Família estaria exigindo R$ 3 milhões para liberar local onde o governo pretende construir o parque ambiental de Codó

Continua a novela envolvendo a construção do parque ambiental de Codó. Após o governo do estado anunciar no ano passado que construiria a obra em uma lagoa que fica na região da Trizidela, familiares do senhor Aderico Siqueira apareceram em alguns meios de comunicação da cidade reivindicando a posse do local.

Uma fonte ligada ao governo, que não quis se identificar, nos revelou que essa família estaria cobrando cerca R$ 3 milhões para poder liberar a obra no lugar. O prefeito Francisco Nagib teria oferecido dois terrenos bem localizados que poderiam ser loteados, no entanto a oferta teria sido recusada e os proprietários do local estariam insistindo em cobrar o valor milionário.
Medida extrema
Como o Governo Municipal não conseguiu obter êxito na negociação, o Governo do Estado do Maranhão pretende assumir o controle da situação. Durante seu discurso na cerimônia de inauguração do VIVA, na última sexta-feira, o Secretário de Estado do Meio Ambiente, Marcelo Coelho, afirmou que o governador Flávio Dino vai assinar o decreto de desapropriação da área, desta forma o local estaria livre para receber a grandiosa obra que irá beneficiar milhares de codoenses.
“Nós tivemos aqui o compromisso desde o ano passado de construir o parque da Lagoa da Trizidela, fizemos a licitação e assinamos o contrato com a empresa (construtora), e aí apareceu uma pessoa que diz que é dona da propriedade, mas não tem problema. Sentamos com o prefeito, e o prefeito nos ajudando a resolver esse imbróglio, mas quero dizer a todos vocês que a Secretaria de Estado do Meio Ambiente, o governo Flávio Dino, vai construir o parque ambiental de Codó. É um compromisso nosso, nós temos o recurso e vamos construir, o governador vai assinar o decreto de desapropriação da área, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente vai realizar essa grande obra para o bem-estar da população”, afirmou Marcelo Coelho.

Versão da família
Estivemos no início da tarde de ontem (28) na casa dos familiares do senhor Aderico Siqueira, fomos recebidos por dois filhos e um genro do dono da propriedade que o governo do estado pretende utilizar para a construção do parque ambiental.
Eles nos explicaram que nunca falaram de valores para qualquer pessoa ligada aos governos municipal e estadual. Disse também que não estão tentando impedir a construção da obra, pois entendem que trará um grande benefício para a comunidade codoense. No entanto eles estariam apenas pedindo que o governo pague o valor justo por um espaço que pertence à família há mais de 35 anos.
A família disse não ser contraria a decisão do governador Flávio Dino, que pretende assinar um decreto de desapropriação da área. Os filhos do senhor Aderico esperam apenas que o governo do estado pague o valor correto do local, esse valor seria inclusive do conhecimento das autoridades do município e do estado.