Félix repudia entrevista do Professor Gildazes e chama o diretor de cultura de despreparado

Professor Gildazes e Felix

Quem tem o mínimo de conhecimento sobre a indústria do entretenimento sabe que não existe preço tabelado para apresentação dos artistas. Cada atração cobra o valor que achar justo, de acordo com o perfil e aceitação de seu público.

É um erro grave exigir que determinado artista cobre o mesmo valor que outro. No entanto, é exatamente isso o que está propondo o diretor do Departamento de Cultura de Codó, Professor Gildazes. De forma totalmente autoritária, ele exige que todos os músicos de Codó aceitem os valores dos cachês oferecidos para se apresentarem nas lives que vão acontecer em comemoração ao aniversário de 125 anos do município.

O diretor de cultura impôs o pagamento de R$ 300 para cantores solo, R$ 600 para atrações musicais estilo esquema e R$ 1.200 para as bandas. A proposta é considerada baixa e foi rechaçada por representantes de quatro bandas famosas de Codó (Fruta Nativa, Swing Beat, Swing Black e Francys Jack do Arrocha).

Repúdio ao Professor Gildazes

Professor Gildazes concedeu entrevista para um meio de comunicação da cidade e disse que a ideia é não privilegiar determinadas bandas da cidade, que, segundo ele, supostamente ocorria no governo anterior.

As falsas afirmações do diretor de cultura não foram bem aceitas pelo empresário Félix, proprietário da Banda Fruta Nativa, considerada a maior e mais famosa banda musical de Codó. Ele repudiou a entrevista e chamou Professor Gildazes de despreparado.

5 Comentários

  1. O que Codó tem a comemorar? Quase 150 óbitos pelo COVID-19? Desemprego em alta? Aumento da quantidade de pessoas que vivem na extrema pobreza?

    Bom senso não faz mal a ninguém!!!

    Agora um bando de sanguessugas brigando pelo dinheiro público. E se o governo não realizasse a live? E se ao invés da live, o governo convidasse os “artistas” para trabalharem em prol do munícipio (limpeza e manutenção dos logradouros públicos por exemplo)?

    Sim, NÓS sabemos quem é a “panelinha” que mamou por 12 anos nas tetas da Prefeitura de Codó. Esses que nunca falaram um “AÍ” do grupo político que comandou o munícipio por 12 anos.

    Onde está a prestação dos valores das lives do ano de 2020? Quem já recebeu o benefício da lei ALDIR BLANC?

    Vale ressaltar que um dos maiores gargalos do dinheiro público está na promoção das “festas culturais”. Ou já esqueceram dos 12 inquéritos civis de um ex-prefeito por SUPOSTO envolvimento com a MÁFIA DE ANAJATUBA?

    Bando de hipócritas que não agregam em nada ao munícipio, e ficam à espreita de uma boquinha. Quando não conseguem é esse choro todo!

    Pergunte aos alunos que tiraram nota acima de 900 pontos na redação do ENEM, se houve contribuição da CULTURA MUSICAL de Codó no seu êxito? CLARO QUE NÃO, pois esses “artistas” não agregam em nada ao munícipio.

    Pergunte aos “artistas” o que é IDHM? Qual a contribuição deles para mudar a realidade de Codó?

    Agora é triste um setor acatar somente a MÚSICA como CULTURA de uma munícipio. Onde estão as gincanas escolares? Onde estão os concursos de redação das escolas municipais?

    Quem lê mais, escreve mais e se expressa mais. Conhecimento é cultura e ninguém tira isso do individuo que o adquire.

    Tenham mais responsabilidade com o erário público!

    • “Ressaltando: Um setor atacar somente a música como cultura do município”..li verdades!Só aí já se ver o preparo do indivíduo neh?É SABIDO QND TEM ALGUM SHOW NA CIDADE INDEPENDENTEMENTE DA “BANDA,”Ali já contribui com trabalhos informais e formais.
      SOBRE COVID: Codó nao passa pelo luto sozinho..
      SOBRE COMEMORAÇÃO: sim as pessoas tbm precisam de sopilar um pouco enquanto clama a Deus por melhoras.
      Todos estão no mesmo barco,cabe aos responsáveis saber gerenciar e não apontar o dedo e nem desmerecer aqueles que estão na batalha diária.. E cada mandato e um mandato, cabe aos eleitores fiscalizarem quem eles elegem.
      .+ A thred….

  2. Autonomo Autorizado

    Secretário com cara de pobre, cara de quem tem sede. Deve ta bem procurando meio de desviar o dinheiro que realmente deveria ser pago !! Pilantra e SAFADO.

    CADEIA NELE. Se ele insistir nesta prática imunda, basta, haver uma solicitação coletiva, para tal interferencia do MP. Segundo meu leigo entendimento. Deve haver investigação pra saber pra onde o dinheiro vai, pq tenho certeza que o Governador nao iria mandar 300 reais pra banda do WESLEY SAFADÃO VIR TOCAR EM CODO.

    Muito despreparo. Muita gente mamando da VACA LEITEIRA , que é a prefeitura.

    SR SECRETÁRIO, pisa no chão direito. O sr que esta lendo este comentário, está aí para TRABALHAR, faça o seu PAPEL, se houver desvio, serei o primeiro a acionar o Judiciário.

  3. Paga esse valor pra nao tocar faz mais vantagen pq um bando de cantor e banda ruin dessas melhor nao toca mesmo kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *