(02) – FATOS E PERSONAGENS QUE ENALTECEM A HISTÓRIA DE CODÓ

Dando prosseguimento ao escrito que leva o título a cima, relatamos a seguir:

  • A BIBLIOTECA PÚBLICA DE CODÓ. Foi criada na gestão do Prefeito Sebastião Archer, sob a denominação “Dr. Paulo Ramos”, em homenagem ao maranhense nascido em Caxias e que foi Interventor do Maranhão durante a Ditadura Vargas. Este espaço importante para a leitura dos estudantes e quem assim o pretender, foi oficializado, conforme Lei sancionada em 23 de abril de 1940. Na administração do prefeito Moisés Reis (1970-1973), foi alterado o nome da Biblioteca, passando  a denominar-se “Biblioteca Municipal Fernando Carvalho”, conforme Lei 435, de 10 outubro de 1972. O prédio da Biblioteca foi construído em terreno, próximo ao antigo Fórum Judiciário  de Codó.
  • ANTIGO MERCADO PÚBLICO DE CODÓ. Localizado na Praça Alcebíades Silva, parte central da cidade. A construção deste prédio teve início na gestão do prefeito Braulino César dos Reis Carvalho (1922-1924). O custo total da construção foi 100.000.000 réis (cem contos de réis). Na administração do prefeito Ricardo Archer, o antigo Mercado passou por algumas reformas, para funcionamento do Fórum Judiciário, compreendendo cartórios e gabinetes dos Juízes e Promotores da Comarca. Atualmente, neste prédio funciona a Secretaria de Saúde e seus departamentos. Finalizando, a construção deste prédio foi concluída e inaugurada pelo prefeito Waldemar Pinto da Veiga, em 1928.
  • A ATUAL BANDEIRA DO MUNICÍPIO DE CODÓ. De acordo com o Art 9° da Lei Orgânica do Município são símbolos do Município:  a Bandeira, o Brasão e o Hino. Os símbolos, Bandeira e Brasão foram estudados e criados pelo Professor Raimundo Nonato de Sousa, carinhosamente chamado de Dinaná. Estes símbolos estão oficializados através do Projeto de Lei da autoria do então Vereador José Alberto Bezerra de Magalhães.
  • PASSAGEM (travessia) DO RIO ITAPECURU. Era feita através de canoa, de acordo com o estabelecido nos Termos de Arrematação em Hasta Pública, existentes no arquivo da Municipalidade Codoense. Uma situação muito difícil para os comerciantes e agricultores da grande Região da Trizidela e de Municípios circunvizinhos trazerem seus produtos até às grandes casas comerciais de Codó, assim como, atravessarem as mercadorias adquiridas para seus comércios. Esta difícil situação de travessia do Rio Itapecuru só foi resolvida em definitivo, com a construção da Ponte de concreto armado no final da antiga Rua da Bomba, dando continuidade a MA-026 com destino a Timbiras, Coroatá e daí em diante. Essa ponte foi inaugurada em 20 de janeiro de 1964, sendo  Governador do Estado o Dr. Newton de Barros Bello, Diretor do DER, Dr.Sebastião Pereira Diniz Neto e Prefeito de Codó Moisés Alves dos Reis. Em justa homenagem, denominaram-na “Ponte Engenheiro Antonio Alexandre Bayma”,  codoense ilustre, foi Vereador da Câmara Municipal de São Luís, Prefeito da Capital maranhense e Senador da República.
  • A LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO DE CODÓ. A constituição Brasileira de 1988. Em seu artigo 29, estabelece: “O Município reger-se-à por Lei Orgânica, votada em dois turnos, com o interstício no mínimo de dez dias, e aprovada por dois terços dos membros da Câmara Municipal, que a promulgará, atendidos os princípios estabelecidos nesta Constituição, na Constituição do respectivo Estado e os preceitos desta norma”. Os 17 membros da Câmara Municipal de Codó inteirados do disposto no art. 29 da Constituição Brasileira, reuniram-se no dia 11 de novembro de 1989, nos salões do Clube Recreativo Guarapary, local, estando presentes autoridades municipais, convidados, o Presidente da reunião deu por instaladores os trabalhos para a elaboração da Lei Orgânica do Município de Codó. A partir da instalação da assembléia Constituinte Municipal (11-11-89), como foi denominadas, os parlamentares ouviram juristas, deputados e outros conhecedores do assunto, para adequarem a Lei Maior do Município às Constituições Federal e Estadual. Foram quase seis meses desse meritório trabalho dos constituintes municipais, encerrando-o, no dia 06 de abril de 1990, data da promulgação da Lei Orgânica do Município de Codó, sendo seus signatários, os ilustres vereadores: Antonio Leomagon de Alencar – Presidente, Francisco de Assis Pacheco – Vice Presidente, Eudes Raulino Saraiva – 1° Secretário, Manoel das Graças Ximenes – 2° Secretário, Raimundo Francisco Vieira Gomes – Relator, Conceição de Maria Mensese Ferreira Gomes, Domingos Soares dos Reis, José Gilberto Alves de Carvalho, José Leonardo Pereira de Araújo, Pedro Celestino Luz, Procópio Reis Silva, Pedro Barros de Araújo, Ronaldo Damácio de Siqueira, Mozart Wilson Bacelar, Ricardo Antonio Archer, Antonio Sebastião Nascimento Figueiredo, José Francisco dos Santos. Estes eminentes Vereadores construíram um marco indelével na História Política do Município. Deles, ainda continua no parlamento Codoense, o ilustre vereador Domingos Soares dos Reis, exercendo brilhantemente os mandatos que o povo lhe confia. Deixaram esta vida para uma melhor: Antonio Leomagon de Alencar, José Gilberto Alves de Carvalho, Francisco Raimundo Vieira Gomes e Ronaldo Damácio de Siqueira. O Município de Codó, como os demais municípios brasileiros, ao promulgar a sua Lei Orgânica, sua autonomia foi ratificada e ampliada, observando e conciliando as normas constitucionais do País, como as peculiaridades locais. Era Prefeito de Codó neste momento histórico – José Inácio Guimarães Rodrigues.   
  • A SAÚDE EM CODÓ. A primeira Casa de Saúde que se tem notícia em Codó, foi o Posto de Puericultura que funcionou por muito tempo, onde depois, foi instalada a SAMEC. Este Posto foi criado pelo Coronel Sebastião Archer para atender as funcionárias da Fábrica de Tecídos, depois este atendimento se estendeu à comunidade Codoense em geral. Para dirigir e atender à clientela, veio de São Luís o médico Dr. Antonio Sebastião dos Reis. Morou na casa, onde hoje totalmente remodelada, funciona a Secretaria Municipal de Educação. Este grande Médico, fez a primeira operação cesariana em Codó. Em sua homenagem foi construída uma Unidade Básica de Saúde, que leva seu nome, localizada na Praça do Codó Novo. O homenageado faleceu em São Luis, no dia 11 de maio de 1990.
  • HOSPITAL GERAL DO MUNICIPIO-HGM. Anteriormente denominado FSESP. A sua inauguração ocorreu em dezembro de 1979 funcionou durante muito tempo em terreno junto à área do SAAE. Os médicos atendiam prontamente a comunidade codoense. Também os odontólogos prestavam seus serviços no mesmo Hospital. Na segunda gestão do prefeito Dr. José Anselmo dos Reis Freitas (1977-1981), ele comprou do senhor Mario Pereira o terreno onde foi construído a sede do antigo FSESP. A sua inauguração contou com as presenças: Dr. Waldir Mendes Arcoverde Ministro da Saúde, Governador do Estado João Castelo, prefeito de Codó Dr. José Anselmo dos Reis Freitas, Presidente da FSESP (Fundação de Serviços Publico) Dr. Aldo Villas Boas. Na administração do prefeito Ricardo Archer o Hospital passou por grandes e importantes reformas, denominando-o de Hospital Geral do Município, porém, esta denominação só foi oficializada através da Lei 1508 de 08 de maio de 2010, sancionada pelo Prefeito Zito Rolim, que em seu artigo primeiro diz “Fica denominado de José Marcolino Júnior o Hospital Geral do Município nesta cidade”.
  • O LEGISLATIVO CODOENSE. Conforme fontes fidedígnas o Legislativo Codoense funcionou no tempo da Monarquia 1883-1887 com os Vereadores: Fernando Leal, João Caetano Salazar Júnior, César Brandão, Milcíades Palácio, Raimundo G.Machado, Francisco S. Neres e Fernando Salazar Fontes. Proclamada a República, houve eleições em 1892, sendo eleitos e empossados, em janeiro de 1991 os seguintes Vereadores: Teófilo José dos Santos, Gaspar Cunha, Francisco Tucis Bastos, Pedro Monte Serra e João da Cruz Pereira.Com a revolução comandada por Getúlio Vargas em 1930, o Poder Legislativo   foi dissolvido a partir da Câmara Federal, Assembleias Legislativas Estaduais e Câmaras Municipais, em 1930 e 1937. Funcionou em 1948 com o retorno da Democracia. Em Codó houve eleição para Câmara Municipal e foram eleitos: Deolindo Luís Rodrigues, Sálvio Jacinto Nascimento, Jamil dos Reis Duailibe Murad, Inocêncio Simões, José Domingues Araújo, Libânio Fernando Rocha e José Bayma Serra, sendo Presidente Deolindo Luís Rorigues.
  • O ROTARY CLUBE EM CODÓ. A 30 de outubro de 1959 chegaram a Codó, vindos de São Luís, com o objetivo de criar o Rotary nesta cidade os seguintes Rotarianos: Clacimar Ribeiro Marques, Haroldo Côrrea Cavalcante, José Ribeiro Quadros (codoense), Benedito Murad e Almir Moraes Côrrea, presidente do Rotary Clube de São Luís. Reunidos na casa do comerciante Naby Salem fundaram o Clube, com a participação dos que estiveram presentes à referida reunião: Antônio José Murad, Aluísio Passos Souto, Aníbal Teixeira Nunes, Antônio Sebastião Reis, Emílio Biló Murad, Fernando Guimarães Carneiro, Francisco Bezerra Frota, Haroldo Reis Coelho, José Anselmo dos Reis Freitas, José Bayma Piorsky, José Bezerra de Moura, José Merval Xavier Cruz, Jamil dos Reis D. Murad, Luiz Gonzaga Veiga Pinheiro Almeida, Mário Leite Pereira, Mariao J. Barros da Silva, Moisés Alves dos Reis, Moisés Nelson de Oliveira, Naby Salem, Nagib Buzar, Osvaldo Santos, Osman José Gerude, Rivadavia Martins Barros, Reinaldo Araújo Zaidan e Talmir Quinzeiro. Nesta mesma data foi eleito o primeiro Conselho Diretor, assim constituído: Presidente: José Anselmo dos Reis Freitas, Vice-Presidente: Fernando Guimarães Carneiro, 1° Secretário: Antonio José Murad, 2° Secretário Moisés Alves dos Reis, Diretor de Protocolo: Emílio Biló Murad, Diretores sem Pasta: Naby Salem e Nagib Buzar. Quando o Rotary completou 40 anos  de sua instalação em Codó, o autor destas linhas escreveu um breve histórico deste importante Clube de Serviços na terra codoense  
  • ENTIDADES DE CLASSES DE CODÓ. A Sociedade Previdente Mutuária Codoense. Foi fundada no dia 29 de agosto de 1901. Portanto, uma Entidade centenária, que ao longo destes mais de 100 anos, embora existam as dificuldades, mas se sobrepondo, continua cumprindo o que determinam seus Estatutos. A sua fundação originou-se pelo fato que transcrevemos na íntegra: “Vítima de acidente, um operário codoense, de quem infelizmente não pudemos precisar o nome, levaram o seu corpo rumo ao cemitério daquela cidade, quando passando na Rua 28 de Julho, vários senhores da sociedade codoense, sensibilizaram-se com a pobreza do cortejo que se arrastava tendo o caixão em cima de uma grade de talos. Entre os presentes se encontrava o professor Estevam Hermenegildo dos Santos que começou a articular uma sociedade, visando uma melhor assistência aos operários do município”. Esta importante Entidade de Classe, pela  relevância dos trabalhos que realiza é reconhecida de Utilidade Pública pelo Legislativo Estadual e Municipal e ainda, registrada no Conselho Nacional do Serviço Social. A sua sede está localizada na Rua Marques Rodrigues
  • RÁDIO ELDORADO. A pioneira em serviços de radiodifusão em Codó, com abrangência na Região dos Cocais. Esta rádio foi instalada no dia 20 de outubro de 1981, pelo seu proprietário à época Sebastião Murad, que teve uma visão muito ampla no que trata realmente das comunicações. Dentre os serviços e divulgação, noticiando os fatos e acontecimentos a seu cargo, dentre seus objetivos, ainda divulgava acontecimentos no Estado, reportagens com figuras ilustres no cenário nacional, de passagem por Codó e na Capital São Luís
  • TENDAS ESPIRITAS – UMBANDA. A Cultura Africana bem aceita no Brasil, e o Município de Codó, o seu povo abraçou essa Cultura de modo especial as crenças, devido os escravos aqui chegando se constituíram numa população considerável, e desse modo Codó tornou-se bastante promissor à implantação dos Terreiros, onde são praticados os rituais da macumba, candomblé e outros. Assim que, 1936 chegou a Codó, viajando de Trem, a curandeira “Maria Piauí”, e instalou a sua Tenda na Avenida 1° de Maio, Bairro São Benedito. Essa Tenda denominada Santo Antônio de Tambor  da Mata e Mina, realizava seus trabalhos para “casamentos, amor, justiça e perseguição”. Na verdade, em Codó existem inúmeros Terreiros, com seus “pais-de-santo”, fazendo esses trabalhos espirituais, inclusive a do “pai-de-santo” Bita do Barão, o mais importante entre eles com sua Tenda Rainha de Iemanjá. O prefeito Zito Rolim entendendo da importância que estes trabalhos, segundo essa religião de matriz africana cultuada por esses  “pais-de-santo” e “mães-de-santo”, sancionou a Lei N° 1553 de 18 de agosto de 2011: “Dispõe sobre o reconhecimento dos terreiros das Religiões Afro-Brasileiras como Irradiadores de Políticas Públicas e cria o Conselho Municipal Inter-Religioso”
  • A CÂMARA MUNICIPAL DE CODÓ. A sede do Poder Legislativo Codoense, durante longos e longos anos, funcionou na antiga Rua da Vala, atualmente Antônio Alexandre, onde Vereadores e Intendentes, tomavam posse dos seus respectivos cargos. Relatamos alguns: Alcebíades D’Aguiar Silva e Manoel Simeão de Macedo (Intendente e Subintendente). Coronel Bibiano Pereira Lopes, Major Octávio da Silveira, Joaquim Augusto Vale Guimarães, e outros ( Vereadores ). Por não possuir prédio próprio, esteve por algum tempo no prédio da Prefeitura, posteriormente no prédio onde atualmente funciona a Promotoria de Justiça. É oportuno informar que neste mesmo prédio funcionou a Usina Elétrica de Codó, depois o Rotary Clube. O Poder Legislativo de Codó veio a funcionar em prédio próprio, na gestão do então Presidente-Vereador Luís Carlos Martins, Legislatura  1970-1973.

 

Codó-MA, dezembro de 2018

Professor Carlos Gomes

EJAI amplia suas ações e vive uma nova realidade no município de Codó

A educação de Jovens e adultos é uma Modalidade de Ensino amparada por lei e voltada para as pessoas que não tiveram acesso, por algum motivo, ao Ensino Regular na idade apropriada. Estudo e pesquisas realizados no Brasil, evidenciam que a EJA é uma educação possível e capaz de mudar significativamente a vida de uma pessoa, permitindo – lhe reescrever sua   historia de vida. No município de Codó, a EJA teve o idoso reconhecido como Sujeito de Direito a partir do Parecer Nº 001/2017 CME (31.05.2017) e passou a ser reconhecida pela sigla EJAI (Educação de Jovens, Adultos e Idosos).

Em 2018 a EJAI vive uma nova realidade educacional desde o início do ano a partir da campanha de matrícula intitulada “APRENDER NÃO TEM IDADE”, realizada por meio de carros de som, cartazes afixados em vários pontos comerciais e através das mídias televisivas e virtuais, na iminência de aumentar o numero de alunos matriculados na modalidade. Além da ampla comunicação e divulgação, outras ações foram sendo desenvolvidas para melhorar as aprendizagens, aumentar a relação de pertencimento do aluno com a escola, promover a melhoria do trabalho pedagógico e aumentar as oportunidades de conclusão do Ensino fundamental.

Dentre as ações desenvolvidas em Codó a coordenadora destacou: a ampliação da oferta de atendimento do Programa EJAIATIVO com o objetivo de oportunizar as práticas de atividades físicas, esporte e lazer; a implantação da EJAI/PPL na UPR- (Unidade Prisional de Ressocialização) em consonância com as leis que dispõem sobre a oferta de educação nos estabelecimentos penais; oportunizando a educação na terceira idade, com Educação do Idoso na ILPI (Instituição de Longa Permanência para Idosos) – São Pio; o Programa EJAI START, que tem como objetivo praticas de atividades físicas e treinos funcionais para professores, supervisores e gestores da modalidade, além da implantação do Programa Profissionaliza Codó, que oferta cursos de iniciação profissional.

Os cursos de iniciação profissional ofertados pelo ‘Programa Profissionaliza Codó Qualificar Para Avançar’ são: Curso de Cuidador de Idosos; Curso de Garçom e Garçonete ; Curso de Soldador e Curso de Ornamentação de Festa. De acordo com a coordenadora geral da EJAI em Codó, Vera Rodrigues Silva, cursos são concomitantes ao currículo regular de EJAI e tem como objetivo contribuir para a qualificação profissional dos alunos.

Entendemos que todas as ações que estão sendo desenvolvidas têm contribuído bastante para que os alunos matriculados nessa Modalidade de Ensino reconheçam – se como sujeitos aprendentes capazes de reescrever suas histórias de vida. Hoje o EJAI vive uma nova realidade, ampliando seu leque de ações, crescendo em número de alunos, transmitindo conhecimento a públicos variados e qualificando pessoas. Além da importância da inclusão, é saber que nossos estudantes estão muito motivados têm orgulho de pertencer a EJAI”, concluiu a coordenadora.

Ascom – PMC

Aniversariante do Dia: Nalvinha Mesquita

Hoje quem está fazendo aniversário é a servidora pública Nalvinha Mesquita.  Parabéns a você! Hoje é o seu aniversário e por isso é um dia de festa. Esperamos que você celebre com muita alegria e encha o coração de gratidão e esperança para viver mais um ano de vida.

Nós, da Mídia Digital desejamos toda a felicidade do mundo, muito amor, sucesso e saúde para todos os dias. Você merece tudo de bom que acontecer, pois é uma pessoa especial. Feliz Aniversário!

Por: Raphael Fernandes Nascimento

Personagens de filme de terror fazem parte da decoração natalina de Codó

Uma fotografia que está circulando nas redes sociais mostra a precariedade da decoração natalina que foi feita pela prefeitura na praça de São Sebastião, em Codó. A imagem mostra uma mulher posando entre dois estranhos seres que parecem muito com os cachorros zumbis do filme de terror Resident Evil.

Seres estranhos da decoração natalina de Codó parecem com os cachorros do filme Resident Evil

Não é exagero afirmar que a decoração de Natal é tão simples e mal feita que chega a envergonhar qualquer codoense. Praticamente todo o material foi reaproveitado do ano passado e pouca novidade foi acrescentada este ano. O resultado foi desastroso.

Em Caxias é diferente

Diferente de Codó, a prefeitura de Caxias montou uma grande estrutura natalina para sua população, que é composta de uma excelente decoração e uma bela decoração de encher os olhos.

Jovem estelionatário é preso com vários cartões em Codó

Gabriel dos Santos Silva, 19 anos, foi preso na noite deste sábado (08), por volta das 23h20, de posse de vários cartões bancários de propriedade de outras pessoas.

A detenção do jovem aconteceu após a Polícia Militar receber denúncias de populares de que ele se encontrava com os cartões em sua residência que fica localizada na rua São Luís, bairro Codó Novo. Os militares fizeram a abordagem e revista pessoal e encontraram o material. Nenhum dos cartões pertence ao suspeito ou algum parente dele.

Ao ser interrogado, o acusado não soube explicar a origem dos cartões e sequer apresentou justificativas convincentes aos policiais, sendo detido e encaminhado para a 4ª Delegacia Regional de Policia Civil de Codó para que responda pelo crime de estelionato.

Com a colaboração da repórter Emanuela Carvalho, da TV Cidade.

“Devemos ter um compromisso verdadeiro com nossa terra”, afirma Pedro Belo

O Superintendente Pedro Belo publicou uma carta aberta nas redes sociais lamentando a situação atual do município de Codó e revelou algumas de suas propostas para mudar a realidade dos codoenses.

Leia da íntegra:

Nos fins de semana tenho visitado a zona rural e urbana e Codó e ouvi muitas reclamações a respeito do nosso município, e lamentavelmente constatei que várias delas dizem a respeito à saúde, educação e da falta de cuidado com nossas praças, ruas e avenidas, sendo a falta de emprego uma reclamação generalizada – ou seja, o nosso povo clama por emprego e renda. Mas ainda bem que vi coisas boas acontecendo como a reconstrução da MA 026 que o Governo do Maranhão está fazendo em Codó e constatei nessas visitas o avanço das obras.

Uma das saídas para Codó avançar na geração de renda é o investimento na produção rural por intermédio da agricultura familiar, que fixa o homem no campo, podendo empregar gente da cidade, evitando a busca de trabalho em outros estados. Codó possui várias comunidades rurais (assentamentos do INCRA, ITERMA e Crédito Fundiário), os quais podem receber mais incentivos do poder municipal para desenvolver projetos de horticultura ou criação de animais de pequeno porte. O exemplo que agricultura familiar muda a vida das pessoas está na Vila Fomento, ali o Governo do Estado por intermédio do Sistema SAF revitalizou o projeto, ampliando a capacidade de produção das famílias. O projeto teve nosso apoio e acompanhamento, mas infelizmente não podemos alcançar a todas as associações.

Pedro Belo visitando a recuperação da MA 026

Informo que a partir de 2019 vários outros projetos devem ser colocados em prática, pois não estamos sozinhos, muitos amigos e amigas acreditam em nosso projeto para o desenvolvimento real de Codó. Todos sabem que por ocasião da última eleição apoiamos os Deputados eleitos Márcio Jerry (federal) e Adelmo Soares (estadual), e em ambos os casos nosso aguerrido grupo cumpriu com a meta pactuada. Fizemos campanha conjuntamente para a Senadora Eliziane Gama, Senador Weverton Rocha e para o Governador Flávio Dino. O nosso compromisso foi de fazer uma campanha entre amigos e familiares, de mãos limpas, transparente e participativa. Quanto aos resultados, fiquei surpreendido, pois bem distante dos que esbanjavam dinheiro, fizemos uma campanha “do verbo contra a verba” e obtivemos uma excelente votação e por isso mais uma vez agradeço a todos pelo apoio.

Nosso partido também saiu fortalecido das eleições, elegendo 6 deputados estaduais e 2 federais. Agora o PCdoB deve se reestruturar, aliando-se a outro partido para manter sua autonomia politica. Dessa forma, acredito que o idealismo socialista deve crescer e ainda abraçar vários movimentos sociais, a exemplo disso, participamos recentemente do encontro “Movimento pela Unidade”, organizado pelo Bispo Dom Sebastião em Coroatá, com a participação de prefeitos, ex prefeitos e lideranças regionais. Depois de Coroatá, foi a vez de Codó, onde tive o prazer de abraçar muitos dos nossos amigos e amigas no “Grande Encontro de Agradecimento” dos deputados eleitos Adelmo Soares (estadual) e Bira do Pindaré (federal).

No último encontro me perguntaram sobre os planos que tenho para Codó e após planejar algumas metas, segue abaixo uma preliminar:

  • 1 Promover encontros mensais com os trabalhadores e trabalhadoras do campo para ouvir suas reclamações, ideias e sugestões;
  • 2 Promover encontros semanais com Organizações Sociais Civis (OSC´s), incentivando o debate de ideias e a construção de um plano de atividades com ações sociais;
  • 3 Incentivar a participação de jovens (especialmente estudantes) nos diálogos e rodas de conversas, onde deve ser explorada novas ideias e projetos para o desenvolvimento sustentável de Codó;
  • 4 Constituir Grupo Técnico Autônomo com o objetivo de fazer palestras e debates sobre melhoria da produção agrícola, organização social e educacional, saúde pública preventiva, direitos da mulher e criança, novas tecnologias, entres outras ações integrativas;
  • 5 Obter apoio para incentivar o esporte e a cultura por intermédio de OSC´s e outros grupos organizados;
  • 6 Priorizar e direcionar por intermédio de apoio politico a nível estadual ou federal toda e qualquer projeto que tenha por objetivo a melhoria dos serviços públicos (especialmente saúde e educação), da estrutura e meios de produção urbana e rural ou do desenvolvimento econômico para Codó.

Para finalizar, espero a participação efetiva de todos, onde o diálogo deve prevalecer e as ideias sejam colocadas de fato em prática, afinal, nosso objetivo sempre será Codó, não porque seja um sonho pessoal de ver seu crescimento, mas pelo fato de que nosso município merece sempre o melhor, deve ser prioritário em tudo, pois acredito que como codoenses que somos, devemos ter um compromisso verdadeiro com nossa terra.

Polícia Militar de Imperatriz recupera 376 celulares roubados

IMPERATRIZ – Na noite desta sexta-feira(07), policiais do serviço de inteligência do 3º Batalhão da Polícia Militar em Imperatriz, recuperaram uma grande quantidade de celulares que haviam sido roubados do depósito de uma loja de departamentos da cidade.

A polícia chegou ao local por meio de denúncia, as investigações vinham sendo feitas desde o dia 21 de novembro quando foram roubados vários aparelhos celulares de um armazém, o material foi encontrado em uma casa abandonada no bairro Colinas Park, periferia de Imperatriz, armazenados em caixas de papelão.

Todos os aparelhos apreendidos, no total de 376 foram entregues na Delegacia de Polícia Civil.

Ultrapassagem indevida deixa 12 pessoas feridas na BR 222

Sexta-feira (07), por volta das 18h30, no Km 666 da BR 222, próximo à Unidade Operacional da PRF, ocorreu um acidente envolvendo três veículos que deixou doze pessoas feridas.

Um táxi que transitava do centro de Açailândia sentido Pequiá, iniciou manobra de ultrapassagem em local proibido pela sinalização horizontal e acabou colidindo de frente com um Toyota Etios que seguia no sentido contrário. Um terceiro automóvel que estava atrás do táxi também se envolveu no acidente. Doze pessoas ficaram feridas, sendo necessária a presença de três ambulâncias do SAMU para socorrer as vítimas.

Ultrapassagem indevida é uma das principais causas dos acidentes mais graves. Ultrapassar em local proibido pela sinalização horizontal é infração gravíssima, com valor de R$ 1.467,70.

Fonte: PRF

Projeto Aluno Nota 10 premia os melhores alunos do ensino médio de Codó

O projeto Aluno Nota 10, de iniciativa do Rotary Clube Internacional, premiou os melhores alunos do Ensino Médio do município de Codó. O evento aconteceu da sede do Ratary, na quarta-feira (05), e contou com a participação de convidados e familiares dos estudantes.

A professora Luiza D’lly Alencar de Oliveira, autora do Hino e criadora da Bandeira de Codó, foi convidada para ser a paraninfa do projeto no ano de 2018 e elogiou a iniciativa do Rotary Club. Ela disse esperar que isso sirva para a vida toda do aluno.

Segue a relação dos alunos premiados:

Guilherme Gonçalves Ferreira – Colégio Batista

Leandro Galvão – Colégio Olimpus

Mateus Galvão – Escola Renê Bayma

Nayra Cristiny Rocha dos Santos – Escola Lúcia Bayma

Pedro Vitor Santos da Silva – Escola Colares Moreira

Thayllane Aquino Ribeiro – Escola Pestalozzi

Homem é preso acusado de estuprar uma menor de 15 anos idade em Codó

Em cumprimento a uma solicitação da delegada da mulher, a Polícia Militar de Codó efetuou a prisão de Thiago Leal Costa, 30 anos, acusado de ter estuprado uma menor de 15 anos de idade no bairro São José.

Thiago, que é morador da rua Frei Henrique de Coimbra, foi apresentado na 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Codó e ficará à disposição da delegada da Mulher, Dra. Maria Tecla.

01 – FATOS E PERSONAGENS QUE ENALTECEM A HISTÓRIA DE CODÓ

As cidades, grandes ou pequenas que sejam, têm seus acontecimentos e pessoas que fizeram suas histórias e continuam fazendo.

Pretendo com este escrito, divulgar para conhecimento dos amantes da leitura, principalmente dos estudantes, esses benfeitores da história de nossa querida Codó, mesmo não estando em ordem cronológica.

  • O Intendente (Prefeito) Honorino Silva, adquiriu em 1911, por compra à Irmandade de Nossa Senhora da Conceição o Cemitério Central da Cidade. Este feito ocorreu no seu primeiro mandato. Na sua segunda gestão (1909-1919) inaugurou a luz elétrica,  em 19 de março de 1919.
  • O terreno onde se encontra instalada a sede da Prefeitura, esta sede foi construído, nos idos dos anos de 1931/1932 pelos Prefeitos Domingos Ramos Pires, Gentil Silva e Fernando Bastos Ribeiro. Este terreno foi adquirido de Sebastião Archer da Silva, em 19 de setembro de 1931, conforme escritura lavrada pelo Tabelião Laudelino Freitas e registrada no Livro K, fls 94/95.
  • O Presidente Afonso Augusto Moreira Pena ( Afonso Pena ), eleito Presidente da República, quadriênio 1906-1910, visitando o Nordeste passou pelo Maranhão, inclusive visitou Codó, viajando a bordo do navio gaiola São Salvador. Com sua comitiva foi recebido festivamente na rampa da Igreja Matriz pelas autoridades que o esperavam, foi saudado pela banda de música do mestre Alcides Oliveira. A sociedade codoense o recepcionou na residência do Sr. Cândido Costa.
  • Duque de Caxias, nomeado Governador da então Província do Maranhão, pelo Imperador Dom Pedro II,  tendo entre suas atribuições, pacificar a Guerra da Balaiada. Conhecidos os focos onde se amotinavam os insurretos  e já aplacados os seus ânimos, dirigiu-se a Caxias, viajando em barcaça, singrando as águas do Rio Itapecuru. Foi uma  viagem com grandes dificuldades, devido o leito do Rio. Chegando a Codó, permaneceu os dias 1° e 2 de novembro de 1841. Assistiu às missas dos dias 1° e 2 de novembro, após assistí-las, foi para Caxias, viajando à cavalo.
  • Fausto dos Santos, codoense, nasceu no dia 28 de fevereiro de 1905. Desde cedo, destacou-se jogando futebol com os colegas de sua época, nos famosos campinhos de várzea. Em 1926 foi para o Rio de Janeiro e não demorou, foi convidado para jogar Clube Bangu, atuou em outros clubes, inclusive no Vasco da Gama, onde foi descoberta a sua genialidade futebolística,  que ensejou  a jogar na Seleção Brasileira, Copa do Mundo de 1930. Excursionou pela Europa, jogou no Barcelona e em outros clubes. Ainda sobre Fausto dos Santos, no sentido de dirimir dúvidas. Existe no Bairro Codó Novo a Rua Fausto de Sousa, não está certo. Com objetivo de homenagear o craque codoense, o prefeito Ricardo Archer, através da Lei 1319 de 08/10/2003, criou as Comendas Municipais, entre elas, a Fausto dos Santos, que    homenageia Codoenses ou não Codoenses, que se destacam no meio esportivo.
  • Antonio Almeida Oliveira, nasceu no município de Codó, na fazenda Sito do Meio, a 17 de outubro de 1843. Foi promotor da Comarca de Guimarães neste Estado. Deputado Geral, pela Província do Maranhão. Ministro da Marinha no Gabinete Lafayette. Presidente da Província  de Santa Catarina. Grande escritor, jornalista dos mais conceituados. Pelo seu indiscutível saber literário, foi escolhido Patrono da Cadeira numero 1° da Academia Maranhense de Letras.  É Patrono também da Associação Cultural Codoense – Antonio Almeida Oliveira.
  • Bispo CodoenseJosé Carlos Melo nasceu no dia 04 de junho de 1930. Seus pais José Maria Carmelita de Melo e Ângela da Cunha Melo. Os estudos iniciais no colégio Colares Moreira na sua terra natal. Sua ordenação Sacerdotal ocorreu em 31 julho em 1955. Foi nomeado Bispo auxiliar do Cardeal  Lucas Moreira Alves, em 10 julho de 1991. Finalmente, 31 de maio 2000 tomou posse como Arcebispo de Maceió, capital de Alagoas.
  • A agência do Banco do Brasil foi inaugurada em 1943. Seu primeiro gerente, o Sr. Vicente Orlando Marinho, aqui chegando no inicio daquele ano, com a missão de alugar um prédio para o primeiro banco a se instalar em Codó. O prédio alugado era à Rua Afonso Pena, de propriedade do empresário Miguel Zaidan. Antes da instalação do banco nesta cidade, esta casa de crédito teve como correspondente em Codó, o conceituado empresário Miguel Gerude   até setembro 1943.
  • O Hino de Codó. Letra e música de autoria da Professora Luiza D`lly Alencar Oliveira, no ano de 1975. Este hino exulta como canção maior, a beleza e a grandeza das tradições Está oficializado pela Lei municipal N° 1265 de 15 de abril de 2002. Para quem não sabe, a ilustre professora é natural da cidade piauiense – Água Branca. Por seus relevantes serviços prestados à comunidade codoense, recebeu o Título de Cidadã Codoense, conforme Lei N° 1175 de 11 de abril de 2000.
  • Codoenses que Governaram o Estado do Maranhão: Arthur Quadros Collares Moreira, foi Promotor Público, Juiz Municipal, Deputado Estadual, Desembargador. Assumiu o Governo do Estado em 25 de maio de 1908 até 25 de fevereiro de 1909. Em Codó é homenageado com o seu nome inscrito no prédio do Fórum Eleitoral. Godofredo Mendes Viana nasceu em 14 de julho de 1878, foi professor, Juiz, Senador da República em 1921. Renunciando a Senatória, assumiu o Governo do Estado, realizando importantes obras que dignificaram a sua gestão. José Maria Magalhães de Almeida ( Magalhães de Almeida ) eleito para o quadriênio 1926-1930. Cumpriu seu mandato integralmente, foi um Governador dinâmico. Além de suas características de bom governante, foi também Deputado Federal 1921-1924, Senador da República e Oficial da Marinha. Antonio Arnaldo Alves de Melo ( Arnaldo Melo) político, foi Deputado Estadual durante seis mandatos consecutivos, ocupou o cargo de Secretário de Estado de Desenvolvimento das Cidades do Maranhão.   Em primeiro de  fevereiro de 2011 foi eleito Presidente da Assembléia Legislativa do Maranhão. Nestas condições assumiu interinamente o Governo do Estado no período de 10 de dezembro de 2014 a 1° de janeiro de 2015, quando entregou o cargo para o Governador eleito Flavio Dino em 1° de janeiro de 2015.
  • Congresso Eucarístico em Codó. Nos 50 anos de emancipação política ( 1946), foi realizado o Congresso Eucarístico. Acontecimento religioso da mais alta relevância, realçando sobremaneira as festividades alusivas ao cinquentenário de Codó. O Cônego Osmar Palhano de Jesus, Pároco  da cidade foi o principal articulador deste memorável evento na terra codoense. Era prefeito de Codó o Sr. Jamil Murad. Codó hospedou durante o Congresso Autoridades Eclesiásticas Maranhenses: O Senhor. Vigário Capitular, o Senhor José Maria Lemercier, o Senhor Bispo de Caxias Dom Luís Gonzaga da Cunha Marelim, o Senhor Prelado de Pinheiro Monsenhor Afonso Ungarelli. E, para que se mantenha viva a sua realização em Codó, foi erigido à época um Cruzeiro / Altar – Monumento, na Praça do antigo Cinema, que continua atravessando o tempo como símbolo da Fé e da Cristandade.
  • Município de Dom Pedro antigo Povoado Mata do Nascimento, encravado do município de Codó, teve como primeiro colonizador Manoel do Nascimento, homem simples, muito trabalhador que ali chegou em 1915. Dois anos mais tarde, 1917, chegou ali também Manoel Bernardino de Oliveira trabalhador demonstrando características de um grande líder. Esses dois colonizadores, trabalhando conjuntamente, contribuíram para melhoria dos moradores. Entretanto esse trabalho conjunto demorou pouco, em razão  de discordância, gerando conflitos, chegando ao conhecimento do Governador do Estado Sr. Eugenio Barros, que em razão disso, sancionou a Lei N° 815 de 09 de dezembro 1952, elevando o Povoado à condição de cidade, com a denominação Dom Pedro.  Era Prefeito de Codó naquela época o Sr. Waldemar Pinto da Veiga, que compareceu às solenidades de instalação do novo município maranhense, em 1° janeiro de 1953.
  • O Tiro de Guerra. Instalado em Codó através da Portaria N°8747, de 31 de outubro de 1945. É um Órgão de Formação de Reserva do Exército Brasileiro, possibilitando aos jovens convocados a prestarem o Serviço Militar no seu próprio Município. O TG de Codó funcionou inicialmente na Rua Simeão de Macedo, nas proximidades do Bar do Péricles, depois na Praça da Bandeira, finalmente na sua sede própria (Quartel), localizada na Rua Paraíba. O seu primeiro Instrutor foi o 1° Sargento de Infantaria Osvaldo de Sousa Pires. A primeira turma iniciou a 3 de maio de 1946, composta de 20 atiradores. O importante prédio do TG foi construído e inaugurado pelo então prefeito Reinaldo Zaidan.
  • A Paróquia de Codó conforme o opúsculo do Sesquicentenário da Paróquia de Codó (1835-1985), do Pe. Benedito Everton Costa, informa que era Vigário residente, o Pe. Cypriano Antonio Alves Viana. Na época da criação da Paróquia, possuía apenas uma Padroeira, Santa Rita. Na visita pastoral que o Sr. Bispo Dom Manoel Joaquim da Silveira fez a Codó, informado de que o colonizador de Codó, o Comendador Luís José Henrique, muito devoto de Santa Filomena, construiu um templo dedicada a Santa. Na oportunidade o Sr. Bispo pediu que Luís Henrique fizesse a doação da Santa, o que foi feito, sob a condição de Santa Filomena ser também Padroeira de Codó. A partir daí, a Paróquia passou a ter as duas Padroeiras – Santa Rita e Santa Filomena.
  • Codoenses Membros da Academia Maranhense de Letras GODOFREDO MENDES VIANA autor de várias obras literárias. Foi ocupante da cadeira N°15. JOSÉ RIBAMAR CARVALHO ( CONEGO). Musicista, Poeta, autor de várias crônicas, articulista de jornais da capital São Luís. Ingressou na Academia Maranhense de Letras, em 1962. ALEX BRASIL, ( Alcenor Duailibe Garcia), nasceu em Codó Povoado Santos Dumont (Saco), em 28 de dezembro de 1954. Jornalista, Radialista, Autor de várias publicações literárias, o que lhe deu a condição de ingressar na Academia Maranhense de Letras, ocupando a cadeira número 30. 
  • Municípios maranhense com nomes de Ilustres Codoenses GODOFREDO VIANA,  localizado entre os Municípios de Cândido Mendes e Luís Domingues, às margens do Oceano Atlântico. Inicialmente foi uma Colônia Agrícola,  em razão do seu crescimento populacional e de sua grande produção agrícola, além de outros benefícios para seus habitantes, foi elevado à categoria de cidade, conforme Lei Estadual N° 2374 de 09 de junho de 1964. Magalhães de Almeida, localizado na região do Baixo Parnaíba, distante da Capital 409 km. Inicialmente o Povoado era denominado Furo, colonizado por um pescador chamado Barnabé Pereira. Com o seu desenvolvimento chegou ter nova denominação de Porto de Santo Antonio, esse Povoado era distrito de São Bernardo até 1937, mais só foi elevado à categoria de Município no dia 1° de outubro de 1952.

Tem mais…. Aguardem!!!

 

Codó-MA, dezembro de 2018   

Professor Carlos Gomes

Codoense é preso após ameaçar outro homem com uma arma de fogo

Por volta das 20:00 horas, desta sexta-feira (07), a equipe de policiais do 17° BPM conduziu para a delegacia de polícia, um homem que estava portando uma arma de fogo no bairro São Francisco.

Gilberto Alves Neves, 37 anos, foi preso após a guarnição receber informações de que um indivíduo estava com uma arma de fogo, ameaçando uma pessoa em um bar, na rua Honorino Silva, no Bairro São Francisco. A arma encontrada em poder do acusado Gilberto, trata-se de um revólver calibre 38, com 08 munições intactas.

O conduzido foi apresentado na delegacia de polícia com algumas lesões decorrentes de um confronto com a vítima.

ASSCOM 17° BPM

Maranhão integra Centro de Inteligência de Segurança Pública do Nordeste

O governador Flavio Dino participou, nesta sexta-feira (7), do lançamento do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública Regional – Nordeste (CIISPR- NE) no Palácio de Iracema, em Fortaleza, no Ceará. O espaço é uma iniciativa da União e dos governos nordestinos para reunir informações e alimentar um sistema único que auxilie no combate a facções criminosas interestaduais.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, acompanhou a cerimônia, juntamente com o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira; o governador do Ceará, Camillo Santana; o governador do Piauí, Wellington Dias; e demais representantes da Segurança Pública no Nordeste, como o secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela.

O Centro abriga profissionais de segurança dos nove estados e de forças de segurança e justiça de órgãos regionais e nacionais. Para compor a equipe, os agentes participaram do curso Técnicas e Estratégias de Relato Executivo, ministrado pela Federal Bureau of Investigation (FBI), a agência federal de investigação dos Estados Unidos.

Na visão do governador Flávio Dino, o principal ganho com a implantação do CIISPR é a dimensão preventiva para que, com a troca de informações entre os estados, seja possível evitar a ação das quadrilhas.

“Nós estamos vendo a tentativa de assaltos a bancos, aterrorizando cidades inteiras. Quando extraímos as informações, são quadrilhas que se deslocam de outras regiões, até de outros países. Então, o Centro de Inteligência permite o reforço da prevenção, para que as forças de segurança possam agir com mais eficiência e se antecipar, para evitar ocorrências graves”, assegurou o governador Flávio Dino.

O governador defendeu, ainda, a colaboração de bancos e empresas de transporte de valores na articulação e ampliação de políticas públicas de segurança.

“Os bancos precisam aprimorar seu sistema de segurança, uma vez que é inimaginável que as polícias sozinhas vão proteger estabelecimentos bancários em todo o país. É preciso que os bancos invistam também, e o CIISPR vai ajudar para que nós articulemos esses segmentos empresariais a melhorar a segurança pública”, afirmou o governador Flávio Dino.

O secretário Jefferson Portela destacou o empenho para integração entre as forças policiais dos estados do país, especialmente com o compartilhamento de informações. “Temos três policiais do Maranhão trabalhando diretamente no CIISPR, que passaram por treinamento e estão aptos a administrar e atualizar o nosso banco de dados, cruzando as informações com os demais bancos”, ressaltou.

Em sua fala, o ministro Raul Jungmann ressaltou a importância do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), aos moldes do que já acontece na saúde e na educação, para o enfrentamento da violência e da criminalidade, com a união das esferas federais, estaduais e municipais.

“Isso é inédito no Brasil. Temos hoje um sistema nacional de segurança pública, com presença da polícia federal, militar, civil, guardas municipais, forças armadas, judiciário e inteligência. Saímos da obscuridade e da falta de transparência. Com um federalismo acéfalo, não conseguíamos obter as informações para montar estatísticas e dados”, disse Jungmann.

Para o senador Eunício Oliveira, a medida aprovada pelo Senado Federal, que garante a criação do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Segurança Pública (FNDSP), irá permitir o financiamento das ações de aparelhamento, capacitação e integração das forças policiais.

“A previsão é que teremos R$ 2 bilhões para o FNDSP em 2019, e R$ 4 bilhões em 2020. Um fundo para a inteligência da nossa segurança, uma questão tão dramática em nosso país. Isso merece ser comemorado”, garantiu Eunício Oliveira.

Estrutura do CIISPR

O Centro de Inteligência de Segurança Pública Regional – Nordeste tem como base o Palácio de Iracema, em Fortaleza, e conta com profissionais de 15 instituições de todos os estados do Nordeste.

O trabalho desenvolvido será o de análise e investigação, cruzando os dados e investigações específicas de cada estado e, em especial, as que envolvam mais de um estado. Os profissionais investigam e acionam as forças policiais dos estados para desmembrar o crime organizado em operações sigilosas.

Já na implantação, o CIISPR possui 38 bases de dados dos estados e União. O número ainda pode aumentar, com a implantação do centro em outras unidades da federação. São $15 milhões de investimento do Governo Federal em treinamento de profissionais e aquisição de materiais de tecnologia, como softwares e computadores.

Pacto com o Governo Federal

Na Carta dos Governadores do Nordeste, elaborada e entregue ao presidente eleito Jair Bolsonaro, no dia 21 de novembro, os líderes do executivo pleiteiam a celebração de um Pacto Nacional pela Segurança Pública, coordenado e executado pelo Governo Federal, com ações concretas no combate à criminalidade. Os alvos do pacto seriam assaltantes de bancos, tráfico de armas e explosivo, e atuação de facções criminosas.

No entendimento do governador Flávio Dino, o país está lidando com o avanço de “grandes organizações, que ultrapassam as fronteiras de um único estado”, por isso a importância de um plano de ação federal.

Ascom

Menores são apreendidos na noite desta sexta-feira (07) após roubarem uma mulher em Codó

Dois menores de 15 anos de idade foram apreendidos na noite desta sexta-feira (07), por volta das 20h, após roubarem a bolsa de uma mulher próximo ao Estádio Renê Bayma, em Codó.

Segundo a Polícia Militar, o assalto foi praticado por três jovens, sendo que o terceiro, identificado apenas por Miguel, conseguiu fugir com a arma de fogo que foi usada no crime.

Os dois menores apreendidos foram encaminhados para a 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Codó e ficarão à disposição do delegado de plantão.

Com a colaboração da repórter Emanuela Carvalho, da TV Cidade.

Polícia civil cumpre mandado de prisão em desfavor do traficante “Boca Branca”

Na manhã desta sexta-feira, 07, foi desencadeada uma operação conjunta entre as superintendências de Homicídio – SHPP e de Repressão ao Narcotráfico – SENARC, para fins de cumprimento de mandado de prisão preventiva de um homem, pelo crime de tráfico de drogas, no bairro do Barreto, em São Luís.

Os agentes policiais cumpriram esse mandado nas primeiras horas desta manhã, pois o indivíduo possui extensa ficha criminal além de, estar sendo investigado pela SHPP pelo assassinato de Jenilson Câmara Oliveira, fato ocorrido no dia 19 de outubro do corrente ano, no bairro da Vila Palmeira.

O homem que foi identificado como Alexandro Silva Marques, o “Boca Branca”, comanda o tráfico de drogas na região do Barreto.

TEXTO: CAROLINA GOMES – ASCOM SSP

Mulher suspeita de torturar criança de nove anos é presa no Maranhão

A Polícia Civil por meio da Delegacia Especial de Raposa, prendeu na manhã desta quarta-feira, 05, uma mulher suspeita de torturar uma menina de apenas 9 anos de idade.

De acordo com o delegado Marconi Caldas, uma denúncia anônima fez a polícia chegar até Fabiana Ramos Cardoso, de 35 anos, moradora da Rua da Estrela no Bairro Vila Bom Viver.

Após as constatações das denúncias a polícia encaminhou a criança para a realização de exames periciais, que verificou a lesão corporal, queimaduras de segundo grau no corpo da criança.

TEXTO: CAROLINA GOMES – ASCOM SSP

Bira do Pindaré recebe título de cidadão de São Luís

O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) recebeu, ontem (07), na Câmara Municipal de São Luís, o título de cidadão ludovicense. A iniciativa, de autoria do vereador Honorato Fernandes (PT), foi concedida por intermédio do Decreto Legislativo 079/18.

O evento, que reuniu familiares, amigos e diversas lideranças da Capital, contou com a presença do deputado federal e senador eleito Weverton Rocha (PDT), dos vereadores de São Luís César Bombeiro (PSD), Joãozinho Freitas (PTB) e Melk (PR); da vereadora de Caxias Aureamélia Soares (PC do B); do deputado estadual eleito Adelmo Soares (PC do B); o presidente da Fapema, Alex Oliveira, os secretários de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho; da Ciência e Tecnologia, Davi Telles; os secretários municipais, Ivaldo Rodrigues, e de Cultura, Marlon Botão.

O vereador Honorato Fernandes disse ter muito orgulho de ser o autor da proposição de conceder o título de cidadão de São Luís ao deputado Bira do Pindaré por tudo que ele representa na política do Maranhão. “O político e deputado Bira do Pindaré tem sido uma referência para todos nós, de exemplo de compromisso com a luta do povo, nesse cenário nacional de desconstrução da política. Nosso povo precisa de muita ajuda e tenho certeza que Bira não deixará faltar. Sinto-me muito honrado por viver esse momento. Parabéns, Bira! Você merece!”, assinalou o vereador.

Para Weverton Rocha, o título de cidadão entregue a Bira é uma homenagem mais do que justa e tem o reconhecimento do povo de São Luís, que o elegeu um dos mais bem votados deputados federais. “A atuação política de Bira representa uma trincheira de resistência e de avanços na luta pelos direitos do povo”, salientou.

Representando o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), o secretário municipal de Governo, Ivaldo Rodrigues, afirmou que a honraria entregue a Bira é justa e merecida, pela história política dele. “Bira representa todos nós que lutamos por direitos, justiça e igualdade. A atuação política de Bira simboliza isso. Receba as congratulações fraternas e verdadeiras do prefeito de São Luís”, pontuou.

Representando o governador Flávio Dino (PC do B), Davi Telles disse que Bira é um exemplo de simplicidade e uma voz eloquente e corajosa sempre em defesa dos direitos do povo, destacando o trabalho eficiente desenvolvido por Bira quando exerceu o cargo de secretário de Ciência e Tecnologia, a quem ele sucedeu. “O povo maranhense não poderia ter escolhido um nome melhor, nesse momento difícil pelo qual passa o nosso país. Bira está indo para a Câmara Federal no momento certo. Tenho orgulho de representar seu legado à frente da Secretaria de Ciência e Tecnologia, e poder dar continuidade às políticas públicas eficientes elaboradas por Bira como, por exemplo, a rede de IEMAs”, frisou.

Bira do Pindaré afirmou que há muito tempo esperava por esse título e que o recebia com muita emoção e imenso orgulho. “São Luís me acolheu. Cheguei aqui com apenas dois anos de idade. Morei em diversos bairros. Sempre estudei em escolas públicas.  Agradeço muito à igreja católica, em particular a Pastoral da Juventude, onde iniciei minha jornada em defesa do povo e muito aprendi. Agradeço a todos, em especial, ao vereador Honorato, por me conceder esse honroso título”, ressaltou.

O deputado Bira disse ainda que seu mandato, na Câmara Federal, será um instrumento de luta do povo por direitos e que representará todos os segmentos da sociedade. “Vou continuar sendo Bira do Pindaré do mesmo jeito de sempre. Vamos continuar a luta por preservar os direitos já conquistados e conquistar mais direitos”, enfatizou.