Ladrão rouba comércio no Km 17 pela terceira vez e avisa que vai voltar na próxima semana

Com policiamento reduzido nas últimas semanas, proprietários de estabelecimentos comerciais localizados no Distrito Km 17, na zona rural de Codó, estão sofrendo com os constantes assaltos na região. Foi o que aconteceu no final da madrugada desta segunda-feira (27) quando um pequeno comércio foi assalto pela terceira em apenas 11 dias.

Distrito Km 17, na zona rural de Codó (foto: divulgação)

De acordo com informações de testemunhas, um bandido identificado como Rogério aproveitou a ausência de policiais militares na região para cometer o assalto. O criminoso roubou R$ 450 em dinheiro e ainda agrediu a vítima.

“Ele ainda deixou um recado, que era pra deixar o dinheiro separado que na próxima semana ele iria voltar pra pegar e ainda disse que se alguém reagisse ele iria dá um tiro de garrucha”, disse um amigo da vítima.

O estabelecimento comercial é o mesmo que foi assaltado duas vezes na mesma noite. O crime ocorreu no último dia 15 de julho e foi cometido pelo mesmo ladrão.

Procurado por nossa equipe de reportagem, a assessoria de comunicação do 17° Batalhão de Polícia Militar do Maranhão (17º BPM) não se manifestou até o fechamento desta matéria.

5 Comentários

  1. Vão esperar mesmo um pai de família morrer para pegarem esse Rogério pois o mesmo está tocando o terror na regiao

  2. Em terra de barata quem tem chinelo é rei. Por isso é importante o cidadão ter o direito de autodefesa. Vagabundo só respeita o que ele teme. Duvido se ele ia voltar ao levar um tiro de calibre 12. Ainda tem babaca que acredita em políticas de desarmamento. Vai trouxa, entrega suas armas e deixa o papai estado te proteger.

    • Alonzo estressadinho/a ter ou não uma arma para sua legítima defesa, não tem nada a ver com aprovação ou não de lei do armamento, a casa ou comércio da gente é um azilo inviolável, ninguém pode nele adentrar sem permissão do dono ou mandato judicial, do contrário é ínvazão lhe dar o direito de se defender como poder. Portando ele perde tempo em não armar-se.

      • Errado Sr. Souza..

        É permitido ao brasileiro o porte legal de armas, desde que aprovado no processo burocrático.

        O que o Alonzo quis dizer é, com o estatuto do desarmamento, o brasileiro não tem direito de posse de armas, mesmo dentro da sua propriedade.

        Caso a posse fosse liberada, qualquer meliante pensaria duas ou mais vezes antes de invadir propriedade alheia.

        Se você não tiver o porte, e tenha posse de uma arma, caso o meliante invada sua propriedade e você agir sob alegação de legítima defesa, essa legitimidade é anulada por “porte ilegal de armas”.

        O desarmamento foi e é prejudicial ao povo brasileiro, sem sombra de dúvidas!

        Por isso sou defensor da posse de armas, não do porte. A posse e direito de todo cidadão, que na ausência do estado, atuará em sua legítima defesa , assim como da sua família e propriedade.

  3. Por que ainda não mataram esse vagabundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *