindo nessas proposições nos diversos campi existentes em atenção às demandas locais, sem fragmentar ou gerar prejuízos em sua estrutura e essência.

A pauta do diálogo teve como eixo o documento entregue ao Senhor Governador Flávio Dino de Castro e Costa que foi lido pela gestora do Centro de Ensino Superior do Campus de Coelho Neto (CESCON), professora Raimunda Reis (Didi), e a moção de afirmação institucional que foi lida, apresentada e entregue aos deputados presentes pela Prof.ª Deuzimar Serra, gestora do Centro de Codó, destacando que a referida Moção foi aprovada no CONSUN e representa o sentimento de todos que compõem a UEMA presente e multiplicada no território maranhense, ressaltando o item 03 (três) da Moção: “3 – assumir veemente posição contrária a toda e qualquer iniciativa de fragmentação institucional, ruptura ou divisão, que represente quebra ou fragilização da sua unidade e da sua configuração orgânica atual.”. Logo após afala das diretoras ora citadas, o deputado Professor Marco Aurélio (PC do B) fez uso da palavra para relatar sobre a UEMASUL, dando testemunho acerca de sua implantação, acrescentando que a experiência está sendo exitosa e que é reconhecida como a maior conquista da Região Tocantina nos últimos quatro anos.

A gestora do CESC, Professora Jordânia Pessoa, enfatizou a necessidade de discutir com muita responsabilidade fiscal qualquer proposta, questionando: “será que temos condições de avançar nessa proposta, neste momento em que vivemos uma situação grave de contingenciamento de orçamento? É melhor garantir o cuidado com o filho que já temos,melhorando os cuidados no que for possível, ou parir outro filho? Quem vai dar o leite e, se dero leite, qual tipo de leite? Temos condições de criar e manter uma nova estrutura?”

O presidente do Diretório Central dos Estudantes do campus da UEMA de Caxias,Adão Silva, destacou: “Queremos conhecer, entender e debater o que é melhor para a nossa universidade”, esclareceu. Adão Silva afirmou que, o grande anseio dos estudantes do CESC é a implantação do restaurante universitário.

No geral, avaliamos como positiva a reunião, uma vez que esclareceu a posição da comunidade acadêmica representada pelas gestoras dos Centros de Estudos Superiores de Codó,Coelho Neto, Caxias, Coroatá e Timon, por meio do diálogo com os parlamentares na perspectiva de fortalecer e encontrar soluções para os atuais enfrentamentos. Destacamos que uma das intenções da reunião é o reconhecimento dos potenciais e impactos promovidos pela UEMA e a urgência quanto à superação das dificuldades, com investimentos e recursos para suprir suas despesas no âmbito das necessidades básicas no ensino, pesquisa e extensão. Nessa direção, outras providências foram relatadas, tais como a abertura de mais vagas para Concurso Público no Ensino Superior, a aquisição de mais acervos bibliográficos e melhorias na infraestrutura dos prédios. Com esse propósito, a pauta foi tratada com seriedade, discernimento e objetividade para que, em sintonia com o governo do Estado, possamos continuar promovendo impactos e, de modo especial, formando profissionais competentes, éticos e autênticos para uma sociedade mais justa e humana.

Ascom/UEMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *