Músicos reclamam de cachê e 4 bandas não aceitam tocar em lives da Prefeitura de Codó

4 bandas não vão tocar na live da Prefeitura de Codó

Músicos de Codó estão extremamente insatisfeitos com o cachê que foi oferecido pelo governo municipal para se apresentarem nas lives que vão acontecer em comemoração ao aniversário de 125 anos do município.

Os músicos afirmam que o governo municipal está propondo pagar valores insignificantes e que não correspondem com a realidade da classe. Pelo menos quatro bandas já teriam se manifestado contrárias ao que foi oferecido e decidiram não se apresentarem nas lives.

“O governo anterior fez a live de São João com valores de 300 reais cantor solo, 800 reais para esquema e 2400 reais para as bandas.  Na época as bandas ainda se apresentaram com restrições. O atual prefeito fará o aniversário de Codó e vai pagar de 300 reais para os cantores solo e apenas 600 reais para esquema e 1200 reais para as bandas. O valor é muito baixo, pois estamos sem as apresentações e o valor não dá pra pagar todo mundo”, revelou um músico.

A propaganda da Prefeitura de Codó afirma que o objetivo das lives é valorizar a classe musical, que tem sido muito prejudicada por causa das restrições provocadas pela pandemia da Covid-19. No entanto, os músicos estão se sentindo desvalorizados.

Insatisfeitos com a proposta, as bandas Fruta Nativa, Swing Beat, Swing Black e Francys Jack do Arrocha já teriam tomado a decisão de não tocar nas lives.

Procurado por nossa equipe de reportagem, o prefeito Dr. Zé Francisco não respondeu nossas mensagens até o fechamento desta matéria.

3 Comentários

  1. O Grupão liberta Codó, vcs estão liberado kkk podem ir pra onde quizer.

  2. Falou foi pouco,uma Live sobre as bandas da cidade e não ter essas 4 bandas então não é da musicalidade e Codó.kkkkkkk..
    Tem que ser imparcial esse secretário e estudar um pouco sobre a história de Codó.Fato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *