Josimar Maranhãozinho é alvo de operação contra desvio de R$ 15 milhões de recursos da Saúde

O deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) é alvo de mandado de busca e apreensão na manhã desta quarta (9) em uma operação da Polícia Federal que apura desvio de dinheiro de emendas parlamentares da área da saúde no estado. Estima-se que a fraude pode ter gerado prejuízo de R$ 15 milhões aos cofres públicos desde abril.

A PF não confirmou o nome do parlamentar ao G1, mas a investigação da PF apontou que um deputado destinou emendas parlamentares para os municípios do interior do Estado do Maranhão, onde tem reduto eleitoral e que, os Fundos Municipais de Saúde, ao receberam os recursos, firmaram contratos fictícios com empresas “de fachada” que pertencem ao político, mas estariam em nome de ‘laranjas’, desviando, assim, o dinheiro público.

Depois, ainda segundo a polícia, essas empresas faziam saques e o dinheiro era entregue ao deputado, no seu escritório regional parlamentar em São Luís.

Em uma investigação iniciada pela Polícia Federal, há quatro meses, conseguiu-se não apenas constatar os desvios, como também acompanhar os saques e realizar o registro de áudio e vídeo da distribuição dos valores no escritório regional do parlamentar.

O Ministro Ricardo Lewandowski autorizou o cumprimento nesta operação de 27 de mandados de busca e apreensão na cidade de São Luís e no interior do Maranhão, determinando o bloqueio de mais de R$ 6 milhões em patrimônio do parlamentar federal, entre outras medidas diversas da prisão.

4 Comentários

  1. Quando leio notícias sobre esse cidadão lembro-me imediatamente do deputado federal Aluísio Mendes (PSC-MA).

    https://marrapa.com/2020/12/o-deboche-de-aluisio-mendes-para-josimar/

    Grande dia Maranhão!

  2. SABE-SE QUE ESTE DEPUTADO FINANCIOU A CAMPANHA DO GRUPAO AQUI EM CODO. TEM GENTE SE CAGANDO DE MEDO EM CODÓ. VAMOS AGUARDAR. VEM MUITA COISA POR AI.

  3. Quantos pessoas morrem só de convide sem falar em outras doenças por falta de investimentos na saúde do estado os tão nem aí o negócio é o poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *