Garoto-propaganda da Friboi, Tony Ramos se diz surpreso sobre operação contra venda ilegal de carne

O ator Tony Ramos se diz surpreso com a operação da Polícia Federal (PF) desencadeada nesta sexta-feira (17) da operação “Carne Fraca”, que apura o envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos.

A empresa JBS, que detém a Friboi, Seara, Swift, está entre as marcas que se tornaram alvo da operação. Garoto propaganda da Friboi, o ator diz ter apenas um contrato com a empresa de publicidade e não ter qualquer contato com a empresa.

Questionado sobre a qualidade do produto, o Tony diz acreditar na qualidade de todos os produtos pelos quais ele já fez publicidade.

Operação

Além da JBS, também a BRF Brasil, que controla marcas como Sadia e Perdigão, também é investigada pela Polícia Federal. Ao todo, cerca de 40 pessoas jurídicas estão envolvidas no esquema que incluía venda de produtos vencidos com a embalagem modificada.

Durante as investigações, foi identificado envolvimento do PP e do PMDB. Mas essa parte não foi aprofundada porque o foco da investigação era a saúde pública, corrupção e lavagem de dinheiro.

Conforme informou a PF, os proprietários das empresas se beneficiavam do esquema e estavam dentro da situação, portanto não eram vítimas, mas corruptores. Também estavam envolvidos o ex-superintendente do Ministério da Pesca e da Agricultura no Paraná, o superintende de Goiás e um alto funcionário em Minas Gerais.

Fonte: otempo

error: O conteúdo está protegido !!