Vereador Pastor Max destaca 20º aniversário da IBANMIC e lamenta feriado violento em Codó

Em seu discurso na sessão da Câmara Municipal, o Vereador Pastor Max reconheceu através de uma moção de louvor e congratulou a passagem dos 20 anos de aniversário da Igreja Batista Nacional Missionária (IBANMIC) na pessoa do seu pastor presidente e fundador, apóstolo Luís Carvalho Filho e sua esposa, a apóstola Azenate Carvalho. O edil declarou que seu objetivo, na condição de vereador e representante de um segmento religioso tão importante e da população em geral, é manifestar publicamente o carinho, o respeito e a admiração que nutri pelo ministério, que está completando 20 anos de bons serviços prestados ao reino de Deus e as famílias da cidade de Codó.
“Digo, convicto que estou, que festejar os 20 anos da Igreja Batista Nacional Missionária é reconhecer a grandeza do trabalho desenvolvido por esse porta-voz de Deus aqui na Terra e por todos os irmãos que constituem esta amada igreja, cuja meta maior édifundir o bem por meio da palavra de Deus e do amor de Cristo por nós. Quem conhece as ações da IBANMIC sabe muito bem o quanto essa instituição é importante para a vida de tanta gente que está em busca de uma mudança. É também o auxílio médico para os necessitados, e transformação de muitos jovens que se livram da tentação das drogas e do submundo do crime. Receba, apóstolo Luís Carvalho Filho, esta singela homenagem, que estendo também àApóstola Azenate Carvalho, aos seus filhos e a todos os irmãos da Igreja Batista Nacional Missionária de Codó que ajudam nessa missão de fé e amor ao próximo”, declarou o vereador.
Feriado de perdas em Codó
O parlamentar não deixou de lamentar pelos falecimentos durante o feriado prolongado de sete de setembro em Codó. “É com muito pesar e comoção que lamentamos o falecimento de três grandes amigos e homens de bem da nossa cidade. Falo da morte do amigo Carlos que trabalhou uma vida na secretaria de educação, do Carioca, um profissional que salvou muitas vidas e também da morte repentina do amigo Diouro. Todos bastante conhecidos e respeitados pela sociedade codoense. Aos seus familiares, principalmente, esposas e filhos, nosso sincero sentimento de pesar. Reiterando que Esta Câmara não poderia deixar de se associar ao seu pesar, aqui manifestamos nosso profundo respeito. Rogando a Deus que traga conforto aos corações enlutados, desejamos que a paz de Cristo, o consolo do Espírito Santo e a força da fé estejam sobre vocês”
Escolas com problemas
Por fim, o vereador reclamou dos serviços prestados pela CEMAR no município de Codó. “Além dos diversos problemas encontrados no nosso município, falo especificamente aos problemas enfrentados pelas nossas escolas em especial. Hoje grande parte das nossas escolas, creches o que é mais revoltante, estão sujeitas a prejuízos e transtornos irreversíveis porque não há energia suficiente para manter estas escolas, inclusive o próprio prédio da Secretaria de Educação que sofre com as constantes quedas de energia. É um desrespeito total com o povo de Codó e principalmente com as nossas crianças e professores. Precisamos de um esforço da CEMAR na direção de resolvê-los”.
Indicações
Pelas Indicações número 281/17 e 282/17 o vereador solicitou ao poder público municipal pela construção da estrada que liga a localidade Cipoal dos Pretos à Lagoa do Mato e a perfuração de um poço artesiano na localidade Lago do Mato, respectivamente. Com a Indicação Nº 285/17 o edil solicitou pela reforma e paisagismo do canteiro central da Av. Marechal Castelo Branco, bem como a renovação de sua iluminação pública.

Ascom

Depoimento de Lula a Moro acaba em discussão

Coluna Radar – O depoimento de duas horas de Lula ao juiz Sergio Moro terminou em discussão entre os dois. Lula acusou o magistrado de agir com parcialidade, e de ser refém da imprensa nacional.
“Não posso deixar de dizer que esses processos contra mim virassem vocês reféns da imprensa”, disparou Lula em suas considerações finais.
O advogado de Lula, Cristiano Zanin, diz que Moro, inclusive, cita reportagens jornalísticas.
“Vou chegar em casa amanhã almoçar com 8 netos e uma bisneta de 6 meses. Posso olhar na cara dos meus filhos e dizer que vim a Curitiba prestar depoimento a um juiz imparcial?”, diz Lula.
Moro responde irritado.
“Não cabe ao senhor perguntar isso a mim. Mas de todo modo sim”, disse.
“Não foi o procedimento na outra ação”, rebateu Lula.
“Eu não vou discutir a outra ação com o senhor. A minha convicção é que o senhor foi culpado. Se fossemos discutir aqui, não seria bom para o senhor”, disse Moro.
Lula então, diz que tem que discutir sim. “Vou esperar que a justiça continue a fazer justiça nesse país”.
Moro interrompe, e encerra a gravação.
‘Palocci tem o direito de querer ser livre’, diz Lula
Em considerações finais no depoimento, Lula tergiversou sobre o objeto da ação penal. O ex-presidente aproveitou a oportunidade para desabafar quanto a delação do Palocci.
No começo do discurso, o juiz Moro o alertou:
“Não é momento de campanha”, disse. Mesmo assim, o petista seguiu por quase cinco minutos.
“Palocci tem o direito de querer ser livre”, afirmou ele. Mas “se você não quer assumir ato ilícitos, não jogue em cima dos outros”.
“Tenho lidado com muita paciência”, disse Lula
 Para Lula, depoimento de Palocci é coisa de ‘roteirista’
Na bronca com o amigo, Lula disse que o depoimento de Antonio Palocci foi uma coisa quase “cinematográfica”, de “roteirista da Globo”. “Preparam os leads para ele”, disse o ex-presidente.
“A única verdade que ele disse é que ele estava fazendo a delação para obter os benefícios”, afirmou o petista.
“Ele termina o depoimento da forma magistral que o MPF queria: ‘O Lula conversou comigo sobre obstrução de justiça’”. Para Lula, é tudo invenção e frase de efeito. “Eu não admito que ninguém diga que eu queria obstruir a justiça!”, disse.
“Eu não tenho raiva do Palocci, tenho pena dele”, afirmou o ex-presidente.
Lula: ‘Delcídio fez pacto com Miller e a Globo contra mim’
Lula disse que vai derrubar na justiça todas as denúncias feitas pelo Ministério Público contra ele.
Ele diz ainda que as denúncias são apenas ilações dos procuradores, e que o ex-aliado Delcído do Amaral é um “mentiroso”.
“Vi o Ministério Público me incluir na denúncia do Delcídio. Tem mais de 20 perguntas do Delcídio comigo”, disse Lula
Delcidio é um mentiroso descarado, que foi fruto de um pacto entre o Miller e a Globo para fazer denúncia contra mim”, disse ele, se referindo ao ex-procurador Marcello Miller.

Fonte: Marrapa.com

Furacão leva criatura bizarra e misteriosa para areia de praia no Texas

Além do cenário de destruição, o Harvey provocou outros tipos de episódios nada corriqueiros no Texas (EUA). Um exemplo disso foi a criatura bizarra e misteriosa que apareceu na areia de uma praia do estado americano após a passagem do furacão Harvey.

criatura, sem olhos, foi descoberta pelo grupo conservacionista National Audubon Society, que postou imagens do animal em mídias sociais. Preeti Desai, integrante do grupo, publicou imagens em sua conta no Twitter.
“Estávamos em uma praia e vimos de longe essa coisa. Cheguei perto para ver o que era”, disse Preeti, de acordo com o “Sun”. “Primeiramente, parecia algo das profundezas do oceano. Achei que fosse uma lampreia-do-mar, mas logo vi que não era”, acrescentou.

A ambientalista então apelou ao Twitter por ajuda para identificar a criatura.
Muitos apontaram que se trata de um tipo de enguia.

POR FERNANDO MOREIRA (O GLOBO)

 

Pastor Max organiza reunião e propõe novo Projeto de Lei para consumidores

O vereador Pastor Max convidou representantes de instituições financeiras e do PROCON de Codó para reunião na Câmara Municipal. O encontro foi para discutir as demandas da população em relação ao atendimento em bancos, correios e lotéricas e propor um projeto de lei que organizasse e fiscalizasse com maior eficácia o atendimento ao público.
Junto com o vereador Pastor Max, estavam presentes na reunião os vereadores Rodrigo Figueiredo, Valdeck Frota e Cleane, a representante da sociedade civil organizada, direito da mulher e dos idosos, Alicemar de Jesus, representantes do PROCON e representantes do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste, Correios e casas lotéricas de Codó.
O que se observa é que no período de pico de atendimento acontece uma demora excessiva, o que gera muito transtorno e desconforto aos clientes. A idéia é termos uma Lei que nos dê condições para que o órgão fiscalizador PROCON tivesses maiores condições de fiscalizar as instituições que prestam serviços financeiros a população, no sentido de melhorar o tempo de atendimento, as condições físicas para a espera do atendimento, a humanização do ambiente e uma melhor atenção aos consumidores”, explicou o vereador Pastor Max.
A reunião, que já estava na agenda de trabalhos do parlamentar, foi considerada bem proveitosa por representantes da sociedade civil.
Muito produtiva a reunião, pois foi aberto um diálogo para tirarmos as dúvidas e com muita informação, para que possamos proporcionar um melhor atendimento aos usuários dos serviços financeiros. Os consumidores merecem ser respeitados em seus direitos e receberem um atendimento mais humano e justo”, comentou Alicemar de Jesus.
Para o representante do PROCON, o Advogado Rômulo, as idéias serão usadas para um novo projeto em prol dos consumidores de Codó.
Momento muito importante, pois conseguimos nos reunir com representante de entidades de classes interessadas para um debate harmônico, com a intenção de construir uma lei embasada nas necessidades dos consumidores e que seja cumprida, que seja efetivamente colocada no dia a dia das pessoas, levando um atendimento mais célere para os consumidores”.
Novo Projeto para consumidores
O vereador Pastou Max explicou que o próximo passo é analisar a legislação atual e unificar todas as demandas do consumidor em um novo Projeto de Lei. “Iremos enxugar o que já ficou ultrapassado, rever e atualizar os pontos mais críticos, e unificar todas as demandas em um novo Projeto de Lei, contemplando tudo que já foi discutido de 1997 pra cá em relação atendimento em instituições que prestam serviços financeiros. Codó está crescendo e precisa adequar os serviços de suas instituições as necessidades do consumidor. Atingimos nosso objetivo neste primeiro momento e nossa pauta continua na elaboração deste novo projeto para melhorias da qualidade de vida da população codoense”.

Ascom

Polícia militar prende suspeito de praticar assalto a motocicleta e recupera veículo

No final da tarde desta terça feira (12) a Polícia Militar efetuou a prisão de Francisco Talys Pereira de Sousa, 21 anos, suspeito de ter praticado um assalto e ter levado uma motocicleta Yamaha Factor, de cor preta, da vítima Antônio Carlos Sousa da Silva, 31 anos.

Durante rondas ostensivas no Bairro Nova Jerusalém, a PM recebeu a informação de populares que o acusado tinha sido visto empurrando a motocicleta roubada em direção ao morro. A equipe se deslocou até o local e conseguiu identificar o elemento que percebeu a aproximação da viatura e tentou fugir, no entanto foi capturado minutos depois pela guarnição. Logo em seguida os policiais conseguiram localizar moto que havia sido tomada de assalto. O veículo estava dentro de um matagal.

O acusado foi conduzido e apresentado sem lesões corporais na 4º Delegacia de Polícia Civil de Codó para as providências que se fizerem necessárias. A motocicleta foi removida e entregue na DRPC.

Ascom – 17º BPM

Moradores reclamam de falta de iluminação pública no bairro São Sebastião

Não é novidade que os codoenses venham utilizando de todos os recursos disponíveis na comunicação para reivindicar um respeito maior do Poder Público Municipal, principalmente quando o contribuinte paga caro por serviços que não são disponibilizados a contento e talvez um desses serviços em que os contribuintes  mais sentem no bolso, após as taxas de água e energia, vem o pagamento da taxa de iluminação pública e chega a doer no bolso, quando o cidadão paga para a CEMAR uma das tarifas mais caras do pais e embutida vai a taxa de iluminação pública, chega a doer ainda mais quando na porta de sua casa há vários  postes sem lâmpadas.

Moradores da Rua Três Marias, atrás da Escola Estevam Ângelo, bairro São Sebastião, denunciam que estão sendo vítimas de criminosos, que aproveitam a escuridão do local para praticarem assaltos, segundo relatam, em um curto espaço de tempo já ocorreram três ações criminosas. Parece que o Setor de Iluminação Pública do município de Codó não tem dado a mínima atenção, pois ainda segundo os  próprios moradores, os mesmos já foram ao setor de iluminação cinco vezes e não obtiveram retorno satisfatório.
Ainda vai ter aqueles mais apaixonados pelo prefeito, que dirão que o prefeito está com a prefeitura sem dinheiro, que está no governo há apenas nove meses e tal.
Fonte: Blog do Bezerra

PM prende menores por assalto a mão armada e recupera celulares e objetos roubados

Na manhã desta terça feira (12) a Polícia Militar foi informada via COPOM que dois elementos teriam efetuado vários assaltos na cidade de Timbiras e se evadiram sentido Codó. Diante das informações repassadas, a Força Tática com o apoio do Esquadrão Águia, fez buscas pela MA-026, sentido Timbiras, quando se deparou com uma dupla com as mesmas características pilotando uma motocicleta Honda Bros azul, placa HPT-8870. Os elementos foram interceptados e identificados como os menores de iniciais J. A. M. de 16 anos e A. da C. da S. de 17 anos. Ambos residem em Codó e durante a revista foram encontrados 02 aparelhos celulares, R$ 108,00 (cento e oito reais), uma Bereta Cal. 20 de dois canos e um leitor de cartão.

Ambos foram conduzidos e apresentados sem lesões corporais na 4º Delegacia de Polícia Civil de Codó para as providências que se fizerem necessárias. Os materiais foram apreendidos e entregues na DRPC.

Ascom – 17º BPM

Andrea Murad vai a PGJ contra evento de Lula no Palácio dos Leões

A líder da oposição, deputada Andrea Murad (PMDB), protocolou nesta segunda-feira (11) uma representação na Procuradoria Geral de Justiça para que seja apurada denúncia sobre o uso da estrutura do governo no apoio ao evento político partidário promovido pelo PT no último dia 5 de setembro. O evento aconteceu na frente do Palácio dos Leões que, segundo a parlamentar, serviu de “camarim” para lideranças políticas que acompanharam o ex-presidente Lula em ato visando as eleições 2018.
“Nada contra, absolutamente nada contra o ex-presidente Lula, mas me questiono, por que o governador Flávio Dino escolheu aquele local com fundo para o Palácio dos Leões, o Palácio servindo de camarim para o ex-presidente Lula e toda a comitiva. Mais precisamente para o governador Flávio Dino, candidato à reeleição em 2018, fazer ali aquela festa. Um governador que fala tanto das festas do passado e agora produz as festas para os seus aliados políticos. O governador Flávio Dino ofereceu jantar para o ex-presidente Lula e seus aliados, deu toda a estrutura do Palácio dos Leões para aquele evento político, que era para ser promovido pelo PT, mas na verdade foi promovido pelo governo do Maranhão. Tudo bancado pelos maranhenses: jantar, garçom, toda a estrutura do Palácio servindo para aquele evento. Flávio Dino vive falando dos outros, mas ali promoveu uma verdadeira farra”, discursou Andrea.
Andrea Murad também questionou o uso da rádio pública, a Timbira AM, para transmitir ao vivo toda a programação do evento realizado pelo Partido dos Trabalhadores com o suporte do Governo Flávio Dino.
“Flávio Dino acabou de abrir uma brecha, não é? A partir do momento em que ele bota a Rádio Timbira, a rádio do governo para transmitir um evento partidário onde ele lança a candidatura de um Presidente da República e a dele próprio, ele está dando toda a brecha para nós pedirmos o mesmo. Eu quero saber se eu solicitar para o governador Flávio Dino um palanque ali para a minha reeleição, se eu também vou poder utilizar a estrutura do Palácio dos Leões. Eu quero também saber se a Rádio Timbira vai transmitir todo o meu evento. Isso é um verdadeiro absurdo. É vergonhoso! O governador Flávio Dino é um hipócrita, não tem mais moral para absolutamente nada”, disse a parlamentar.

Fonte Blog do Jorge Aragão

Presidente Dutra recebe série de obras entregues pelo governador Flávio Dino

O governador Flávio Dino entregou, nesta terça-feira (12), uma série de melhorias para ajudar a resolver problemas históricos na cidade de Presidente Dutra. Ele também vistoriou as obras de reforma do Hospital Macrorregional do município, popularmente conhecido como Socorrão. Além de vistoriar a construção do prédio da nova unidade plena do Iema (Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão). A agenda institucional foi de inaugurações e de preparação para novas entregas.
“Reconhecemos a importância dos investimentos não só para os cidadãos e cidadãs de Presidente Dutra, mas também para a região. Quando nós estamos, por exemplo, estruturando adequadamente o Socorrão de Presidente Dutra, estamos prestando um serviço para a população daqui e para toda a região”, disse o governador.
A reforma vem mudando a cara do hospital, com nova pintura, recuperação do telhado, amadeiramento e impermeabilização das lajes, recuperação das paredes, construção de canaleta para água pluvial e piso. O prédio foi completamente transformado e reformado após anos de descaso e abandono em gestões anteriores.
“Presidente Dutra é um grande polo econômico do nosso estado. Por isso o Governo do Maranhão tem hoje investimentos que ultrapassam R$ 10 milhões na área de saúde, infraestrutura e educação, dentre outras áreas”, acrescentou Flávio Dino.
Abastecimento de água
Flávio Dino também entregou um poço com vazão de 50 metros cúbicos por hora e 104 metros de profundidade. Com isso, o abastecimento de água dos moradores do bairro Cohab teve significativa melhora, atendendo aproximadamente 5 mil pessoas.
“A gente estava passando por problemas sérios em ter água. Só de inaugurar esse poço, já chegou água nos bairros próximos daqui”, contou o morador e mototaxista Gean Costa Macedo.
O governador também assinou ordem de serviço para implantação de dois sistemas de abastecimento de água. Diante disso, o prefeito do município, Jurandyr Carvalho, lembrou que a água era “um problema secular” na cidade e que agora a questão está sendo tratada de maneira séria e eficiente.
“É com grande satisfação que a gente recebe hoje o governador Flávio Dino. Várias obras e ações foram feitas pelo Governo do Estado na cidade. Estamos no caminho certo e aliados ao governador em busca de solução para amenizar o problema”, afirmou o prefeito Jurandyr Carvalho.
O secretário de Estado de Comunicação Social e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, destacou os resultados positivos alcançados para a população com as ações do Governo do Maranhão. “Foi uma visita de muitos resultados, muito positiva. Reforça mais uma vez a integração do governador Flávio Dino com os municípios do Maranhão”, afirmou Márcio Jerry.
Asfalto
Além dos 15 quilômetros que o Mais Asfalto já levou a Presidente Dutra, uma nova etapa do programa está pavimentando mais 9 quilômetros na cidade.
Iema
O Governo do Maranhão também está construindo outra importante obra na cidade. Trata-se de uma unidade plena do Iema. O governador Flávio Dino visitou o local onde está sendo feito o prédio.
Segundo o secretário de Ciência e Tecnologia, Davi Teles, o Iema deve começar a funcionar em Presidente Dutra no ano letivo de 2018. “Técnicos do instituto estão fazendo aferições para descobrir as vocações locais e os cursos que deverão ser implantados”, afirmou.
De acordo com o engenheiro civil responsável pela obra do Iema, Bruno de Carlo, a obra segue em ritmo acelerado. “Dentro de um mês a gente vai começar a parte de alvenaria”, informou.
Trânsito mais seguro
A visita de Flávio Dino também incluiu a inauguração do Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), para dar mais agilidade e condições para os motoristas cumprirem todas as leis e obrigações.
“Também lançamos o Programa Moto Legal, de incentivo à regularização”, ressaltou o governador. Com a iniciativa, a taxa para regularizar a situação das motos é de R$ 50 por ano atrasado. Como é obrigatório ter CNH para aderir ao programa, isso aumenta a segurança no trânsito.

Ascom

Auditoria aponta “descaso” e “má-fé” em obras de Geddel/Roseana para enchentes

Jornal Pequeno – Um relatório do Ministério da Integração Nacional de Brasília levanta diversos problemas na execução de obras previstas em um acordo de cooperação milionário entre a então governadora Roseana Sarney e o então ministro Geddel Vieira Lima em 2009. O próprio ministério aponta desvio de R$ 18 milhões em obras não realizadas. Os recursos repassados pelo governo federal deveriam servir para reconstruir estradas e pontes afetadas por enchentes que castigaram o estado naquele ano.
O que se viu, no entanto, pelo relatório da auditoria foi bem diferente. O documento obtido com exclusividade mostra que o Ministério da Integração Nacional viu “descaso”, “desrespeito” e “má-fé” dos executores da obra. A auditoria conclui que ao menos R$ 18 milhões transferidos não se transformaram em obras.
Uma das práticas citadas pelo relatório é a maquiagem de obras antigas, com poucos reparos, para que pareçam novas. É o caso, segundo a auditoria de uma obra na região de Caxias, em que uma ponte deveria ter sido totalmente recuperada. Segundo a auditoria, a “estrutura antiga foi rebocada com aparência de construção recente”.
Em outro trecho do relatório, a auditoria afirma que a “estrutura antiga (foi) construída há mais de 30 anos, sendo rebocada para aparentar nova”.  Ainda segundo o relatório, essas alterações caracterizam “má-fé” dos construtores.
Auditoria da Integração apura desvios em 2009
Uma investigação do governo federal apura o destino de parte dos recursos repassados ao Governo do Maranhão em 2009 com o objetivo de recuperar rodovias em quase 70 municípios do estado. Os recursos deveriam ter recuperado rodovias após uma enchente no estado. Uma auditoria interna do Ministério da Integração Nacional orienta a glosa de  R$ 18 milhões – com valores atualizados – em contrato realizado por aquele órgão e o governo do Estado.
Geddel Vieira Lima, hoje réu da Lava Jato, era o ministro à época. E Roseana Sarney, a governadora. Parte dos processos foi assinado por seu vice, o hoje senador João Alberto.
O recurso encaminhado ao Governo do Estado visava realizar obras em estradas no interior para recuperar vias atingidas pela enchente de 2009. Em alguns casos, no entanto, os recursos não chegaram a seu destino.
Em 14 de maio de 2009, a então governadora Roseana Sarney encaminhou ao Ministro de Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, o Plano de Trabalho no valor de R$ 35 milhões, com o objetivo da reconstrução de estradas estaduais, recuperação de obras de artes especiais e pavimentação de vias urbanas em 69 municípios, que se encontravam em situação de emergência, em decorrência das enchentes e inundações ocorridas naquele ano.
As ligações políticas do então ministro Geddel Vieira Lima e Roseana Sarney, ambos do PMDB, facilitou o trâmite dos recursos à época. Nesta semana, a Polícia Federal prendeu, novamente, o ex-ministro após encontrar em um apartamento ligado a ele a quantia de R$ 51 milhões, em dinheiro vivo, que estavam guardadas em malas na cidade de Salvador.
Nesta semana também, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ofereceu denúncia ao STF (Supremo Tribunal Federal), contra cinco senadores e dois ex-senadores do PMDB, acusados de integrar organização criminosa e receberem R$ 864 milhões em propina. Entre eles, o ex-senador José Sarney, um dos integrantes mais influentes da cúpula do partido.

SEMA faz estudo para identificação de feições paisagísticas no Parque Estadual de Mirador

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), por meio do Laboratório de Geoprocessamento (LABGEO), realizou, no final do mês de agosto, a validação de feições para apoio a identificação de alvos no Parque Estadual de Mirador.
O objetivo foi validar dados adquiridos em laboratório para a classificação de feições da cobertura do solo no Parque. Entre as feições destacam-se a tipologia vegetal, áreas de queimadas e áreas antropizadas.
Estas feições são resultado de um trabalho de investigação do LABGEO em escritório, com o uso de ferramentas computacionais para identificação dos diferentes alvos que recobrem a superfície terrestre na unidade de conservação em questão.
No que se refere-se ao uso de dados orbitais, a identificação e classificação das principais feições paisagísticas foi realizada a partir de imagens orbitais do Sensor OLI-8, abordo do Satélite Landsat 8, nos softwares de Processamento Digital de Imagens disponíveis na Secretaria. Foram utilizadas, ainda, imagens do Sensor 2B, a bordo do Sentinel, como plano de fundo no software Trackmaker PRO e QGis 2.18, servindo como apoio ao deslocamento em todas as áreas analisadas.
Foram validados 43 alvos diferentes distribuídos pelo Parque. Durante o trabalho, a equipe visitou os Postos de apoio Zé Miguel, Geraldina, Mel e Mosquito, passando nas proximidades dos Postos Aldeia e Cágados, além das comunidades Tapera, Cabaço, Porto da Cuia, Monte Alegre, Surucuju, Galheiro, Cabeceira Velha e Pindaíba. Assim, além da validação de dados orbitais, obteve-se como produto o registro das rotas entre os postos visitados, facilitando o deslocamento das equipes da Secretaria em operações futuras na área.
Na oportunidade, ainda, foram também validados alguns pontos com ocorrência de atividade de extração mineral no estado. Das 11 amostras pré-selecionadas, obteve-se a confirmação de 100%, reforçando assim a importância do trabalho de laboratório com a obtenção de dados orbitais a partir de imagens de satélite.
Ascom

Radialista de Codó usa programa para mentir e é desmascarado ao vivo pelo diretor do HGM

Radialista Daniel Sousa – apresentador da rádio Eldorado AM
O radialista Daniel Sousa iniciou o programa desta segunda-feira (11) com uma grande barrigada (termo utilizado no jornalismo que define o ato de noticiar uma informação falsa ou errada). O fato aconteceu quando o apresentador da Rádio Eldorado AM de Codó, informava aos seus poucos ouvintes que a morte do Seu Carioca, motorista do SAMU que era muito querido pelos codoenses, aconteceu devido a um erro no procedimento cirúrgico que ele teria sido submetido às pressas no Hospital Geral Municipal de Codó (HGM). O “furo” jornalístico além de fantasioso, foi um claro desrespeito a família e amigos do Seu Carioca que estão de luto desde sua partida prematura ocorrida no último sábado (09).
“Vou contar do começo, o Seu Carioca foi operado no Hospital Geral Municipal (HGM), de uma hérnia não é isso? E a cirurgia ou operação, como queiram entender, foi feita de forma errada, foi feita de forma irresponsável, essa que é a grande verdade. Aí transferiram o Seu Carioca encima da hora pra cidade de Coroatá. Sabe o que foi que a equipe médica de Coroatá disse? Que a cirurgia fizeram de forma errada, e o médico perguntou onde foi, no HGM de Codó. Então seu Carioca não morreu porque tinha que morrer não, morreu porque fizeram a cirurgia de forma errada”, afirmou o radialista.
Cláudio Paz desmente Daniel Sousa
Médico Cláudio Paz – Diretor Clínico do HGM de Codó
Diante da mentira que estava sendo divulgada com grande estardalhaço por Daniel Sousa, o Diretor Clínico do HGM, Dr. Cláudio Paz, foi informado do que estava acontecendo e tratou de desmascarar imediatamente o radialista que é conhecido na região por inventar notícias em busca de audiência para seu programa. O médico ligou para rádio onde revelou, ao vivo, que em nenhum momento o Seu Carioca havia passado por qualquer tido de procedimento no hospital do município.
“(…) Seu Carioca, ele teve uma crise e ele não passou pelo HGM. Seu Carioca, quando ele começou a sentir dor, ele deu entrada na UPA, na UPA foi feito o diagnostico que ele tinha uma hérnia encarcerada, como era um procedimento já de risco, precisando de recursos como UCI e UTI, ele não foi operado no HGM, ele foi operado no Hospital Geral de Timbiras, e de Timbiras, como o caso dele já era um caso grave, ele foi transferido para Coroatá, para o Hospital Macro de Coroatá. Em nenhum momento ele passou pelo Hospital Geral Municipal de Codó (…)”, disse Cláudio Paz ao revelar a verdadeira informação do caso.
Atitude acertada
A atitude do médico Cláudio Paz foi extremamente acertada, pois é comum a divulgação de notícias falsas por alguns profissionais da comunicação de Codó que as vezes são despreparados para trabalharem na área do jornalismo, seja no rádio, TV ou internet.
Que isso sirva de lição tanto para o radialista que foi desmentido, quanto para os outros que costumam seguir a mesma linha.
Por Marco Silva

SEMA discute implantação do Projeto Cerrado Federal em Codó

Para maior eficácia na execução do Projeto Cerrado Federal, equipe de técnicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), do Serviço Florestal Brasileiro, do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ministério do Desenvolvimento Agrário, Secretaria de Agricultura Familiar, Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (ITERMA), da empresa BRASPLAN (contratada para execução dos cadastros), bem como representantes de povos e comunidades tradicionais da região de Codó estiveram reunidos, de 04 a 06 de setembro na cidade, para tratar sobre as ações de implantação do Projeto na região.
O Projeto Cerrado Federal tem como objetivo melhorar a capacidade do Ministério do Meio Ambiente na implementação do manejo integrado do fogo e do cadastramento ambiental rural em áreas selecionadas do Bioma Cerrado. Para tanto, o MMA, por meio do Serviço Florestal Brasileiro e o Governo do Estado do Maranhão, por intermédio da SEMA, estão desenvolvendo ações conjuntas para a implantação do Projeto no que se refere ao componente CAR em 23 municípios do cerrado maranhense.
Destaca-se que o referido Projeto irá atender pequenos proprietários ou posseiros rurais, além de povos e comunidades tradicionais.
Ascom

Sarney se livra de uma denúncia, mas a do “quadrilhão do PMDB” continua

Asseclas do ex-senador José Sarney comemoraram o pedido de arquivamento, pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), do inquérito aberto na Corte para investigar a suposta tentativa dos senadores Romero Jucá (PMDB-RR) e Renan Calheiros (PMDB-AL) e do ex-senador José Sarney de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato.
Mesmo faltando ainda o aval do ministro Luiz Edison Fachin, relator do caso no STF, dar a palavra final sobre o arquivamento do processo, Sarney já comemora o livramento de mais um inquérito envolvendo seu nome na Lava Jato.
Porém, a decisão tomada hoje pela PGR não tem relação com a denúncia por crime de organização criminosa, o “quadrilhão do PMDB”, apresentada na sexta-feira (8) por Janot contra os senadores do PMDB Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR), Edison Lobão (MA), Valdir Raupp (RO) e Jader Barbalho (PA), além do ex-senador José Sarney.
Acusados de integrar organização criminosa e receber R$ 864 milhões em propina, além de gerarem prejuízo de R$ 5,5 bilhões aos cofres da Petrobras e de R$ 113 milhões aos da Transpetro, segundo a PGR (Procuradoria-Geral da República), José Sarney e o também maranhense Edison Lobão terão muito o que explicar ainda sobre essa denúncia.
Janot pediu que os sete denunciados sejam condenados por organização criminosa, com as penas de três e oito anos de prisão, perda de função pública e pagamento de multa de R$ 200 milhões –R$ 100 milhões pelos danos patrimoniais (desvios) e R$ 100 milhões por danos morais causados pelas condutas dos acusados.

Fonte: Marrapa.com

error: Content is protected !!