“Gabrielzinho” é liberado após negar envolvimento na morte de criança de 8 anos em Codó

Principal suspeito de matar Lucas Stênio Silva Moreira, de 8 anos, durante tiroteio ocorrido na noite desta sexta-feira (04) na rua Carlos Palhano, bairro São Sebastião, em Codó (MA), Talisson Gabriel Delgado Sampaio, popularmente conhecido como “Gabrielzinho”, de 22 anos, se apresentou na delegacia na tarde desta terça-feira (08) e depois foi liberado após negar envolvimento no crime.

“Gabrielzinho” foi liberado após negar envolvimento na morte de Lucas Stênio (foto: reprodução)

Em entrevista a repórter Emanuela Carvalho, da TV Cidade, o advogado Rômulo Buzar disse que “Gabrielzinho” alegou que estava na casa de sua companheira no momento do crime que vitimou Lucas Stênio e que nunca teve atritos com “Jefinho”, que foi atingido por três tiros nas costas.

O advogado também confirmou que “Gabrielzinho” possui testemunhas que provam que ele estava na casa da companheira e todas serão ouvidas pelo delegado responsável pelo caso. Assista abaixo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *