Maranhão se torna o estado com melhor desempenho no combate à Covid-19 no Brasil

O Maranhão ocupa a primeira posição em índice de melhor desempenho no combate à Covid-19, segundo pesquisa nacional divulgada pelo Centro de Liderança Pública (CLP). O estudo avaliou as 27 unidades federativas do Brasil. A pesquisa foi encerrada em 28 de julho.

Hospital Genésio Rêgo (Foto: Julyane Galvão)

No Ranking Covid-19, o estado do Maranhão atingiu a nota 25,31. A pesquisa adotou nove critério de avaliação: proporção de casos confirmados, evolução logarítmica de casos e porcentual de mortalidade da Covid-19 e de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG); as notas de transparência do combate à Covid-19 elaboradas pela Open Knowledge Brasil, bem como dados de isolamento social do Google. Quanto maior a nota final, pior é o desempenho dos estados no enfrentamento à pandemia. O Distrito Federal apresentou pior desempenho e lidera o ranking da pesquisa. 

O secretário de Estado da Saúde do Maranhão e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) lembra que todos os esforços estão sendo realizados para evitar o avanço da Covid-19 no estado. Segundo o gestor, mais de 260 mil testes foram aplicados, sendo 121.581 casos confirmados até 1º de agosto. O número de recuperados é 10 vezes maior do que o de pessoas que estão doentes com Covid-19. No dia 1º de julho, o número de novos casos era de 2.805. Em 31 de julho, o estado contabilizou 1.399, mostrando a tendência de queda de novos casos da doença.  

“Aos poucos o Maranhão alcança a estabilização da pandemia. Entretanto, manter-se vigilante ainda é necessário para o enfrentamento dessa impiedosa doença. Por isso, mais uma vez, peço que confiem na ciência, escutem os profissionais de saúde: mantenham as regras de distanciamento social, usem máscaras e evitem aglomerações. Continuamos trabalhando dia e noite para reduzir os impactos da pandemia em nosso estado”, destacou o secretário Carlos Lula. 

De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão, o estado registou redução no número de internações por complicações da Covid-19. Atualmente, 478 pessoas estão internadas. Anteriormente, no pico da pandemia, o estado chegou a ter 1.700 pessoas internadas na rede estadual. 

A ocupação de leitos de UTI no estado está em 43,94% e a taxa de ocupação dos leitos clínicos é de 28,15%, mesmo após o encerramento gradual de leitos exclusivos na capital e no interior. 

O Maranhão iniciou o mês de agosto com taxa de letalidade da Covid-19 em 2,49. Esse mesmo indicador chegou a 10,67, em abril. Já em relação ao contágio, de acordo com os pesquisadores do projeto Covid-19 Analytics, da PUC-Rio e da FGV, o Maranhão continua com uma taxa do que 1 há mais de 40 dias.  

Quando a taxa é superior a 1, cada contaminado transmite a doença para mais de uma pessoa, logo o vírus ainda avança. Quando é abaixo de 1, a tendência é que os novos casos comecem a cair.

Ascom

Evento evangélico reúne multidão, pré-candidata e gera revolta em Codó: “Acabou a pandemia?”

Mesmo com 3638 casos confirmados e 74 mortes provocadas pela Covid-19, membros da igreja Assembleia de Deus decidiram promover um grande evento na zona rural de Codó sem cumprir as recomendações das autoridades sanitárias para evitar a propagação do novo coronavírus.

O evento realizado em plena pandemia da Covid-19 reuniu uma multidão, incluindo a pré-candidata a vereadora Nalvinha Mesquita, que patrocinou a celebração e distribuiu presentes para os participantes. Fotos compartilhadas nas redes sociais mostram que a festa causou uma grande aglomeração no povoado Canto do Coxo, zona rural do município.

Uma moradora da região que preferiu não se identificar relatou ao Blog do Marco Silva que o evento aconteceu durante todo o dia sem qualquer preocupação dos organizadores. “Teve muita aglomeração durante todo o dia. Com esse coronavírus, não dá para ficar desse jeito, com muitas pessoas no mesmo local. Será que acabou a pandemia?”, declarou revoltada.

Também é possível ver nas imagens que nenhuma das pessoas utilizavam máscaras e aparentavam estarem mais preocupadas em aproveitar o evento religioso do que em se protegerem do coronavírus, que ainda circula em Codó.

Polícia usa spray de pimenta para acabar com “baladinha” no Buteco Bar em plena pandemia

Policiais militares tiveram que usar spray de pimenta para dispersar um grupo de pessoas que estavam se aglomerando durante uma “baladinha” que ocorria no Buteco Bar, na madrugada deste domingo (02), em Codó, no interior do Maranhão.

O barzinho, que é alvo constante de reclamações por causa dos desrespeitos as recomendações das autoridades sanitárias, estava lotado e foi constatado que o proprietário não estava demostrando qualquer preocupação em evitar a aglomeração.

Segundo testemunhas, os policiais deram ordens de dispersão, mas não foram atendidos. Após resistência e xingamentos por algumas pessoas, os militares precisaram utilizar spray de pimenta nos participantes.

Foi constatado que além de descumprirem o Decreto que impede a aglomeração de pessoas para evitar a propagação do coronavírus, os envolvidos não usavam máscaras, medida sanitária estabelecida pelo município.

Câmara de Codó realiza audiência pública para criação de rede preventiva contra queimadas

A Câmara Municipal de Codó realizou nesta quarta-feira audiência pública para tratar sobre a rede preventiva contra queimadas. “É importante unirmos as autoridades municipais em torno do problema e discutir as melhores soluções e acabar com as queimadas e os transtornos e problemas decorrentes dessa prática”, alertou o prefeito Nagib.

O debate contou com a presença do Prefeito Francisco Nagib, do Comandante da 15ª Companhia Independente de Bombeiros Militar, Capitão Wilson Belo, Polícia Militar e vereadores. “Mostramos que já existem legislações estaduais e também decreto federal que proíbem o uso do fogo para esses fins. Também tratamos sobre as doenças respiratórias causadas pelas queimadas”, comentou Capitão Belo.

Dentre os temas, as queimadas no lixão da cidade e as doenças respiratórias recorrentes foram abordadas e discutidas. A ação da Polícia Militar também será mais efetiva para quem descumprir a lei e realizar queimadas. “A Polícia Militar seguirá nesse trabalho em parceria com todos os órgãos competentes e conduzir qualquer ocorrência até a delegacia”, afirmou o comandante da PM, Johnny Almeida. 

Segundo o Presidente da Câmara, vereador Leonel Filho, a audiência pública teve a função de criar soluções e divulgar à comunidade as providências sobre o problema. “Uma reunião muito produtiva, com a participação do prefeito e demais autoridades, com o objetivo de unir forças e solucionar o problema do lixão e dessas queimadas. A união do Legislativo, Executivo, Polícia e Bombeiros, dentre outras autoridades competentes, só quem ganha é a sociedade”, concluiu o presidente da Câmara Leonel Filho.

Ascom – CMC

OPORTUNIDADE! Vende-se uma linda chácara próximo ao IFMA

Foi colocado à venda uma linda chácara em Codó. O local, que fica próximo ao IFMA, conta com piscinas (para crianças e adultos), área de lazer para eventos, campo de futebol, parque de vaquejada, casa avarandada para família e área grande para plantio.

Os interessados em adquirir a chácara poderão entrar em contato através dos telefones: (99) 9 9954 5750 ou (99) 9 8189 7942.

Maranhão é o Estado do Nordeste que mais preservou empregos na pandemia

No primeiro semestre de 2020, marcado fortemente pela pandemia de coronavírus, o Maranhão foi o Estado do Nordeste que mais conseguiu preservar o emprego com carteira assinada. E também foi um dos que se destacaram levando em conta o Brasil todo. 

Tanto em junho (o período mais recente disponível) como na primeira metade do ano, o Maranhão liderou o desempenho na região nordestina.

De acordo com dados do Governo Federal, o Maranhão criou 3.907 empregos em junho. No Nordeste, o segundo lugar ficou com o Rio Grande do Norte, com menos da metade do resultado maranhense: 1.746 novas vagas formais. 

Em relação ao Brasil todo, o Maranhão teve o quarto melhor desempenho em junho. 

Semestre

Nos seis primeiros meses do ano, o Maranhão também alcançou o melhor desempenho do Nordeste. Somada, a região inteira fechou 258.882 empregos com carteira no semestre. 

O Maranhão registrou a perda de 2.212 postos formais. Ou seja, a cada 117 empregos perdidos no Nordeste, um deles foi no Maranhão. 

O segundo Estado que mais preservou empregos na região foi o Piauí, com perda de 8.754 vagas. Ou seja, quatro vezes mais fechamentos que o Maranhão. 

Os Estados mais afetados na região foram Bahia (queda de 60.391) e Pernambuco (queda de 67.896). 

Brasil

Entre todos os 26 Estados e o Distrito Federal, o Maranhão teve o sétimo melhor desempenho no primeiro semestre. O pior desempenho ficou com São Paulo, que teve perda de 364.470 empregos com carteira assinada.

Ascom

Idosa de 87 anos é suspeita de matar filho a golpes de picareta em Imperatriz

O crime bárbaro que chocou os moradores do bairro Bacuri, em Imperatriz, aconteceu nessa madrugada (01). Segundo a polícia, Adão Conceição Carvalho, de 46 anos, dormia quando foi brutalmente assassinado com golpes de picareta. A principal suspeita de cometer o crime é a própria mãe, uma idosa de 87 anos que não teve o nome divulgado mas foi presa em flagrante.

“Foi apresentada uma picareta sem cabo, com cerca de 28 a 30 centímetros de uma ponta a outra, mas só o trabalho pericial dirá o peso e dimensões exatas. Os peritos já iniciaram os trabalhos de verificação de compatibilidade das lesões com o instrumento apresentado, suas condições de manuseio e objetos arrecadados”, disse o delegado plantonista que fez o flagrante, Carlos Andrade.  

Os ferimentos atingiram principalmente o pescoço e a cabeça de Adão, mas não houve tempo de socorrê-lo. Na casa onde aconteceu o crime, dormiam além do filho assassinado e da mãe, a mulher dele, que já prestou depoimento à polícia. A idosa de 87 anos, segundo os parentes, faz uso de medicação controlada e sofre de mal de Alzheimer, mas a família não apresentou nenhum laudo ou documento que ateste a doença. O delegado já solicitou exames para saber se ela tem condições de responder pelos próprios atos.

“Apesar da prisão em flagrante, a autoria segue em apuração. Estou agilizando a comunicação da prisão para que a autoridade judiciária avalie a regularidade da prisão e eventual manifestação ao Ministério Público sobre a necessidade de prisão preventiva. Espero que seja rápida a deliberação do juiz acerca da possibilidade de concessão de liberdade porque se trata de uma idosa de 87 anos, presa em situação de pandemia”, detalhou Carlos Andrade sobre a prisão.

Autoria

Segundo a polícia, a idosa não negou nem afirmou a autoria do crime. Contou que foi chamada pela nora para ver o estado em que o filho estava, coberto de sangue, mas se mostra confusa, disse que não sabe como ele morreu. A mulher de Adão relatou que acordou com o barulho da ação praticada pela suposta autora, a mãe da vítima.

“A mulher dele (vítima) diz que a viu agindo e a idosa por sua vez não dá o menor sinal ou consegue acusar quem quer que seja. O trabalho pericial vai verificar a compatibilidade das lesões com o instrumento supostamente usado, vamos fazer a oitiva de vizinhos e um aprofundamento da pesquisa sobre as relações da vítima com a mãe, a mulher e outras pessoas. Cada caso apresenta seu próprio grau de evidência e, quando o delegado decide fazer a prisão em flagrante, ainda que sob informações preliminares, é o suficiente para a imposição da prisão em flagrante”, explicou o delegado.

Com informações de O Imparcial

Moto é recuperada pela Polícia Militar próximo na zona rural de Codó

Por volta das 17h30 desta sexta-feira(31/07) a guarnição do KM-17 foi acionada por populares, estes informaram que dois indivíduos armados e em uma motocicleta branca, haviam tomado de assalto uma caixa de som e um celular no Povoado Matões , que fica próximo a outro povoado conhecido como “Boca de Fogo”.

Ao chegar ao local da ocorrência, a equipe localizou a motocicleta abandonada. Os indivíduos, ao avistarem os policiais se aproximando, fugiram em direção a um matagal, foram realizadas buscas, mas não foi possível localizar os mesmos.

A equipe policial encaminhou a motocicleta para a 4ªDRPC, para que fossem tomadas providências cabíveis.

ASSCOM 17ºBPM

Secretário Jefferson Portela comanda Operação Integrada Caxias Segura

Dando prosseguimento nas ações pela segurança pública, iniciou na noite desta sexta-feira (31), às 19h, a Operação Integrada Caxias Segura. A operação conta com as ações das Polícias Civil, Militar e do Corpo de Bombeiros.

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, iniciou a operação, juntamente com demais comandantes, delegados e policiais. A ordem é combater as ações criminosas de forma geral.

“Iniciamos na cidade de Caxias a Operação Caxias Segura, onde a exemplo faremos em demais cidades do Estado. É uma operação padrão a ser desenvolvida todo ano, para afastar as organizações criminosas violentas, quer sejam nacionais ou internacionais. É uma operação que tem a marca forte e o reforço de todas as unidades do Estado e as unidades locais. Caxias segura assim como todo o Maranhão”, afirmou o secretário.

Participam da operação, o Comandante da Polícia Militar, Cel Pedro Ribeiro; Comandante do CPAI-4, Cel Alexandre Brito; delegado geral da Policia Civil, Leonardo Diniz; Cmt do 2º BPM, Ten Cel Jurandy; Maj Mauro, Cmt do 5º BBM e demais autoridades policiais.

ASCOM-2º BPM

Confira as farmácias de plantão no mês de agosto em Codó

A Prefeitura de Codó, por meio da Vigilância Sanitária, divulgou a lista com a escala das farmácias e drogarias que vão estar de plantão para o atendimento à população 24 horas por dia no mês de agosto de 2020. 

A medida visa o cumprimento do Artigo 56 da Lei Federal 5.991 que prevê a obrigatoriedade de plantões em farmácias e drogarias, por meio do sistema de rodizio.

Maranhão reduz mortes por coronavírus e aumenta geração de empregos, aponta levantamento nacional

Em meio ao cenário de prejuízos causados pela pandemia do novo coronavírus, o Maranhão está entre os estados do país que teve queda nas mortes pela doença, segundo levantamento nacional. O estado apresentou 33% de redução nos óbitos, apontam dados de pequisa do G1/Consórcio de Veículos de Imprensa. Paralelamente, é o primeiro do Nordeste e o quarto estado do país na geração de empregos, segundo o Governo Federal, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Outro dado positivo se refere aos leitos para atendimento da doença, com apenas 46% ocupados, que significa alta na oferta de leitos para outros atendimentos. 

“Isso significa a confirmação de uma trajetória conquistada arduamente, e faço o convite para que continuemos com a atitude que tivemos até aqui, com menos danos que em outros locais. É um  indicador altamente relevante e que levamos alguns meses para conquistar. A expectativa é que essa curva continue declinante para agosto”, pontuou o governador Flávio Dino em coletiva de imprensa pelas redes do Governo do Estado, na manhã desta sexta-feira (31). 

A tendência de redução se repete ainda na utilização dos leitos exclusivos para coronavírus. A ocupação destes leitos está em apenas 46%, representando alta oferta destes, disponibilizados para outros procedimentos que a rede estadual de saúde atende. “Com isso, pode-se pensar na plena retomada destes leitos para outros atendimentos médicos”, reforça o governador.

A queda reflete também no setor da economia. Em levantamento do Governo Federal, por meio do Caged, referente a junho, o Maranhão teve a maior geração de empregos formais do Nordeste e é o quarto do Brasil em maior geração de empregos, com 3.907 postos de trabalho gerados. “Queremos que o Brasil vença as dificuldades, e o Maranhão em particular. Nosso governo apoia o empreendedorismo e em nome dessa geração de empregos, precisamos cumprir as normas sanitárias vigentes”, alerta o governador. 

O governador ressaltou que o Estado está em um processo de abertura econômica, iniciado em maio. São quase R$ 2 bilhões de investimentos em andamento no Maranhão, o que significa milhares de empregos, citou o governador. “Estamos conseguindo avançar na flexibilização da economia, conforme atesta o Governo Federal”, reforça. Dino lembra que a medida foi corajosa e bastante criticada. “Porém, sustentamos essa posição e os resultados positivos estão aqui”, enfatizou.

Flávio Dino lembrou a impossibilidade, no cenário atual, da promoção de eventos que causem aglomerações e que estes serão fiscalizados pelos órgãos competentes. “Este não é o momento ainda. O que se discute aqui é o cumprimento das normas sanitárias. É um processo contínuo. Estamos analisando tecnicamente pleitos diversos e veremos o que é razoável liberar”, informou. 

No esporte, os procedimentos são pactuados entre a Secretaria de Estado de Desportos e Lazer (Sedel) e as agremiações esportivas. Dino ressalta que estão mantidos pagamentos referentes às leis de incentivo ao esporte. 

Na educação, o governador pontuou a proposta tratada com a comunidade escolar e gestores do retorno das aulas no dia 10 de agosto, para alunos 3º ano do Ensino Médio. O prazo foi alterado, devido solicitação de pais e comunidade escolar. “Tivemos um fato novo, não de ordem sanitária, mas de insegurança das famílias dos estudantes. Insegurança essa que foi justificada e é compreensível. Portanto, vamos aguardar um pouco mais para este retorno”, informa o governador. O cronograma da rede pública de ensino se mantém com as aulas não-presenciais (vídeos, rádios e internet). 

Para a rede escolar privada, a orientação do governador é que as possibilidades sejam avaliadas entre a escola e as famílias; e no município, fica a critério do gestor municipal, diante da avaliação das condições. Dino lembra que, por se tratar de relação de consumo, havendo retorno, haverá também fiscalização dos órgãos competentes, para constatar o cumprimento das normas sanitárias. “Vamos nos proteger do coronavírus até que a ciência encontre uma vacina e consigamos debelar essa doença”, concluiu Flávio Dino.

Ascom