Presidente da Câmara de Codó fala sobre Lockdown do Legislativo e Indicações aprovadas para o combate ao Covid-19

O Executivo municipal pediu para que o Projeto de Lei número 02/20 fosse retirado da pauta da 9ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Codó, em razão das prioridades do trabalho do Legislativo em tempos de pandemia. “Devido ao foco do poder Executivo e do Legislativo estar no combate ao Coronavírus, o prefeito solicitou que o Projeto fosse retirado da Ordem do Dia”, comentou o vereador Domingos Reis.

Na Ordem do Dia Importantes Indicações foram apresentadas e aprovadas, como as do vereador Júnior Oliveira, que solicita ao Executivo a compra de 50 respiradores mecânicos para o HGM e vereadora Maria Paz, que pede por recuperação de ruas em diversos bairros e residenciais e solicita ambulância para a localidade Cajazeiras. “É uma localidade muito populosa, distante da sede e que precisa desse veículo ara saúde”, explicou a vereadora.

Matérias importantes foram levadas ao parlamento, como o Requerimento que solicita adicional de insalubridade para todos os profissionais da saúde e o Projeto de Lei, de autoria do Vereador Pastor Max, que propõe a suspensão por três meses das parcelas de empréstimos consignados de servidores públicos municipais. “São tempos muito difíceis, onde as famílias irão precisar de qualquer renda extra para o seu sustento, cuidados com a saúde, enfim a sua sobrevivência a um período tão duro de nossa história”, argumentou Pastor Max.

Indicações verbais também foram discutidas e aprovadas para ajudar no combate a disseminação do Coronavírus em Codó, como a do vereador Milson da Gabriela, que solicita doações à iniciativa privada, as do vereador Delegado Rômulo, que requer equipamentos de proteção individual para funcionários de cemitérios e funerárias. Iltamar também solicitou a melhora para profissionais da saúde e Pedro Santos solicitou a participação de mais costureiras para a fabricação de máscaras.

O presidente da câmara, vereador Leonel Filho falou sobre o Lockdown no parlamento e a importância das matérias votadas para o combate ao Covid-19 em Codó. “Estabelecemos o Lockdown, que suspende até o dia 20 de maio as atividades não essenciais do Parlamento. No entanto as sessões continuam as terças, cumprindo todas as exigências das autoridades de saúde, pois aqui estamos discutindo a aprovando várias matérias de interesse público, para o combate ao Coronavírus e para a preservação da saúde dos codoenses”, concluiu o presidente.

Ascom – CMC

3 Comentários

  1. taisinhas sincera

    Bando de incompetentes!!! Tantas coisas pra se preocuparem e vem vereadora pedir para asfaltar rua. pq nao pensaram na distribuição de álcool em gel para as famílias mais carentes de Codó, visto que o valor do produto ta exorbitante.
    outro ponto importante seria a realização de testes em toda a cidade, igual o prefeito de Teresina fez na cidade, afim de apurar ou descartar logo alguns casos visto que os casos só aumentam em codó

    • So faltou uma coisa bem importante em todos esses requerimentos.
      Pedirem mais testes rápidos.
      Sendo que o numero de suspeitos de corona vírus so aumenta em Codó,
      Isso ajudaria a aliviar um pouco essa agonia de quem espera resultado de exames.

  2. Essa Câmara aí está em Lockdown deste 2017, kkk sempre foi inoperante, só olham para o próprio bolso. Qual foi o projeto discutido para essa pandemia que eu não vi aí. Esse negócio aí de indicação e só balela. E se me perguntarem eu digo NUM SEI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!