Governador entrega Centro Especializado em Reabilitação na Cidade Operária

Centro de Reabilitação foi inaugurado nesta terça-feira (30) (Foto: Karlos Geromy)

Mais um importante equipamento para atender beneficiários dos serviços públicos de saúde foi entregue pelo governador Flávio Dino, nesta terça-feira (30). O Centro Especializado em Reabilitação (CER) da Cidade Operária, em São Luís, oferecerá, num amplo e moderno espaço e com uma equipe multidisciplinar, diferentes tratamentos a pacientes que precisem de reabilitação física, intelectual e auditiva.

“Os Centros de Reabilitação são fundamentais. É um compromisso que nós temos e que estamos honrando. Abrimos um no Olho d’Água, que já funciona, inclusive, como referência nacional, principalmente para os casos de TEA (Transtorno do Espectro Autista). E aqui na Cidade Operária, esse novo Centro atende não só crianças, como adultos também. Uma estrutura preparada para múltiplas atividades e funções, garantindo, portanto, que todas as dimensões desta atenção sejam asseguradas”, explicou o governador Flávio Dino, destacando ainda que é uma preocupação constante do Governo do Estado, apesar da gigantesca crise nacional, viabilizar a expansão dos serviços de saúde.

Além da entrega do CER Cidade Operária, o CER Olho D’água terá ampliação dos serviços ainda nesse semestre. O resultado é mais vagas, com mais pessoas em tratamentos. A população da Cidade Operária e região já contava com alguns serviços de tratamento de traumas, mas funcionava de forma mais tímida, em espaço menor. Agora, em espaço amplo, pacientes vão poder contar com atendimentos nas áreas de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia, psicopedagogia, assistência social, nutrição, além de pilates, alongamentos, oficinas terapêuticas e hidroterapia.

Centro de Reabilitação foi inaugurado nesta terça-feira (30) (Foto: Karlos Geromy)

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Lula, conta que, com a expansão de serviços e estrutura, a intenção é que o novo CER seja, tal qual o do Olho d’Água, uma referência ao resto do Brasil. “O Centro de Reabilitação é uma necessidade da nossa sociedade, com a reabilitação de todas as formas. Se a gente pensar que a maior parte dos gastos que temos hoje pelo SUS são com traumatizados é possível reconhecer a importância de entregar um centro como este, em que a pessoa vai ser cuidada depois do trauma. Aqui também vamos ter espaço para TEA e outras necessidades, que a sociedade aponta. O CER do Olho D’água é um sucesso, é referência para o país e a gente espera o mesmo deste novo Centro, a partir da integração de vários serviços”, aponta o secretário.

Com atendimento especializado para o público adulto e infantil, oferencendo habilitação e reabilitação, o novo Centro, que já iniciou o funcionamento, atende 50 pessoas ao dia e a intenção é chegar a 1500 ao mês. É o caso da dona Viviane Socorro, moradora da Cidade Olímpica, que sofre com dores na coluna, pernas e quadril, e já iniciou o atendimento com fisioterapeuta, aulas de pilates e acompanhamento médico. “O atendimento não é bom, o atendimento é ótimo. Nossos médicos não são médicos, são uns verdadeiros pais. Os daqui não só passam a receita e deixam pra lá, eles realmente cuidam da gente, acompanham os exercícios e até chamam a atenção quando a gente falta”, contou dona Viviane.

Polyana Gatinho tem um filho com TEA e comemorou a chegada do CER Cidade Operária para outras mães de crianças com autismo, que poderão contar com mais essa ferramenta de desenvolvimento de potencialidade dos pequenos. “Cada vez que inaugura um equipamento desse a gente fica muito feliz porque é a perspectiva que esse serviço está sendo ampliado. Hoje a demanda de crianças com TEA tem crescido cada vez mais. Aqui no Maranhão a gente já tem o atendimento no CER (Olho d’Água), com uma terapia que tem mais resultados para autistas, que é o ABA. E quanto mais cedo começa a intervenção, mais qualidade de vida essas crianças vão ter ao longo do caminho”, comemora a mãe.

Estrutura 

Centro de Reabilitação foi inaugurado nesta terça-feira (30) (Foto: Karlos Geromy)

Para os adultos, a estrutura da unidade dispõe de sala de acolhimento, assistência social, dois consultórios médicos, cinco consultórios multidisciplinares, quatro salas de audiologia e mais seis salas de reabilitação física. O setor infantil dispõe de sala de neuropediatra, estabilização e recuperação, mais duas salas para suporte psicológico e fonoaudiológico, além de um ginásio terapêutico. O serviço conta, ainda, com uma sala de amamentação.

Atendimento

Para atendimento no CER da Cidade Operária, o usuário será encaminhado através da Unidade Básica de Saúde, Núcleo de Atendimento de Saúde da Família (NASF), além do referenciamento por serviços da Atenção Especializada (Posto de Saúde, APAE, Centro de Especialidades Médicas, Policlínica) e Atenção Hospitalar Especializada (Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão, Hospital de Câncer do Maranhão ou maternidades).

Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *