Profissionais de Codó recebem capacitação para ações Inovadoras no controle de Hanseníase

Devido a incidência de casos de Hanseníase, 15 cidades no Estado do Maranhão, entre elas Codó, foram escolhidas para receber capacitações de ações inovadores de controle da doença.

No município, o evento foi no auditório da UEMA, onde médicos, enfermeiros e fisioterapeutas tiveram seus conhecimentos fortalecidos com a palestra ministrada pela dermatologista do Centro de Referência de Hanseníase do Maranhão Celijane Melo, que em outro momento também estará com agentes comunitários de saúde, guardas de endemias e representes do bairro São Raimundo.

É uma doença muito presente nesta região toda e precisamos estar preparados. E para realizarmos um bom trabalho perecíamos capacitar nossos profissionais. Muitos já receberam treinamento. Hoje estamos passando a capacitação aos profissionais, entre médicos e enfermeiros, recebendo treinamento”. Informou Delcina Figueira, Coordenadora Municipal de Hanseníase.

A hanseníase é uma doença causada pelo bacilo de Hansen, um parasita que ataca a pele e nervo periférico, podendo afetar outros órgãos, agravando ainda mais o quadro clínico do paciente, caso não seja diagnostica e tratada a tempo. “As pessoas precisam saber os sintomas e ficar atentos, caso seja diagnosticado começar o tratamento o mais rápido possível”, disse Celijane Melo, dermatologista.

Segundo dados da secretária de saúde, só neste ano foram diagnosticados 60 novos casos de hanseníase. Ao todo no município 106 pessoas estão em tratamento, que é feito através do uso de medicações e acompanhamento médico. Diante dos casos diagnosticados em Codó, a palestrante aproveitou para reforçar a informação que a pessoa em tratamento de hanseníase não transmite a doença para ninguém, e que a cura acontece na maioria dos casos, desde que o infectado não abandone o tratamento.

Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!