Primeira proposta de Elina Tassia prevê a criação do Bolsa Família Municipal

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o Brasil enfrenta uma das piores crises financeiras de sua história. Foram dezenas de vagas de empregos fechadas e milhares de pessoas desempregadas. Quem mais sofre com essa situação é a população de baixa renda, que está encontrando dificuldades para comprar até os alimentos.

Sensível com a situação das famílias mais carentes do município, a candidata a vereadora Elina Tassia divulgou um vídeo nas redes sociais anunciante sua primeira proposta de campanha. A jovem pretende apresentar na Câmara Municipal de Codó um projeto de indicação para a criação do Bolsa Família Municipal.

Segundo Elina Tassia, a proposta prevê um benefício mensal de R$ 100,00 para beneficiários do Programa Bolsa Família do Governo Federal. O recurso da iniciativa será custeado pelo Poder Executivo Municipal e deverá beneficiar mais de 20 mil pessoas.

“Um dos meus objetivos quando decidi me candidatar a vereadora é garantir que as famílias mais carentes de Codó possam ter uma vida mais digna, e por isso apresento minha primeira proposta de indicação de Projeto de Lei caso eu seja eleita. Essa iniciativa tem o objetivo de garantir as famílias de baixa renda o direito à alimentação e o acesso à educação e à saúde”, explicou a candidata a vereadora.

Assista ao vídeo:

11 Comentários

  1. Vereador não pode apresentar projeto que onere o executivo, é preciso que os candidatos a vereadores tenham consciência e conhecimento da função do vereador

    • Blog do Marco Silva

      Boa tarde meu amigo. A proposta da candidata é uma indicação de Projeto de Lei, que deverá ser analisada pelo Governo Municipal. Como se trata de uma indicação, pode sim ser apresentada pela vereadora.

  2. E da onde vai sai esses 200000 de reais? Como vai ser um projeto municipal a verba tbm vai ser municipal.

  3. E da onde vai sair esse dinheiro pra custiar esse programa social? Kkk porque o município não tem esse dinheiro, cada proposta ele noção

  4. Será que no PL, está explicando em planilha onde vai sair o dinheiro para o custeio do PL, porque se não tiver vai ser só mais uma enganação ou copiamento de projetos .

  5. Começou errada, pois vereador (a) não pode propor algo onere o orçamento público.

    2.000 x R$ 100,00 = R$ 200.000,00 por mês. De onde sairá esse valor?

    Faça propostas para reduzir o gasto público como a redução de 17 para 11 no número de cadeiras do legislativo, subsídio dos edis limitado a 02 salários mínimos e extinção de férias, 13 e diárias para os vereadores.

  6. Infelizmente os candidatos que aí estão, poucos tem conhecimento das suas reais obrigações como legislador, o que leva esse pessoal a se candidatarem é o fácil acesso ao gordo salário e a pouca produtividade de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *