Ministério Público pede que prefeito determine o fechamento de bares e academias de Codó

Com o objetivo de evitar a disseminação do novo coronavírus no município, o Promotor de Justiça de Codó, Carlos Augusto Soares, assinou um documento com várias recomendações ao prefeito Francisco Nagib.

Carlos Augusto recomenda que o prefeito determine a suspensão do funcionamento de bares e academias. A venda de bebidas alcoólicas em restaurantes para consumo no local também deverá ser proibida.

O promotor pede ainda que a Prefeitura de Codó faça a aquisição de respiradores suficientes para um possível pico do novo coronavírus no município, adquira equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todos os trabalhadores da área de saúde (como gorro, óculos, máscara, luvas e álcool gel) e ofereça recursos humanos necessários e suficientes para o manejo de cuidados básicos e avançados de pacientes da COVID-19, bem como leitos de UTI e de internação, além dos testes laboratoriais para o diagnóstico dos pacientes.

Caso o prefeito resolva não atender as recomendações, Carlos Augusto ameaça ajuizar uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra Francisco Nagib.

Veja o documento na íntegra:

7 Comentários

  1. Valeu Marcos!
    Informação importante, e o melhor podemos ver o texto e o contexto do documento.
    Parabens!

  2. Ministério público agora quer mostrar serviço…. Deveria ter tido essas atitudes nas licitações fraudulentas dessa prefeitura superfaturadando os recursos públicos. E o gestor brincando de ser prefeito na maior cara de pau e as entidades oficiais nada fazem.

  3. Parabéns ao promotor, só assim a coisa anda, chega de descaso.

    • Boa Tarde – O que eu vejo em nosso município é um grande aglomerado de pessoas em bancos, no mercado central em várias outras e não tem fiscalização. Não olhei nada sendo feito a respeito. Não sei sobre o funcionamento de bares mas em relação as academias estão sendo obedecido os critérios de vigilância e orientações cabíveis. Então observe um pouco melhor as coisas.

  4. O vírus já chegou em CODÓ? Se ninguém tá com essa mulesta, então não tem porque fechar. É só fiscalizar as entradas da cidade e orientar o povo que gosta de bar

  5. O vírus já chegou em CODÓ? Se ninguém tá com essa mulesta, então não tem porque fechar. É só fiscalizar as entradas da cidade e orientar o povo que gosta de bar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *