Indicação de Arlindo Salazar vai incluir ensino de Libras nas escolas de Codó

O vereador Arlindo Salazar teve mais uma importante indicação aprovada pelos seus colegas de parlamento. A proposta é incluir o ensino de Libras em escolas públicas do município de Codó, no Maranhão.

A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é um conjunto de gestos usados por deficientes auditivos para a comunicação com outras pessoas, surdas ou não. Arlindo Salazar argumenta que a Libras é a segunda língua oficial brasileira, já que a Lei 10.436, de 2002, reconhece o sistema como meio legal de comunicação e expressão do país.

“A Lei 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Libras como meio legal de comunicação e expressão. Esta mesma lei prevê ainda que o poder público deve garantir formas institucionalizadas de apoiar o uso e difusão da Libras como meio de comunicação objetiva e de utilização corrente das comunidades surdas do Brasil”, explicou.

De acordo com o vereador, a ideia de ter um interprete para o aluno não é mais suficiente. Ele acredita que a Libras deve ser ensinada para todos os profissionais de educação e a todos os alunos visando a comunicação dos surdos e não surdos.

“Amanhã esses alunos estarão no mercado de trabalho, serão profissionais em algum setor e precisam saber interagir com seus parceiros ou clientes. A hora de romper com essa barreira linguística e até preconceituosa é nos primeiros anos da escola. Quanto mais cedo a criança tiver contato com a Libras melhor será o aprendizado”, finalizou Arlindo Salazar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *