Pastor Max também será denunciado ao Ministério Público, confirma representante do SINTSERM

Continua repercutido muito na cidade de Codó o caso do vereador Pastor Max, que estaria recebendo um alto salário como funcionário da escola Ananias Murad mesmo sem trabalhar. O professor Celso, representante do SINTSERM, revelou que o sindicato vai denunciar o parlamentar ao Ministério Público Estadual.

Em entrevista ao Blog do Marco Silva, na última terça-feira (1º), professor Celso falou sobre um ofício que foi protocolado pelo SINTSERM solicitando que o presidente da Câmara Municipal de Codó, Leonel Filho, instale uma Comissão de Ética para apurar as denúncias contra o vereador Pastor Max. O educador também revelou que o parlamentar será denunciado ao Ministério Público Estadual.

Assista abaixo:

6 Comentários

  1. Esse professor Celso aí se tivesse como vereador, já tinha se vendido 300 vezes.

  2. TEM QUE FAZER COMO OS VEREADORES LEONEL FILHO, DOMINGOS REIS E MARIA DA PAZ FIZETAM COM O PREFEITO E ESPOSA. DENINCIARAM EM TODOS OS ORGAOS DE FISCALIZACAO E POLICIAIS. DEPOIS O LEONEL SE ARREPENDEU E FOI RECEBIDO DE BRAÇOS ABERTOS POR AQUELES QUE DENUNCIOU. AS COISAS RUINS VÃO SE REPETINDO E A POPULACAO ABESTALHAFA BATENDO PALMA.

  3. Daniel Pereira Dos Santos

    Para um representante tanto religioso como político e, uma vergonha. Devolva o dinheiro Pastor Max!

  4. RJ AINDA NÃO ESTOU ACREDITANDO QUE O TAL DO CHICO DO SAAE FEZ O QUE FEZ NO SAAE E VAI RETORNAR AO COMANDO.
    EST Á NA HORA DE EUA ME MANDAR DO CODÓ.
    ESTE RAPAZ, PRA QUEM NÃO SABE, DAQUEOU DE TODAS AS FORMAS ESTE FAMIGERADL SAAE.
    TE SAI DESSA PREFEITO.

  5. SAQUEOU, FURTOU, ROUBOU, DEITOU E TOLOU.

  6. VEJAM O QUE ELE TEM COMO SIMPLES FUNCIONÁRIO DO CANCEROSO ÔRGÃO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *