Mais dois contratos com preços escandalosos são fechados pela prefeitura de Timbiras

A prefeitura municipal de Timbiras continua fechando contratos com preços escandalosos e que superam muito o praticado no mercado local. Desta vez o prefeito Antônio Borba pretende torrar R$ 985.501 (novecentos e oitenta e cinco mil e quinhentos e um reais) com merenda escolar.

Foram dois contratos assinados no mesmo dia. O primeiro, no valor de RS 791.676, foi fechado com a empresa D DE F SEREJO – COMÉRCIO EIRELI – EPP, com sede na Av. Principal, 200 – G – Inhauma – Raposa/MA. Já o segundo contrato, no valor de R$ 193.825, foi fechado com a empresa N R SAMPAIO SOUSA-ME, estabelecida na Av. Lourenço Vieira da Silva NR 98 – Jardim São Cristóvão São Luís/MA.

Preços absurdos

O pequeno município de Timbiras, de apenas 28 mil habitantes, é um dos mais pobres do Maranhão. Muitos timbirenses sofrem com a pobreza e valorizam cada centavo que ganham, diferente do chefe do poder executivo, que não valoriza o dinheiro do contribuinte e pretende pagar caro pelos alimentos que serão servidos aos alunos da rede pública de ensino.

A cara de pau é tão grande que a prefeitura licitou 800 pacotes de Massa para Cuscuz (milho) ao preço de R$ 3,97 cada, quando o mesmo produto é encontrado em qualquer supermercado por no máximo R$ 1,50. Outro produto com valor super inflacionado é o Feijão que será comprado por R$ 7,95 o quilo. A sardinha também teve seu preço superfaturado, a lata de 125 gramas vai custar para o governo o valor de R$ 4,37, em qualquer comércio o mesmo item custa no máximo R$ 3,00.

Muita carne de frango

Não satisfeito com as “aberrações” nos dois contratos suspeitos, o prefeito Antônio Borba resolveu comprar 23 mil quilos de frango ao preço de R$ 9,82. Serão gastos R$ 225.860 somente com carne de galeto. Para se ter uma ideia do absurdo, o governo vai comprar 15.450 kg de arroz (tipo 1 e integral), ou seja, serão quase um quilo e meio de frango para cada quilo de arroz. É muita carne para pouco arroz. E olha que não estamos colocando nessa conta os 10 mil pacotes (500 gramas) de carne moída, que estão sendo comprados ao preço de R$ 7,89 cada.

Para completar a falta de respeito para com a população de Timbiras, o prefeito resolver incluir 800 unidades de adoçante. Serão gastos R$ 1.592,00 em um produto que eu nunca ouvir falar que era usado em merenda escolar.

Relação completa

Para aqueles que ainda duvidam das “atrocidades” cometidas pela prefeitura de Timbiras, veja abaixo todas as informações sobre os extratos dos dois contratos que foram publicados no Diário Oficial do Estado do Maranhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *