Francisco Nagib se manifesta pela primeira vez sobre as mortes recentes que aconteceram no HGM

Na semana passada o HGM de Codó foi cenário de três fatos lamentáveis que resultaram na morte de cinco pessoas, um idoso, uma senhora, uma recém-nascida e dois bebês gêmeos que ainda estavam na barriga da mãe. As ocorrências que aconteceram dentro do hospital do município chamaram a atenção da população que até o presente momento não foram esclarecidas pelo poder público municipal.

5 mortes em 3 dias

O primeiro aconteceu no final da tarde da última segunda-feira (20) quando um idoso morreu depois de não conseguir atendimento médico no Hospital Geral Municipal – HGM. De acordo com Raimunda Sousa, que é neta da vítima, uma ambulância do SAMU foi chamada para leva-lo ao hospital do município, chegando por volta das sete e meia da manhã no local, onde teria ficado durante todo o dia em uma maca sem atendimento médico. (reveja)

O segundo caso é o da Senhora Ednalda Alves da Silva Cunha, de 42 anos de idade, que estava grávida de gêmeos e perdeu a vida juntamente com seus filhos após complicações em sua gestação na noite da última terça-feira (21), dentro do Hospital Geral Municipal. (reveja)

Dona Ednalda e suas duas filhas fazendo carinho na barriga da mãe que estava gravida de gêmeos

O terceiro fato lamentável envolveu uma linda recém-nascida de apenas dois dias de vida que morreu na noite da última quarta-feira (22). A criança estava internada no HGM esperando ser transferida para uma UTI em Caxias, mas devido as ambulâncias de Codó estarem quebradas a pequena Maria Vitoria não resistiu e faleceu no mesmo local onde nasceu. (reveja)

O que diz o prefeito?

O prefeito Francisco Nagib vinha se mantendo distante das polêmicas envolvendo o setor da saúde da cidade que administra. Até então o gestor ainda não havia se pronunciado publicamente sobre as cinco mortes em três dias que aconteceram dentro do HGM. Mas Francisco Nagib não pode fugir de responder uma pergunta feita por Marco Silva em um papo aberto com o prefeito que estava acontecendo na manhã deste domingo (26) em um grupo de WhatsApp. O jornalista aproveitou para perguntar o que o jovem tinha a dizer sobre as recentes mortes ocorridas dentro do hospital do município.

Faltou sensibilidade e respeito para com a população

O prefeito está correto quando afirma que no Hospital Sírio-Libanês também morrem pessoas, no entanto nenhuma delas morrem por falta de equipamentos, remédios, atendimentos, por negligencia médica, ou por simplesmente não ter uma ambulância. Pois o Sírio é um hospital administrado por pessoas sérias e comprometidas em atender bem e com qualidade seus pacientes.

A reposta do jovem prefeito só mostra o quanto ele NÃO ESTÁ preocupado com as pessoas que perderam a vida no HGM, pois mesmo quase uma semana após os acontecidos o gestor municipal nem ao menos sabe o que realmente aconteceu com as vítimas. Só nos resta lamentar o posicionamento do prefeito e torcer para que outros codoenses não morram dentro do hospital que deveria salvar vidas e não destruí-las.

Temos consciência de nossa responsabilidade em levar aos nossos leitores a verdade dos fatos independente se irão agradar as autoridades constituídas pelo povo, a exemplo do prefeito Francisco Nagib. O Blog do Marco Silva em nenhum momento passou informações contraditórias sobre os casos envolvendo o hospital do município. Tudo o que foi colocado em nosso blog veio de familiares e amigos daqueles que perderam suas vidas no local em que deveria preserva-las. O Excelentíssimo senhor prefeito precisa se preocupar MUITO MAIS em equipar e organizar o sistema público de saúde do município e não contestar o que é divulgado pela imprensa.

Nota da prefeitura é desmentida por uma sobrinha de Dona Ednalda que perdeu a vida no HGM

Está completando nesta segunda-feira (27) sete dias da morte da senhora Ednalda Alves da Silva Cunha e seus dois filhos gêmeos. As três vidas foram perdidas após a grávida sofrer complicações em sua gestação na noite da última terça-feira (21).

O caso continua revoltando os habitantes de Codó que não conseguem entender o descaso do HGM e do SAMU para com mais uma família humilde do município. A revolta ficou ainda maior com a nota divulgada na semana passada pela prefeitura de Codó que tenta contradizer as informações repassadas pelos familiares e amigos da vítima, que sabem exatamente o que aconteceu, pois acompanharam seus últimos momentos de vida.

A nota produzida pela secretaria municipal de saúde foi publicada na página oficial da prefeitura no FaceBook, e não agradou nenhum pouco os internautas, em especial uma sobrinha de Dona Ednalda, a jovem desmente todas as informações contidas no documento e chama o poder público de irresponsável. Veja:

Resta saber se a prefeitura continuará mantendo seu posicionamento ou pedirá desculpas à família da senhora Ednalda pelo lamentável fato que tirou a vida de três codoenses.

Moradores reivindicam posto policial no residencial São Pedro

A situação dos moradores do Residencial São Pedro está cada vez pior, falta posto de saúde, quadra poliesportiva, não tem creche e nem escola. Os estudantes do local também não contam com o transporte escolar e o índice de criminalidade está aumentando deixando os moradores preocupados e com medo até de sair de casa.

O número de arrombamentos e furtos às residências também é outro sério problema que a população do Residencial São Pedro está enfrentando.

Diante de tantos problemas, os moradores do local estão reivindicando pelo menos a construção de um Posto Policial para garantir a segurança de todos do bairro São Pedro e também da população dos bairros vizinhos.

Um dos habitadores explicou que as viaturas da Polícia Militar passam esporadicamente pelo local e ressalta que as autoridades precisam fazer alguma coisa para o bairro no sentido de melhorar a segurança e a qualidade de vida dos moradores.

“As viaturas que passam aqui são poucas e não existe o policiamento fixo, precisamos de mais segurança, pois aqui os assaltos e arrombamentos são constantes. Pedimos que as autoridades possam resolver nosso problema o mais rápido possível”, pediu o senhor Antônio.

Governo atende reivindicações históricas de professores e amplia benefícios para a categoria

Mil e duzentos professores da rede estadual de ensino serão os primeiros na história da educação maranhense a serem beneficiados com ampliação de jornada e unificação de matrículas docente, concedidas pelo Governo do Estado, de forma inédita, atendendo antiga reivindicação da categoria. A partir de 3 de abril, os educadores classificados no concurso interno de ampliação, por exemplo, poderão atuar na rede com a jornada de 40 horas semanais e remuneração dobrada.

Já a unificação de matrícula, que possibilita ao professor com duas matrículas unificá-las, deixando de ser contratado por dois regimes diferentes, também começa a valer para os professores que foram classificados por meio de concurso interno realizado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

“Pela primeira vez, professores do Estado são contemplados com a ampliação e a unificação de matrículas docente, avanços do governo Flávio Dino, que representam conquistas históricas para os educadores da rede. Parabéns aos primeiros educadores beneficiados com essas ações, que a partir agora são políticas de valorização contínuas, promovidas por um governo que tem compromisso com a educação,” destacou o secretário de Estado Felipe Camarão.

Outro benefício concedido pela primeira vez aos educadores maranhenses é a gratificação de 25% pelo exercício da docência nas Unidades de Ensino de Tempo Integral, implantadas pelo governo do estado com o foco na formação integral dos estudantes, por meio de ações integradas e em tempo integral. O Estado possui 11 centros de educação integral localizados em São Luís (5 unidades); São José de Ribamar (1); Alcântara (1); São Bento (1); Santa Inês (1) e Timon (1).

“São avanços nítidos, concretos e inéditos, resultados de lutas dos educadores, que foram alcançados no governo Flávio Dino, e impactarão diretamente na melhoria dos índices educacionais. Uma revolução na educação do Maranhão”, apontou Felipe Camarão.

Ascom

Pastor tarado apanha de marido da evangélica

Um pastor decidiu paquerar uma mulher que frequentava a igreja a qual ele dirigia. A fiel contou tudo para o marido, então os dois decidiram armar uma armadilha para ele, ela o chamou para ir até a sua casa e alegou que o marido havia viajado.

Quando o tal pastor chegou até a residencia da fiel, deu de cara com o marido que já sabia de tudo. Não demorou muito para que se iniciasse a sessão de pancadarias.

Ele precisa sair correndo para evitar apanhar mais. Vejam:

https://youtu.be/zfIXS6nihmQ

Fonte: Luís Cardoso

Jovem é morto com vários golpes de faca no bairro Mutirão em Timbiras

Mais um assassinato é registrado na cidade de Timbiras, com esse sobe para (02) dois o numero de homicídios registrado somente este ano no município.
O ocorrido foi registrado por volta das 19:30s da noite deste domingo (26/03) em uma rua que fica próximo ao engenho dos Alvins no bairro Mutirão, onde populares localizaram o corpo do jovem Rogenelson Ramos de Sousa de 24 anos, o popular “NELSINHO” que estava caído com varias perfurações por todo o seu corpo.
Nelsinho era usuário de drogas e segundo a família o corpo será velado na residência de sua mãe na rua Espírito Santo bairro Mutirão, quanto ao sepultamento ainda não foi confirmado o horário e o local. A mãe da vitima que havia perdido um outro filho em 2014 no interior paulista também vitima de assassinato.
Populares não quiseram gravar entrevista, mas segundo informações de testemunhas o Nelsinho se envolveu em uma briga na semana passada com um rapaz, que ainda não teve seu nome identificado.

Governo do Maranhão vai gastar até R$ 18,6 mil para comprar aparelhos iPhone 6

O Governo do Maranhão deve desembolsar até R$ 18,6 mil para comprar cinco iPhone 6 para a Casa Civil e para o gabinete do vice-governador, Carlos Brandão (PSDB).

São R$ 3.736,00 por unidade.

O pregão estava marcado para ocorrer no dia 8 de março, mas ainda não há informação oficial sobre qual foi o menor valor das propostas.

Segundo o governo, a dos iPhones “decorre da proveniência das aplicações no sistema operacional Android serem mais permissivas, possibilitando que um usuário desinformado seja ludibriado”.

“O modelo Android é mais suscetível à ocorrência de malwares e, para que as informações possam ser apagadas remotamente, faz-se necessária a aquisição de mecanismos de terceiros, o que no IOS é desnecessário, já que feito de maneira nativa. Quanto à segurança, o modelo que utiliza o sistema operacional IOS mostra-se mais robusto do que o modelo que utiliza o sistema Android”, diz o termo de referência disponível com o edital (leia a íntegra aqui).

A compra chama atenção porque o Executivo – como uma grande empresa – dispõe de diversos planos corporativos e, em tese, teria margens de desconto muito maior ao adquirir aparelhos usando bônus. Em alguns casos, os telefones poderiam sair até de graça.

Mas como o Maranhão vai bem, obrigado, em termos econômicos, uma extravagância de vez em quando não faz mal…

Fonte: Gilberto Leda

Francisco Nagib consegue 50 kits Negócios para o povo trabalhar nas ruas

“Esse programa veio para transformar as nossas vidas, nos dar mais ânimo para acreditar que podemos conquistar nossas próprias coisas por meio do nosso trabalho, mesmo que seja simples”. Essa foi a declaração da vendedora ambulante Raimunda Nonata da Silva, uma das beneficiárias do Programa “Mais Renda”, lançado pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), no final do ano de 2015.

Ciente da importância desse programa para o desenvolvimento do comercio informal, o prefeito Francisco Nagib esteve em São Luís e conseguiu 50 kits Kit Negócios, contendo fardamento oficial do programa “Mais Renda”, utensílios e equipamentos, como carrinhos adequados à venda de churrasco, cachorro-quente, salgados, ou ainda tendas, fritadeiras ou chapa a gás, a depender da finalidade da venda e que ajudarão a potencializar as atividades a serem desenvolvidas.

O prefeito fez o anúncio do benefício em um grupo de WhatsApp depois de ouvir do Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes) – Neto Evangelista, a garantia que seu pedido seria atendido.

Com o agravamento da crise financeira o comercio informal tem sido o meio encontrado para que muitas pessoas mantenham as necessidades de suas famílias, em Codó o número de pessoas que trabalham com esse tipo de comercio é grande e os kits Negócios conseguidos por Francisco Nagib vai oportunizar a inclusão socioprodutiva de cinquenta famílias em situação de vulnerabilidade social, por meio da inserção, organização e estruturação de pequenos empreendimentos, visando a ampliação da renda e a melhoria da qualidade de vida de pequenos empreendedores e de suas famílias.

Assista FLAMENGO X VASCO em um telão de 200 polegadas

Que tal assistir ao jogo FLAMENGO X VASCO em um super telão de 200 polegadas?

A Telão Show Locação dispõe do melhor e mais moderno telão da cidade para você não perder nem um lance desse grande clássico.

Temos um preço especial para esse jogo que vai acontecer neste domingo (26), às 18:30.

Contatos:

WhatsApp e Oi: 98857 4056

Número da Tim: 98110 3135

Governador dá início ao programa de dessalinização da água com adesão de 20 municípios

Na semana que se comemora o dia mundial da água, o governador Flávio Dino realizou, na tarde desta sexta-feira (24), um amplo evento com apresentação de programas que visam combater a escassez de água, a ocorrência de águas salinas e salobras em boa parte do Maranhão, além da a preservação dos recursos hídricos. Na solenidade, o governador assinou o termo de adesão de 20 municípios ao programa Água Doce no Maranhão e o lançou o programa ‘Maranhão Verde’, ações que garantirão água de qualidade para população maranhense.

O Programa Água Doce (PAD) é uma iniciativa do Governo Federal e chega ao Maranhão em parceria com o Governo do Estado, a fim de estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, através da implantação de sistemas de dessalinização ambiental para atender, prioritariamente, as populações de baixa renda em comunidade do semiárido.

O governador Flávio Dino defendeu: “chegou em boa hora uma vez que se agoniza a crise hídrica, como todos nós sabemos notadamente, no segundo semestre de cada ano, quando chega a escassez de chuvas e afloram as dificuldades concretas do nosso povo. Esse mecanismo de combate a água salobra por intermédio do programa Água Doce é um caminho essencial para que nós posamos, inclusive, ao experimentar e testar essa tecnologia, ampliá-la, uma vez que temos 30 unidades instaladas em 20 municípios”.

O secretário de Recursos Hídricos e Qualidade ambiental do Ministério de Meio Ambiente, Jair Tannús, participou do evento e apresentou o programa Água Doce e todos os impactos positivos que ele traz. “O programa é essencialmente voltado para a população rural do semiárido brasileiro e visa dessalinizar as águas salobras existentes nos poços artesianos que abastecem a população dessas comunidades. Então, é um programa de grande alcance social, que vai levar benefícios significativos para a população, melhorando a qualidade de vida, na medida em que melhora a saúde das famílias beneficiadas, já que vai ser oferecida uma água de qualidade sem os sais que tanto danos traz à saúde”, relatou o representante do Ministério do Meio Ambiente, ainda lembrando o êxito que o Programa tem tido em outros estados da federação.

O programa pretende beneficiar agricultores familiares, comunidades quilombolas e assentados de programas dos Governos Estadual e Federal.  Para a execução do Programa será destinado R$ 9.667.110,79 milhões que beneficiarão 2.250 famílias com a instalação de 30 sistemas de dessalinização. O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, explicou que três dessas 30 unidades implantadas, são sistemas mais completos.

“Dessas três unidades produtivas, vamos ter a produção de peixe, em tanques com o aproveitamento da água do dessalinizador que vem muito concentrado de sal e será aproveitado para produção de peixe, no caso, a tilápia. E, também, para a irrigação de uma erva chamada erva sal que serve para fenagem, feno para os ruminantes. Então tenho certeza que dessa forma vamos dar um condicionamento melhor para que a população do Maranhão possa evoluir ainda mais e ter mais qualidade de vida”, relatou o secretário.

Os prefeitos das 20 cidades assinaram o termo de adesão ao programa, para dar início a primeira fase do programa, com o diagnóstico da água da região. O prefeito de Aldeias Altas, Zé Reis, comemorou a adesão ao programa. “Para o nosso município foi muito importante, hoje com esse cuidado especial do Governo do Estado e Governo Federal vamos proporcionar para todos que vivem em Aldeias Altas uma vida melhor, porque agua é vida, agua é a razão da subsistência de qualquer ser humano. Então agradecemos essa grande iniciativa”, pontuou o prefeito.

Além de Aldeias Altas, o Programa abrange os municípios de Itapecuru, Pirapemas, Água Doce do Maranhão, Araioses, Primeira Cruz, Chapadinha, Codó, Timbiras, Coroatá, Caxias, São João do Sóter, Buriti, Vargem Grande, Tutóia, Santa Quitéria, Duque Bacelar, Afonso Cunha, Timon e Loreto.

Na oportunidade, o governador Flávio Dino também lançou o edital de chamada pública para a seleção de projetos visando a modernização e o fortalecimento das práticas pedagógicas, das escolas do campo, de formação por alternância.

Ainda participaram do evento os deputados federais Zé Carlos e Rubens Pereira Júnior, assim como o vice-governador Carlos Brandão e vários secretários de Estado.

Maranhão Verde

Na solenidade, o secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho, apresentou o programa ‘Maranhão Verde’, que pretende assegurar a preservação das nascentes dos rios. O projeto de lei que institui o programa foi assinado pelo governador na oportunidade e será encaminhado para a Assembleia Legislativa para aprovação.

“Estamos lançando o programa ‘Maranhão Verde’, que tem uma importância fundamental, até porque hoje o Maranhão tem grandes problemas hídricos, principalmente nos rios Itapecuru, Munim e Mearim. Vamos iniciar o programa trabalhando com a nascente do rio Itapecuru, que é berço nascedor de um dos principais rios do estado do Maranhão que hoje abastece São Luís e mais de 50 municípios em todo seu percurso”, explicou Marcelo Coelho.

Com o início pelas nas nascentes do rio Itapecuru, o programa garantirá apoio financeiro às famílias que vivem no curso do rio, que se disponham a ajudar na recomposição da vegetação das matas ciliares.

Vereador é acusado de assediar menor de idade

O vereador mais votados nas últimas eleições de Rosário, Carlos do Remédio (PCdoB), terá que se explicar à polícia.

De acordo com Boletim de Ocorrência encaminhado ao Blog do Luis Pablo, o parlamentar é acusado de assediar uma menina de 14 anos.

No documento (veja abaixo) registrado na manhã desta quinta-feira, dia 23, na Delegacia de Rosário, a mãe da vítima, que foi quem procurou a polícia, afirma que o vereador vinha mandando mensagem via WhatsApp tentando marcar uma encontro com a menor.

A mãe relata, também no Boletim, um “selinho” que teria sido dado a força pelo vereador em sua filha.

Carlos do Remédio é casado e sua esposa, ao tomar ciência da denúncia, chegou a procurar a vítima. Na ocasião, pediu para olhar as conversas no WhatsApp, as encaminhou para o celular dela e então apagou o resto da conversa.

A confusão na cidade é grande!

Fonte: Luispablo

Superintendente Pedro Belo participa de importante reunião sobre o Projeto Salangô

Planejado para ser o maior projeto de irrigação do Estado do Maranhão e um dos maiores do país, o Salangô ainda no início de sua construção, foi tomado pela corrupção e desvios de recursos. Dados colhidos pelo Tribunal de Contas da União (TCU), Ministério Público e pela Corregedoria Geral do Estado mostraram que o rombo chegou à quantia de quase R$ 70 milhões de reais, valor liberado para o projeto.

Depois de mais de 30 anos de descaso, a história do Projeto Salangô está tomando um novo rumo. A mudança está acontecendo graças ao Governo do Maranhão que vem realizando obras no local em um grande trabalho revitalização, iniciada no ano de 2015. Apenas em 2016, foram investidos R$ 2.790.885,48 em reformas e manutenção de equipamentos, além de infraestrutura de acesso.

Reunião no Palácio Henrique de La Rocque

Nesta quinta-feira uma importante reunião para discutir o projeto aconteceu no Palácio Henrique de La Rocque, e contou com a presença do vice Governador Carlos Brandão, do Superintendente de Reordenamento Agrário e Desenvolvimento Territorial – Pedro Belo, do Prefeito de São Mateus – Miltinho Aragão prefeito de São Mateus, presidente do Itema – Margareth Teixeira Mendes, e de outras autoridades.

Pedro Belo destacou a importância do Projeto Salangô para o Maranhão, o Superintendente afirmou que os investimentos que estão sendo feitos no local é um grande passo para o desenvolvimento da agricultura do estado.

“Atualmente, no Projeto Salangô, os agricultores plantam melancia, melão, milho verde, maracujá, maxixe e quiabo, além do arroz. O governo do Maranhão pretende em 2017 aumentar o investimento no local, aumentando assim a produção que deverá contar também com o cultivo de hortifrútis. Os investimentos que estão sendo feitos pelo atual governo no Projeto Salangô é sem dúvida um grande passo para o desenvolvimento e fortalecimento da agricultura do estado do Maranhão”, afirmou Pedro Belo.

Regularização fundiária

Cada agricultor receberá o incentivo do governo, com kit de irrigação para um hectare dos quatro a que cada um terá direito, após a finalização do processo de regularização fundiária no perímetro, que está a cargo do Instituto de Terras e Colonização do Maranhão (Iterma), que vem discutindo o processo com as associações de assentados.

“Sabemos que o sonho de cada agricultor do Projeto Salangô é ter o título da sua terra, para trabalhar e buscar recursos. Nosso objetivo é garantir que cada um tenha seu lote, dentro do que diz a lei”, explica a presidente do Itema, Margareth Teixeira Mendes.

Assistência técnica

O governo do Maranhão também dará apoio aos agricultores na comercialização dos produtos, ainda haverá a ampliação da assistência técnica, que será executada pela Sagrima em parceria com a Agência Estadual de Pesquisa e Extensão Rural (Agerp), que é comandada por Júlio César Mendonça Correa.

Aonde foram parar os R$ 20 milhões conseguidos por Francisco Nagib no final do ano passado?

Prefeito eleito Francisco Nagib, deputado federal João Marcelo e o empresário Chiquinho Oliveira

Menos de 10 dias após ter sido eleito prefeito de Codó, o empresário Francisco Nagib teria ligado para o Deputado João Alberto solicitando uma significativa ajuda para o município que passaria a administrar a partir do primeiro dia do ano de 2017. O parlamentar garantiu que se reuniu com a bancada federal maranhense e teria sensibilizado os deputados João Castelo (PSDB) e Alberto Filho (PMDB) para que os três indicassem R$ 20 milhões de suas emendas para a implantação e ampliação de um sistema de abastecimento de água no município.

“A falta de saneamento básico é um dos problemas mais graves de Codó. A indicação de recursos de R$ 20 milhões em emendas vai beneficiar a população que hoje tanto sofre com a falta de água e com um sistema precário de esgoto”, disse João Marcelo na época.

Mas cadê os R$ 20 milhões?

A notícia foi anunciada nos quatro cantos do Maranhão como sendo a “galinha dos ovos de ouro” do então prefeito eleito Francisco Nagib. O investimento que seria feito com esse importante recurso era sem dúvidas um dos maiores da história de Codó e comprovaria que o jovem prefeito se transformaria rapidamente em dos políticos mais influentes do estado, pois sem mesmo assumir o mandato já estava mostrando que gozava de uma grande amizade com os deputados maranhenses.

No entanto tudo não passou de uma grande jogada de marketing de Francisco Nagib e João Marcelo, que juntos planejaram essa grande MENTIRA que tinha o único intuito de se PROMOVEREM POLITICAMENTE as custas de enganar o povo de Codó. O Blog do Marco Silva fez uma pesquisa minuciosa no site do congresso nacional e descobriu que para o ano de 2017 nenhuma emenda parlamentar com destino ao município de Codó foi apresentada pelos três parlamentares, o que chegou mais perto foi o Deputado Federal Alberto Filho que destinou para a vizinha cidade de Timbiras-MA uma emenda no valor de R$ 1 MILHÃO que deverá ser aplicado na Estruturação de Unidades de Atenção Especializada em Saúde.

O prazo para os deputados e senadores apresentarem emendas à proposta orçamentária de 2017 se encerrou no dia 20 de outubro de 2016, portanto Codó NÃO receberá R$ 20 milhões como haviam prometido Francisco Nagib e João Alberto.

Quem diabos é João Marcelo?

João Marcelo Santos de Souza, mais conhecido como João Marcelo de Souza é um psicólogo e político brasileiro. Ele foi secretário de Juventude (1990–1991) quando seu pai João Alberto era governador do Maranhão.

Vale lembrar que João Marcelo é o mesmo que recebeu o apoio de Francisco Nagib e de Chiquinho Oliveira na última eleição em Codó. O político nunca enviou nenhum centavo para Codó desde que foi eleito deputado federal.

error: O conteúdo está protegido !!