Rodrigo Figueiredo e Ribamar Oliveira acompanham chegada de novas vacinas em Codó

Mais uma remessa de vacinas para combater a Covid-19 chegou em Codó. Os novos imunizantes chegaram na manhã desta quarta-feira (24) e foram recebidos pelo vereador Rodrigo Figueiredo, pelo Secretario de Administração, Ribamar Oliveira, e pelo Secretário de Saúde, Dr. Mário Braga.

O novo lote de vacinas foi enviado pelo Governo do Estado. De acordo com Rodrigo Figueiredo, será utilizado na aplicação da segunda dose de vacinação de comunidades quilombolas, idosos acima de 80 anos e nos profissionais de saúde.

“Participamos da entrega de mais vacinas em Codó para combate da Covid-19. É importante destacar que esse novo lote recebido é referente a segunda dose da vacinação para a comunidade quilombola, para os idosos acima de 80 anos e para os profissionais de saúde, a quem nós estendemos nossos parabéns por tanto empenho que eles têm tido no combate a essa terrível doença”, explicou o vereador.

A vacinação contra o novo coronavírus em Codó está seguindo o protocolo determinado pelo Ministério da Saúde.

“Só fizeram mídia com três tratores aqui depois foram embora”, reclama agricultor da Bacabinha

A produção de milho e feijão na comunidade Bacabinha, zona rural de Codó, poderá ficar comprometida após o governo de Zé Francisco não cumprir com a promessa feita aos trabalhadores da região.

Campo de produção esperando as máquinas da Prefeitura de Codó

De acordo com denúncias enviadas ao Blog do Marco Silva, a Secretaria de Agricultura não cumpriu com a promessa de aradar as áreas onde os trabalhadores do campo plantam milho e feijão. A produção de mandioca, segundo eles, já foi comprometida.

“Prometeram que iam continuar aradando campo dos Agricultores da bacabinha. Todos os governos anteriores Sempre fizeram isso (…). Plantamos milho, feijão e mandioca. Mas o plantio de mandioca já está comprometido fora de tempo”, disse um dos trabalhadores.

Os agricultores também revelaram que o prefeito de Codó e sua equipe de governo estiveram no local apenas para fazer propaganda com as maquinas da Prefeitura de Codó. O trabalho teria sido feito em apenas dois campos de produção.

“Fizeram uma reunião com prefeito e toda sua equipe só fizeram mídia com três tratores aqui depois foram embora e nunca mais vieram aqui só aradarao uns campo de umas duas pessoas os outros compraram óleo esperando já têm mais de 1 mês que o trator foi embora já tá passando o tempo de plantar”, lamentou.

Procurado por nossa equipe de reportagem, o prefeito Zé Francisco (PSD) não respondeu nossas mensagens até o fechamento desta matéria.

Há menos de dois meses no cargo, prefeito de Codó prioriza gastos com propaganda

O novo governo de Codó, que tem à frente o prefeito Dr Zé Francisco parece estar mais perdido que cego em tiroteio. Sua comissão de licitação parece que nunca trabalhou no setor e mete os pés pelas mãos. Com tantas necessidades no município como merenda escolar, compras de medicamentos dentre outros, Zé Francisco ou não tá tendo pulso firme com a coisa ou tá fazendo errado porque quer.

Na última sexta-feira dia 19/02 ocorreu um pregão eletrônico para contratação de equipamentos de filmagem para propaganda do governo. Para começar, isso é doideira das grandes. Primeiro, porque o processo foi feito totalmente errado. Não foi tornado público, como manda a lei federal, que exige a publicação do chamamento em jornal de grande circulação, ou pelo menos ser publicado no Diário Oficial do Estado.

Segundo, porque de que adianta contratar produtora se ela não poderá realizar contratos com as midias para divulgação, como canais de TV ou rádio?

Terceiro, porque esse tipo de serviço, produção em audio e vídeo, já é composto por processo licitatório de contratação de agência de publicidade e propaganda, ou seja, a prefeitura contrata a agência e a agência terceriza com as produtoras e gráficas, além de estar apta para contratar emissoras de rádio e TV para divulgação das ações da gestão municipal.

O que diz lei?.

LEI Nº 12.232, DE 29 DE ABRIL DE 2010. Dispõe sobre as normas gerais para licitação e contratação pela administração pública de serviços de publicidade prestados por intermédio de agências de propaganda e dá outras providências.

Pela o andar da carruagem, o Ministério Público terá pela frente muito serviço em Codó.

Com informações do Blog do Caio Hostilio

Rodrigo Figueiredo participa de reunião com agricultores de 13 comunidades de Codó

Cerca de 60 agricultores de 13 localidades se reuniram com representantes do governo municipal para tratar de benefícios e ações que serão implantadas em comunidades de Codó. O encontro ocorreu no Salão Nobre da Prefeitura e contou com a participação do vereador Rodrigo Figueiredo, do Secretário de Agricultura, Antônio Zaidan, e do Secretário de Governo, Pedro Belo.

O vereador Rodrigo Figueiredo destacou positivamente o encontro e parabenizou o governo do prefeito Zé Francisco pelas ações que vão beneficiar os agricultores do município.

“Participamos de uma importante reunião com cerca de 60 agricultores de 13 localidades do município de Codó. Debatemos diversos assuntos importantes, uma reunião bastante produtiva, onde pudemos constatar a preocupação do governo municipal, através da Secretaria de Agricultura, em prestar o melhor serviço possível para esses agricultores, com toda assistência técnica e ajuda necessária para desenvolvimento da agricultura codoense”, destacou.

Zé Francisco pretende gastar quase R$ 2 milhões com propaganda de seu governo

O prefeito de Codó, Dr. Zé Francisco, (PSD) pretende gastar quase R$ 2 milhões com campanha publicitária para divulgar ações de seu governo.

Na contramão da legislação brasileira que determina a divulgação dos atos e decisões administrativas, a Prefeitura de Codó realizou, na manhã da última sexta-feira (19), sem qualquer publicidade, o pregão presencial para contratar a empresa que vai produzir o material publicitário do governo municipal.

De acordo com o edital de licitação, a previsão é de que sejam gastos até R$ 1.707.831,67. O governo, por exemplo, vai pagar R$ 124 mil pelo aluguel de filmadoras e R$ 170 mil por edição de imagem. Confira abaixo a relação completa

Ainda não há informações de qual empresa ganhou a licitação. Procurado, o prefeito Zé Francisco não respondeu nossas mensagens até o fechamento desta matéria. 

CLIQUE AQUI E VEJA NA ÍNTEGRA O EDITAL DE LICITAÇÃO

“Mais uma vez o prefeito mentiu”, desabafa servidor da saúde com salário atrasado

Imagem ilustrativa

Funcionários contratados para trabalhar no setor da saúde do governo de Zé Francisco (PSD) continuam com seus salários atrasados. A informação foi confirmada por um cidadão codoense que trabalha no Hospital Geral Municipal (MA).

O trabalhador relatou ao Blog do Marco Silva que está passando necessidades por causa do atraso de 24 dias do salário de janeiro e chamou o prefeito de Codó de mentiroso por ter garantido por duas vezes (aqui e aqui) que faria o pagamento.

“Marco Silva. Favor não gostaria de ser identificado. Mais uma vez o prefeito mentiu. Terça-feira foi mais um dia sem nada nas contas dos servidores da saúde. É a segunda vez que ele promete que estaria na conta e não tem nada. Pelo amor de Deus Zé Francisco nós estamos passando dificuldades. Pague nossos salários”, desabafou.

Procurado por nossa equipe de reportagem, o prefeito não respondeu nossas mensagens até o fechamento desta matéria.

Codoenses não estão conseguindo resolver problemas do Bolsa Família na Secretaria de Assistência Social

O Blog do Marco Silva recebeu várias reclamações sobre as dificuldades que os codoenses estão encontrando para solucionar problemas do Bolsa Família na Secretaria Municipal de Assistência Social.

As denunciantes alegam que desde o início do ano o governo municipal não está solucionando os problemas relacionados ao Bolsa Família. “Tive meu beneficio do Bolsa família bloqueado e quando vou na secretaria eles dizem que é pra passar depois, pois ainda não estão mexendo com o bolsa familia”, revelou uma dona de casa.

Outra beneficiária do programa revelou que funcionários da Secretaria de Assistência Social alegaram que não podem resolver problemas do Bolsa Família por falta de internet.

“Bom dia faz dia que eu vou no cras i na secretaria de assistência social i la eles mim fala la que não ta funcionando por falta de internet queria que vc si enformace porque la não esta ainda funcionando porque as pessoas precisa fazer o cadrastamento do bolsa família i nao tem nada funcionando ainda”, reclamou.

Procurado por nossa equipe de reportagem, o prefeito Zé Francisco (PSD) não respondeu nossas mensagens até o fechamento desta matéria.

Escolas não possuem internet e impressoras para início do ano letivo em Codó

Por causa da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Codó adotou o Estudo Remoto Emergencial (ERE) para dar cobertura aos estudantes da rede pública municipal enquanto as escolas continuam fechadas.

A ideia do governo de Zé Francisco (PSD) era considerada positiva por professores e pais dos estudantes. No entanto, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Codó – SINTSERM, as escolas não possuem estrutura adequada para o começo do ano letivo, que inicialmente vai ocorrer de forma remota. Confira abaixo

ERE (Estudos Remotos Emergenciais) em Codó começam sem as mínimas condições estruturais. Além dos professores custearem este formato de ensino a exemplo do que ocorreu o ano passado, a maioria das escolas não dispõem de internet e nem mesmo de impressora e/ou máquina de xerox

SINTSERM-CODÓ.

Agende a sua consulta online com a nutricionista Erly Bayma em Codó, Timbiras ou Coroatá

A nutricionista Erly Bayma é especialista em cuidar das pessoas, através da atenção nutricional. A profissional é responsável por levar a informação aos seus pacientes sobre a importância da ingestão correta de nutrientes e organizar o dia a dia das pessoas com alimentos que se encaixam na individualidade de cada um, para que façam escolhas saudáveis, melhorando diversos aspectos da vida, proporcionando uma melhor qualidade de vida e bem-estar.

Aproveite a promoção! Agende a sua consulta através do WhatsApp e obtenha um preço especial com atendimento em domicílio. Ao solicitar o seu agendamento a nutricionista fará contato com você e marcar o horário mais adequado para sua consulta nutricional.

Confira os contatos:

E-mail: netinha_bayma@hotmail.com

Cel : (86) 99967-7247 / (99) 98265-6334

Instagram: erlybaymaa

Procon/MA investiga possível abuso no aumento de preços pela Petrobras e cobra providências à Senacon

O Instituto de Proteção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon/MA) oficiou à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), na segunda-feira (22), solicitando providências sobre o aumento de preços dos combustíveis e gás de cozinha realizados pela Petrobras nos últimos meses. A ação é parte de apuração sobre a ocorrência de prática abusiva pela empresa e inclui a notificação e verificação de postos e revendedores no estado.

Nos últimos onze meses, o crescimento dos preços da gasolina foi de 23% (Foto: Divulgação)

“Para analisar a possível prática abusiva de elevação de preços e lucros da Petrobras, nossa equipe já começou apuração e estou oficiando à Secretaria Nacional do Consumidor, do Governo Federal, com o mesmo objetivo”, explicou a presidente do Procon/MA, Karen Barros.

Ligada ao Governo Federal, a Senacon é responsável pela gestão da Política Nacional das Relações de Consumo.

Valores

De acordo com o Procon/MA, desde 2017, quando a Petrobras adotou uma política em que os preços são atrelados ao mercado internacional, o aumento da gasolina comum no Maranhão até agora foi superior a 50%. Só nos últimos onze meses, o crescimento dos preços foi de 23%, chegando a patamares de R$5,20 a R$5,36.

O órgão estadual, que se baseou nos relatórios apresentados pela Petrobras, constatou que a empresa saltou de um resultado negativo de R$ 446 milhões, em 2017, para um lucro de R$25,7 bilhões, em 2018.

Em 2020, apesar da redução da circulação geral, a empresa apresentou lucro bruto no primeiro trimestre de R$ 31,6 bilhões.

Investigação

De acordo com a presidente do Procon/MA, a elevação de preços e aumento de lucros apresentam-se como indícios de práticas abusivas previstos no Código de Defesa do Consumidor.

“Também apuramos localmente a ocorrência de práticas abusivas, e postos de combustíveis e revendedores de gás de cozinha que estiverem incorrendo em irregularidades serão penalizados nos termos do CDC”, completou a presidente.

Denúncias ao órgão podem ser realizadas através do site: www.procon.ma.gov.br, aplicativo PROCON MA, telefone 151, ou através das redes sociais do instituto no Facebook, Twitter ou Instagram (@proconmaranhao).