Maranhão tem uma das menores taxas de letalidade por coronavírus no Brasil, diz levantamento nacional

Mapa divulgado pelo site nacional de notícias Poder 360 aponta que o Maranhão é um dos quatro estados brasileiros com a menor taxa de letalidade por Covid-19 do Brasil. O gráfico elaborado pelo Poder 360 foi apresentado pelo governador Flávio Dino na sexta-feira (18), durante entrevista coletiva. 

De acordo com o mapa, em todo o Brasil apenas os estados do Paraná, Maranhão, Bahia e Minas Gerais figuram com a cor amarela no que diz respeito ao número de mortes de óbitos relacionados ao coronavírus por milhão de habitantes. 

Ao todo, o Brasil já registrou mais de 180 mil mortes em consequência do vírus Sars CoV-2 desde o início da pandemia. O estado do Rio de Janeiro apresenta a maior taxa de letalidade, com 1.394 mortos por milhão de habitantes e um total de 24.204 óbitos pela doença. 

Segundo mapa do Poder 360, o Maranhão tem a terceira menor taxa de letalidade do país, com 620 mortes por milhão de habitante.

“O Maranhão é reconhecido nacionalmente hoje como um dos estados que melhor têm enfrentado a pandemia do coronavírus e este mapa confirma isto”, pontuou o governador. 

Para o governador, o número favorável também representa boa aplicação dos recursos públicos, no Maranhão, no combate ao surto epidemiológico. 

“O Maranhão tem uma das menores taxas de letalidade em face do coronavírus no Brasil, apenas quatro estados podem dizer isto. Estados mais ricos que o nosso, com uma economia maior do que a nossa, mostrando, portanto, a nossa eficiência na aplicação do dinheiro público”, avalia. 

Queda nas mortes

O balanço de o Poder 360 é corroborado pelo levantamento divulgado pelo consórcio de veículos de imprensa, com base em dados das secretarias estaduais de saúde, que aponta o Maranhão como um dos dois estados com declínio no número de óbitos pelo vírus até essa sexta-feira (18), com queda de 21%. 

“Gostaria que fosse zero e lutamos para que esse dia chegue. O dia que a gente possa dizer que o coronavírus não destroça mais nenhuma família no nosso estado. Mas é importante termos sempre comparativos, ver que em meio a tanto sofrimento o nosso estado é um daqueles que têm menos danos em face do coronavírus no nosso país”, ressaltou o governador.

2 Comentários

  1. As notícias que nos chegam das localidades onde a segunda onda já chegou é que o vírus sofreu mutações e está muito mais violento. Outra coisa, está briga política pra saber quem vai aplicar a primeira vacina e a garantia da ANVISA sobre a vacina vai ser dispensada, nos deixa com a pulga na orelha porque não existe a garantia de efeitos colaterais. Nós vamos ser COBAIAS.

  2. Senhor Riba, você veio de Biga da Idade Média, foi? Para uma vacina ser aprovada, precisa antes, a – n – t – e – s ser aplicada em milhares, m-i-l-h -a – r- e- s de voluntários.

Deixe uma resposta para Antônio Carlos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!